domingo, 28 de março de 2010

BOAS NOTÍCIAS parte 3


Serra abre 9 pontos sobre Dilma e se isola na frente

Folha Online

O pré-candidato à Presidência do PSDB, José Serra, abriu nove pontos de vantagem sobre Dilma Rousseff (PT), mostra pesquisa Datafolha publicada na edição deste sábado da Folha (íntegra disponível somente para assinantes do jornal ou do UOL). O tucano tem 36% e a petista 27% das intenções de voto.

Na pesquisa realizada em fevereiro, Serra tinha 32% e Dilma 28%.

Ciro Gomes (PSB) ficou com 11% (tinha 12% em fevereiro). Marina Silva (PV) está estacionada e manteve os 8% obtidos no mês passado.

Em um eventual segundo turno, o tucano venceria a petista por 48% contra 39%.

A pesquisa, registrada sob o número 6617/2010, foi realizada nos dias 25 e 26 com 4.158 eleitores. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Durante o mês de Fevereiro esta distância havia diminuído a ponto de imaginarmos um empate ou até mesmo que a guerrilheira ultrapassa-se o governador Paulista, não foi o que aconteceu refletindo sobre os últimos meses tenho algumas possibilidades:

1 - Entre Janeiro e Fevereiro tivemos um "fenômeno chuvoso" em São Paulo denegrindo a imagem do prefeito Kassab, como o nome de serra está intimamente ligado ao de Kassab (não tinha como ser diferente) a queda de popularidade do prefeito influenciou as pesquisas.
2 - Entre estes dois meses a população "descobriu" que Dilma é a candidata do presidente Lula, mais do que isto os brasileiros passaram a conhecer a ministra - não exatamente quem é ela como eu venho mostrando no meu blog, o PT iniciou a campanha presidencial.
3- O voto espontâneo para o Lula migrou para Dilma porém este foi o limite alcançado pela popularidade da ministra que diferente do nove dedos tem o carisma de uma ostra e a simpatia de um Pit Bull.
4- O PSDB começou a fazer propagandas sobre o desenvolvimento do governo estadual e municipal, como quem não quer nada eles limparam a barra do kassab e enalteceram o Serra, outra estratégia é o Serra dando uma de João sem braço de tanto dizer que não era candidato oficial o nome dele passou a ser amplamente divulgado, mais do que se ele tivesse assumido a candidatura.
5- Por fim o efeito kassab - o prefeito sempre foi bem avaliado, passado o período de chuvas a população voltou a avalia-lo como o bom prefeito que sempre foi.
6- Dilma é vista como o poste de Lula "Lula consegue eleger até um poste" enquanto que o eleitorado não gosta de candidatos sem imagem ou ideias próprias, Dilama é apenas o papagaio do Lula.

quinta-feira, 25 de março de 2010

Porque imagens valem mais do que palavras






Anteriormente postei um "currículo" da nossa querida presidenciavel Dilma estão aqui imagens de suas vítimas - aposto que eles concordam que a dilma não é uma pessoa tão legal assim como a mídia a faz parecer.

Complemento:
Mais informações sobre o passado da Dilma neste post:
http://osdeusesmortos.blogspot.com/2010/02/sobre-idolos-e-sombras-ou-ainda.html

domingo, 7 de março de 2010

A virtude de ser mau ou como ser nietzschiano nos dias de hoje


Este comentário é continuação direta do post Existe autoritarismo no Brasil!? ou sobre rebanhos e censores

Já falei em outras postagem sobre a definição de bem e mau de uma das maiores mentes da humanidade o filósofo Nietzsche - ele demonstra duas definições de bem e de mau dependendo da classe social, isto na Alemanha do século XVIII as classes mais altas denominavam mau como Schlecht ordinário, comum e por fim desprezível e denominavam como bom Gut forte, bravo, guerreiro e poderoso já as classes mais baixas tinham o mau Böse desconhecido, irregular e por isto perigoso enquanto bom também era Gut mas significava conhecido e pacífico [1]. Evidentemente não estou pregando a superioridade de uma determinada classe social sobre outra, mas sim a SUPERIORIDADE DE UM PENSAMENTO SOBRE OUTRO. Em uma época cada vez mais moralista onde as pessoas preferem ser parte do rebanho, seguir um modo de conduta, um pensamento pacificador (http://osdeusesmortos.blogspot.com/2010/02/uma-espiadela-em-baixo-da-saia-da.html) temos que ser bons, alegres e simpáticos mesmo quando não queremos já que é proibido estar de mal humor ou ter um único pensamento "egoísta" principalmente quando este não o é, assim nascem os monstros.
O rebanho o enorme amontoado de gente tem como virtude a sujeição provindo do desamparo e imitação - alimento de políticos ou coronéis (vou dar uma dica seu símbolo é uma estrela vermelha) lembrem-se que estamos em ano de eleição.
Minha primeira precaução é não cometer o erro de Zaratustra: O filósofo árabe sai de seu isolamento e retorna a sociedade disposto à dividir seu conhecimento com os moradores locais, estes por sua vez preferem assistir ao show de um equilibrista, Zaratustra então percebe que deve falar a poucos, pois o rebanho é surdo ao conhecimento [2].
Hoje em dia, assim como na Alemanha do século XVIII as pessoas valorizam a mediocridade, o conformismo o bom mocismo a todo custo, isto também é uma farça atingindo seu ápice com o marxismo o máximo da hipocrisia. Diferente do que os comunistas acreditam o objetivo da sociedade é gerar alguns grandes homens que em seguida irão abandona-la.
Aqueles que ousam ser diferentes, que não querem seguir o rebanho, recusam-se a usar o cabresto são chamados de vilões, monstros nós humanos somos todos seres erotizados, não tenha vergonha de suas qualidades, não mimetize seus feitos, nem sob o risco de ser considerado arrogantes ou cruéis.Eu digo seja mau, libere seu "lado negro" questione: as pessoas não são todas iguais alguns são superiores a outras, não por condições étnicas ou sociais mas por seu pensamento, aqueles que sobressaem ao rebanho, afastam-se da maça. esta é a virtude do ser superior.
Lula em sua arrogância de quem comanda o rebanho não se dá conta que ele é um fruto do mesmo, ele chora pela pobreza que mantém pois é de seu interesse, fala palavrões e coleciona bonés, jamais o rebanho esteve tão bem representado. Se Lula não existisse jamais seria inventado [3].



[1] DURANT, W. (SD) A filosofia de Nietzsche. Rio de Janeiro: Ediouro.

[2] NIETZSCHE, F. W. (1883) Assim falou Zaratustra. São Paulo: Editora Escala. SD

[3] AZEVEDO, R. (2009) Máximas de um país mínimo. Rio de Janeiro - São Paulo: Record.

terça-feira, 2 de março de 2010

Existe autoritarismo no Brasil!? ou sobre rebanhos e censores


Im Anfang wa die Tat - Traduzindo No princípio havia o ato, é assim que Goeth inicia Fausto e é assim que Freud termina Totem e tabu, retornemos ao ato mais tarde.
Todos os domingos entre sete e oito horas o VH1 (um canal de TV paga) reprisa a série animada "South Park" - um verdadeiro clássico da escatologia, dentre outras esta é a virtude da TV paga, não somos podados pela censura desmedida de nosso querido governo. Claro que quem paga escolhe o que ver, mas tem outro fator quem paga um plano de televisão a cabo sabe usar um controle remoto.
No dia 21 de Fevereiro a Folha de São Paulo trouxe uma pesquisa encomendada pelo ministério da justiça onde 74% dos pais e responsáveis são a favor da classificação indicativa da programação das TVs (leia-se censura) enquanto 38,3% querem uma rigidez maior por parte dos censores. Em uma primeira olhada penso que um pai ou responsável seria a favor da classificação vejamos se o gorveno controla aquilo que seus filhos assistem acarreta em menos responsabilidade para estes pais, que se vêem "livres" da responsabilidade de educar seus filhos - o governo que eduque meus filhos. Mas reconheço que esta visão é precipitada, vejamos.
Agora sim, no início havia o ato - Vivemos em uma sociedade cada vez mais moralista: em 31 de Outubro comemoramos o dia do Saci, pois o Saci é brasileiro portanto podemos ficar alegres, está terminantemente proibido pedir um Hot dog, devemos comer um cachorro quente cuja grafia está em português, negros e crioulos viraram Afro-descendentes - entre as décadas de 60 e 70 a torcida brasileira satirizava o CCCP - sigla em russo cor respondente à URSS usada pela seleção soviética - reinterpretada como Cuidado Com Crioulo Pelé, hoje em dia esta brincadeira seria racista e anti ética. Estes são alguns exemplos de regras sociais que institucionalizam, estas regras não são ditas, mas atuadas [1].
Mas a final o que é o ato? O ato é um gesto ou atitude quando executada não há representação.
Retornamos a censura a partir do momento em que um órgão público normatiza a programação televisiva esta moralização torna-se escancarada. A moralização gera a farça... farça? Isto mesmo farça, esta é constituída a partir da aniquilação de grupos menores que defendem ideias diferentes ou da oposição. A farça tem duas características principais:
1) Aparentemente ela é uma verdade, pois a maioria aceita a farça como tal.
2) A farça é produto do autoritarismo por consequencia não existe a possibilidade de pensamento, apenas o ato.
Em resumo o ato é um sintoma e a moralidade é a manutenção deste sintoma, evidentemente existem segmentos da sociedade "mais sérios" como o controle social a partir da pobreza: a fome é um produto criado com o cuidado de um artesão por aqueles que visam erradica-las: rapidamente A pobreza existe por que o combate a ela existe, o bolsa família antes de tudo distribui a esmola, o suficiente para a manutenção da pobreza e do controle social sem combate-la eis a farça.
Ainda na televisão fico satisfeito pois temos exceções como South Park ou em um âmbito nacional "Pânico na TV" - para eles nada é sagrado e por isto mesmo são atacados impiedosamente pela censura - tais censores tem a inusitada tarefa de salvarem as criancinhas de sua própria humanidade.
Retornando aos pais da pesquisa não é justo acusa-los de requerer do governo que este faça sua função de educador, este é apenas um sintoma e precisa ser combatido.

ps. no episódio de hoje em South Park o Canadá entrou em greve exigindo mais dinheiro, com eles os personagens favorito dos quatro garotos, para arrecadar o dinheiro necessário estas crianças fizeram um vídeo na interne chamado "aqui, na minha bunda".
pps. Um casal apoia a greve para ficarem bem as vistas de Deus e poderem fazer sexo anal sem culpa.

[1] HERRMANN, F. (2001) Amdaimes do real II Psicanálise do quotidiano. 3ª edição. São Paulo: Casa do Psicólogo.

"Os Deuses Mortos" Sete Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...