Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

terça-feira, 6 de abril de 2010

Uma Espiadela em Baixo da Saia da Sociedade V: Julgamento como BBB ou Quando o rebanho canta e dança


Eis me aqui novamente, levantando as saias e expondo as vergonhas da sociedade, ao comentar sobre o maior julgamento da ultima semana.
Agora que o julgamento e a poeira baixou posso escrever sobre o "caso Isabella" um assassinato que virou circo.
Vamos pela ordem: Em uma manhã como qualquer outra acordo e enquanto tomava meu café ouço que uma menina havia sido atirada pela janela de um apartamento de classe média alta meu primeiro e único pensamento "isto acontece" termino o café e saio para o consultório; naquela mesma semana surge a suspeita que o pai e a madrasta poderiam ter matado a menina, em seguida fica impossível sair de casa sem que alguém falasse sobre a menina, todas as mídias trazem o rosto da menina estampado em revistas, jornais e imagens na TV. Bom temos quase dois anos de paz até a penúltima semana de Março.
Agora vou refletir um pouco sobre esta semana: Em primeiro lugar temos a dor de uma mãe que perdeu sua filha, também temos a dor de uma avó que perdeu uma neta e o que mais? Mais nada! Por que tanto interesse pela mídia? Por que a comoção popular? Assassinato da crianças é algo muito comum, pais matarem seus filho é ainda mais comum então por que tamanho circo? O que houve nesta semana foi a perversão do luto de uma família - nos últimos dias do circo digo julgamento a própria família deixou-se contaminar por esta perversão:
O público torcia pelo promotor - o herói, vaiava o defensor - a avó desfila com uma camiseta da Isabella nas costas, o público pegava senhas para assistir, pulava na frente do fórum com o anúncio da condenação e por fim a mãe A VENCEDORA recebe os aplausos do público. Estava me esquecendo que o resultado foi transmitido ao vivo, este julgamento esteve mais próximo de uma final de BBB, ainda mais medíocre que o realit tendo como seus apresentadores o rei do sensacionalismo barato José Luiz Datena e toda a grade jornalistica da Record igualmente sensacionalista.
O julgamento foi uma farça - não estou me referindo ao resultado, considero o casal cuilpada pela morte da menina refiro-me a situação em si como no BBB existe a ilusão do cidadão comum tornar-se famoso a partir de anônimos que ficam trancafiados, aqui existe a ilusão do cidadão comum de acertar as contas mas com o que? A maioria do público perdeu entes queridos por assassinatos não solucionados? Acho que não. O que houve foi a manutenção da farça social representado pela máxima "a voz do povo é a voz de Deus", o fato do casal assassino vir de uma família de classe média alta contribui para o espetáculo:
Nós o povo estamos representados por uma mãe que teve sua filha violentamente assassinada por eles a elite assassina que todos os dias comete o crime de não serem idiotas sem talento e aproveitarem seu dinheiro esta sim é a máscara dos assassinos, a menina morta foi apenas uma desculpa.
Sinais dos tempos meus amigos, nossa sociedade caminha para um caminho onde o rebanho acredita que deve ser sustentado por quem tem mais do que ele, ao mesmo tempo estas pessoas não tem o direito de conseguirem sucesso pois é "sinal do tempos petista" em que vivemos.
No dia seguinte o julgamento era notícia nos revistas semanais, jornais e noticiários seus parentes cedem entrevistas coletivas, são temas de debate em programas de TV, eles deixaram de ser parentes enlutados e foram transformados em celebridades... até o próximo evento.

Um comentário:

  1. Discordo totalmente da primeira parte do seu post. O que se viu não foi circo, foi a reação de uma sociedade chocada que esperava que justiça fosse feita e que norteasse essa mesma sociedade a não atirar covardemente seus filhos pelas janelas esperando ficar impunes.

    Agora, o resto do post é muito bom.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...