Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Seleção de diretores


Finalmente estamos em junho, mês da copa do mundo - daqui até julho só se falará da copa por isto resolvi escalar minha seleção, mas como bom cinéfilo escalei uma seleção de diretores.

Esquema utilizado 4-5-1

Goleiro:
James Cameron: Bons goleiros são a cima de tudo seguros, Cameron sempre entrega o que promete sucessos de bilheteria, o diretor não é nenhum génio mas sempre achamos tempo para assistir seus filmes
filmes de referência: O Exterminador do Futuro 1 e 2; True Lies; Aliens, O resgate; Avatar.

Zaga:
George Romero: Romero é um açougueiro vide a trilogia dos mortos-vivos, ele dá o recado (recheado de críticas sociais) sem meias palavras.
filmes de referência: Zombie O despertar dos mortos; O dia dos mortos; A Noite dos mortos vivos.

Tim Burton: O diretor seria um zagueiro de classe, contrastando com seu colega de posição, talentoso Burton destaca-se dos demais, em uma situação de perigo os demais defensores podem tocar a bola que Burton resolve.
filmes de referência: Batman; Batman O retorno; Edward Mãos de tesoura, A Lenda do cavaleiro sem cabeça; Os fantasmas se divertem; A fantastica fábrica de chocolate.

Laterais:
Paul Verhoeven: O diretor holandês é daqueles que ninguém lembra pelo nome, mas sempre que assistimos um de seus filmes o aplaudimos de pé, Verhoeven é o homem surpresa, como um bom lateral deve ser.
filmes de referência: A espiã; Robocop; O vingador do futuro; Instinto selvagem; O homem sem sombra.

Takeshi Miike: Diretor moderno e versátil que reinventa-se a cada filme passando do terror para aventuras juvenis sem perder o pique, ele pode jogar como zagueiro, volante e meia.
filmes de referência: Ishii o assassino; A grande batalha Yokai; Marcas do terror; Uma chamada perdida (versão original).

Volantes:
Wess Craven: Todo time precisa de um carregador de piano, aquele cara que faz o trabalho pesado, Craven faz o feijão com arroz bem feito e já entregou algumas pérolas do terror.
filmes de referência: A hora do pesadelo 1 e 3; Criaturas atrás das paredes; quadrilha de sádicos; Voo noturno; Pânico 1 e 2.

Alfred Hitchcock: Versátil e talentoso o diretor costumava alternar suspense, terror e comédia no mesmo filme (sempre aparecendo como extra), Hitchcock é um verdadeiro artista como um volante deve ser.
filmes de referência: Um corpo que cai; Frenesi; Marnie - confissões de uma ladra; Os pássaros; Topázio; Trama macabra; Pisicose.

Meiocampistas:
Stanley Kubrick: Mio-campo é lugar de craques, e Kubrick foi o maior de todos, digno de usar a camisa 10, inventivo o diretor passeou pelos géneros sempre com ideias inovadoras, imprimindo marcas registradas sem repetir-se.
filmes de referência: Laranja Mecânica; 2001 Uma odiséia no espaço; De olhos bem fechados; Dr. fantástico; O iluminado; Nascido para matar.

Akira Kurosawa: Outro génio que conseguia emocionar e inovar a cada filme, ousado foi o primeiro filme à integrar ocidente e oriente com perfeição.
filmes de referência: Os sete samurais; Rapsódia em Agosto; Ran; Trono manchado de sangue; Dodeskaden; Fortaleza escondida (este é uma pérola esquecida).

Quentin Tarantino: Tarantino seria um meio-atacante, contrastando com os dois armadores: Kubrick e Kurosawa diferente destes seus filmes são muito semelhantes, ele obedece a mesma fórmula, porém sua assinatura genial subverte seu próprio estilo muito copiado mas nunca imitado, quando você pensa que já sabe o que vai acontecer em seus filmes... Tarantino nos surpreende.
filmes de referência: Pulp fiction; Cães de aluguel; Bastardos inglórios; Kill Bill Vol. 1 e 2.

Centro-avante:
Richard Donner: Não existe um 9 talentoso, o jogador ideal é aquele que ninguém o coloca entre craques, mas sempre que aparece é para decidir os filmes de Donner são assim, você pode não reconhece-lo pelo nome mas com certeza já viu um de seus filmes (ou provavelmente todos) e gostou, eventualmente Donner realiza uma pérola do cinema.
filmes de referência: Superman (1978); A Profecia (1976); Os Goonies; Máquina Mortífera (os quatro)

Técnico:
Ingmar Bergman - O diretor sueco é provavelmente o único que pode ensinar alguma coisa para todos estes craques.
filmes de referência: Da vida das marionetes; A fonte da donzela; Morangos silvestres; O sétimo selo; Depois do ensaio.

Um comentário:

  1. concidencia, sabe q eu tava conversando outro dia sobre esses animes de sacanagem, pornografia moderna auhauhauahu

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...