Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

terça-feira, 20 de julho de 2010

A política se lê como uma cena primária


A ideia deste post veio do tópico levantado pelo Marcos em seu blog "ACERCA DO “'HOMEM DOS LOBOS'”: http://umtranseunte.blogspot.com/2010/07/acerca-do-homem-dos-lobos.html
Comecemos do princípio: cena primária é uma protofantasia onde a criança vê os pais transando esta cena pode ser imaginada ou a criança coloca-se em posição de vêr os pais em pleno ato. A cena primária é interpretada como violência ou estupro do pai contra a mãe, a cena primária mais famosa da história da psicanálise está em O homem dos lobos. Marcos questiona se o sujeito dos lupinos teria passado o resto de sua vida procurando seu lugar perdido pela visão dos pais trepando.
Agora sim chego na política, não é raro criticarem nossos políticos, acusa-los de incompetente e/ou ladrões (raro é alguém chama-los de honestos e coesos) assim como não é raro ver os mesmos políticos sendo reeleitos, alguns até renunciam e são reeleitos (não é mesmo Genuino?). A criança vê o coito dos pais pois sua mãe pertence ao pai tal percepção é sentida como uma agressão por parte do pai contra ele e a violência é deslocada. Políticos corruptos, incompetentes, celebridades oportunistas e coronéis seriam eleitos para violentarem o Brasil em virtude "dum" sentimento de inapropriação do brasileiro? O brasileiro comum não é aquele que evita lutar por seus direitos? Mobiliza-se para que seu time compre jogadores enquanto ignora as atitudes dos governantes? O brasileiro comum não é aquele que revolta-se por cinco minutos durante o noticiário sobre Brasília para em seguida desfrutar da novela? Sim!
Talvez o brasileiro não se conheça como brasileiro, não existe uma identificação com nossas raízes, provavelmente por nossa história: fomos uma colônia, depois viramos vice-reino para Don João fugir, só ficamos independentes por que Dom Pedro estava cagando no rio Ipiranga. Dom Pedro II foi uma excessão com ele o Brasil teve uma cara, o país progrediu como nação, logo sendo substituído pelos marechais/presidentes, em seguida o primeiro grande coronel Getúlio Vargas, em seguida o golpe - a liberdade acabara, após as diretas já tivemos o segundo grande coronel Sarney. Logo em seguida elegemos (agora sim) o terceiro coronel Fernando Collor - um coronel incompetente, em seguida veio a cracatua maluca Itamar Franco, ouve uma ameaça de melhora com o plano Real na era FHC, moeda "forte" que perdeu força com a crise, estamos com o quarto grande coronel Lulla que barganha migalhas pela dignidade humana. Estes são nossos pais infiéis que preservamos pela incapacidade de tomarmos a mãe pátria estuprada por nossos políticos.
Um bom exemplo de "pai infiel" é uma mulher Soninha. A defensora das ciclovias (um ótimo projeto e absolutamente necessário diga-se de passagem) iniciou sua carreira como vereadora pelo PT elegendo-se na chapa de Marta Suplicy, depois que a loira do botox destruiu São Paulo reduzindo a Cidade as cinzas Serra foi eleito, na época Soninha escreveu uma carta aberta de várias páginas pedindo para Serra manter as ideias Kamikaze de Marta. Nas ultimas eleições para prefeito Soninha mudou de partido, mostrando que não é uma canalha ela saiu do PT e filiou-se ao PPS, no segundo turno o PPS apoiou Serra, Soninha disse que estava do lado do partido mas não subiria ao palanque com o tucano, sua recompensa foi uma subprefeita, Soninha rapidamente tornou-se uma aliada psdbista pleiteando uma vaga ao senado nestas eleições, vaga que não conseguiu mas seu apoio ao antes odiado e agora gran mestre José Serra continua. "onde está aquele garoto que queria mudar o mundo?"

2 comentários:

  1. O fato de Marta Suplicy ter colocado botox não muda em nd o caráter dela. Aliás, ela ergueu São Paulo e fez muuuitas coisas boas por nós.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...