Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Entre peixes assassinos e colegiais com metralhadoras: O cinema Underground japonês


Estou convencido de que cineastas são seres esquisitos, podemos até chama-los de loucos, felizmente (para nós) os cineastas usam sua loucura em favor da artes. Dentre estes os "loucos mais loucos" são os cineastas japoneses, principalmente se pegarmos o cenário underground.
O cineasta mais conhecido deste meio é Takeshi Miike, em sua pérola "Ichi - O assassino" (lançado aqui pela Europa filmes) o diretor nos conta duas histórias paralelas que se cruzam: na primeira Kakihara um Yakusa masoquista procura por seu chefe, o anjo, desaparecido, Kakihara está desolado, uma vez que ele estaria apaixonado pelo chefe, quem lhe aplicava surras e torturas periódicas e agora com seu sumiço Kakihara sente-se traído, na busca por seu mestre realiza torturas e rompe com as outras ganges.
A segunda história é a do tal ichi (1 em japonês) rapaz traumatizado com a morte de uma prostituta que veste-se como herói japonês (estilo Jaspion) para caçar os criminosos da cidade, hipnotizado por um desafeto pela gange do anjo, óbvio que as duas histórias se cruzam.
Porém, foi apenas no making-off de "máscaras do terror" ultimo episódio da tele série "Mestres do terror" (censurada na TV americana pelas cenas de tortura e exibição de fetos mutilados) que conheci o verdadeiro Takeshi, em sua entrevista o diretor parece sereno e educado, explicando suas atrocidades como quem compra pão na padaria. "Quando sou convidado para um projeto, fico pensando 'por que alguém quer assistir um filme meu?'" Tenho certeza de que Takeshi Miike sofre de uma leve psicose.
Porém Miike é muito Pop, se pegarmos a cena underground japonesa veremos que seus filmes são um tanto convencionais (Takeshi é tão underground quanto Cronemberg) o verdadeiro cinema-das-trevas japonês mostra-se em "The Machine Gril".
"The Machine Gril" conta a história de uma irmã (a bela Minase Yashiro) que cuida de seu irmão mais novo, este sobre bullying por parte de colegas da escola e acaba sendo assassinado, a personagem de Minase busca vingança e descobre que o assassino é o único filho de uma família de ninjas assassinos yakuza.
O filme trás desde necrofilia até um tempurá feito com a mão da protagonista. Porém só depois de ser sequestrada pelos Yakuza que o título do filme se faz, Minase tem seu braço decepado pelos yakuza mas consegue fugir, Asami (a mãe de um amigo de seu irmão igualmente assassinado) ajuda Minase em sua vingança e faz uma metralhadora para a irmã vingativa colocar no lugar de seu braço.
Fica fácil imaginar o que acontece em seguida, a garota vinga-se violentamente, explode cabeças e intestinos, finalizando em uma luta contra a mamãe yakuza (a psicopata mor da família) armada de um sutiã broca.
A atriz principal é a modelo Minase Yashiro escolhida por sua beleza, a pesar de nunca ter atuado antes Minase não faz feio, ao contrário sua representação combina perfeitamente com o clima do filme. Destaque para Asami atriz que desenvolve a metralhadora e treina a garota vingadora é uma atriz pornô, aliás atrizes do pornô costumam atuar no underground japonês.
Recentemente pude assistir a pérola trash Sexual parasite: The Killer Pussy (para quem não acreditou no título eu traduzo "Parasita sexual: A vagina assassina") tudo começa na Amazonia ande dois exploradores procuram um peixe raro quando um índio curandeiro (está mais para um cosplay de vilão de seriado Changeman) tenta impedi-los, o peixe entra no corpo da pesquisadora (adivinhem por onde), o outro pesquisador, apaixonado, congela sua amada viva.
Um ano depois cinco amigos perdem-se na floresta e entram em uma casa abandonada, onde a tal pesquisadora está congelada, uma das garotas é possuída pelo peixe tornando-se um zumbi assassino, o tal peixe habita o corpo da garota, que fica o filme inteiro andando pelada, surgindo na forma de uma vagina dentada carnívora, comedora de pênis.
Não preciso ficar descrevendo o que acontece, os amigos vão morrendo um a um vitimados pela vagina dentada enquanto assume o controle de outra garotas lindas. Nota para o peixe que sai de dentro do corpo das mulheres para devorar suas vítimas, o peixe parece um primo distante dos muppets - ele é um boneco de borracha em forma de luva. Por falar no peixe este se multiplica por "girinos" expelidos pela boca das garotas que rastejam a procura de outros corpos.
A pesar do título o filme não mostra nada de diferente de uma sexta-feira 13, já a atriz principal é a mega peituda Sakurako Kaoru que passa o filme de baby doll, calcinha e botas (olha o fetiche) correndo e gritando, atuação perfeita como Screan queen aliás Sakurako está perfeita no papel, parecendo uma veterana do terror.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...