Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Mini-Conto: O ministério de Dilma 02: Um ministério para Mercadante


Um lobo esfomeado uivava para a lua, uma aranha gigante devorava um animal indefeso que caíra em sua teia, mas no castelo assombrado, sede do PT, Dilma atreve-se a sentar no trono de ossos humanos de lula, assim que aproxima sua bunda do acento dois dobermans invadem a sala latindo. Dilma lembra-se de seus dias como terrorista e rosna mais forte assustando os cachorros.
Agora todos os seres do castelo acordaram, as portas rangem, espíritos condenados gemem por absolvição e Dilma desiste de sentar-se ao trono, subitamente o porta abre-se e Mercadante entra na sala de reuniões.
- É você que está aqui Dilma?
- O que você quer Mercadante?
- Eu queria falar com o Lula.
- E o que você quer falar com o Lula?
- Eu queria pedir um cargo no novo ministério do governo dele.
- Acontece que o governo é meu e sou eu quem escolho o meu ministério, entendeu bigodudo.
- Se você diz - Mercadante estava incrédulo e sussurra - ela realmente acredita nisto.
Furiosa Dilma saca sua arma apontando para Mercadante, que caminha para trás assustado.
- calma Dilma, eu não disse nada.
- Não? Eu ouvi.
- Mas eu juro, eu não falei nada, assim como não prometi abandonar o cargo no senado após os escândalos de corrupção, voltando atrás no dia seguinte ou como fingi não ter faltado nas votações do senado.
- Você não sabia das datas!
- isto mesmo, não é que eu faltei, eu não sabia, a culpa é da oposição que não me avisou.
Dilma guarda sua arma no coldre, senta-se em sua cadeira, ao lado direito do trono do lula, e coloca os pés na mesa.
- Então você quer um ministério?
- Sim.
- Qual deles?
- Qualquer um, pode ser a casa civil mesmo.
- Você quer o meu lugar palhaço? - Dilma aponta mais uma vez sua arma para Mercadante.
- Veja bem, qualquer ministério serve, só me arruma uma boquinha lá em Brasília.
- Você gosta de Brasília?
- Na verdade eu nunca fui, mas gostaria muito de conhecer.
- Tudo bem, passa aqui amanhã que eu falo pro Lula arranjar um bico.
- Mas o governo não era seu?
- Você quer que eu arranque todos os dentes da sua boca?
- Não Dilma, tudo bem, eu volto amanhã. Prometo.
No dia seguinte Lula estava reunido com Dilma, Marta, Netinho de Paula, Zé Dirceu e Genuino. Lula começa a reunião.
- Muito bem cumpanheiros, hoje nois vai escolher meu novo ministério.
- Espera um pouco companheiro Lula - interrompe Dilma.
- Pode me chamar de presidente.
- O governo não ia ser meu?
- Vai sonhando.
- Acontece que o Mercadante quer um ministério, eu pedi para que ele viesse hoje.
- Mas que saco, tá bom manda ele entrar.
A porta da sala abre-se, após alguns minutos a moça que serve o café entra, ficando o mais longe possível do Netinho, e aproxima-se de Lula.
- Sabe o que é presidente? O Mercadante mandou avisar que ele vai faltar hoje.

Continua...

Na próxima segunda-feira: Eduardo Suplicy faz uma aparição e declara seu amor para Marta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...