Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

psicanálise + animes II: Black Lagoon


Black Lagoon (o nome de uma lancha torpedeira) é um anime curioso começando por suas personagens. Aqui não existem heróis apenas vilões, não existem causas a serem protegidas, apenas dinheiro a ser ganho e por fim não existem grandes batalhas, apenas o gosto por sangue. A final este é um anime sobre pirataria moderna.
Vamos começar pela história Rokuro ou Rock (apelido recebido pelos piratas) era um executivo japonês até ser sequestrado pela tripulação do Black Lagoon, mais especificamente por Ravy, uma das maiores psicopatas da história dos animes, mas falo dela depois. os piratas queriam um CD que estava com Rock, o executivo foi apenas um brinde, a empresa para a qual trabalha preocupou-se apenas com o CD deixando Rock para morrer. Abandonado pela empresa em que acreditava e desejando abandonar a sociedade Rock junta-se aos piratas.
Os piratas vivem em uma cidade fictícia onde todos os criminosos se reúnem, todos não, apenas os piores criminosos, a polícia é corrupta, os dias são marcados por tiroteios entre desafetos, cuja ordem é mantida pelas máfias - em especial a chinesa e a russa (dois dos principais clientes dos piratas), esta cidade é definida apenas como "um bom lugar para se viver".
Black lagoon existe no mundo dos mais fortes, a margem da sociedade, onde as leis foram renegadas. Este é o mundo da auto-destruição da busca pelo prazer a qualquer custo. O Tabu é mantido pelos criminosos mais fortes, para ser o líder é necessário matar os mais fortes, no caso os mafiosos, Em especial Balalaika, líder do Hotel Moscow (a máfia russa) uma ex-militar, treinada para a guerra fria.
Voltando aos personagens principais. já falei de Rock, a outra protagonista é Revy uma novaiorquina de origem chinesa, na infância ela tornou-se assassina, para poder viver, Revy cresce neste mundo e diverte-se em tiroteios, explodindo barcos e fuzilando pessoas, principalmente quando são tão fortes quanto ela, mas Revy também gosta de matar inimigos rendidos, atirando neles pelas costas.
Revy é uma personagem fascinante, ela é fruto do drinque perfeito entre o ridículo e o asco: gostosa até não poder mais, andando sempre com o botão do shorts aberto, totalmente inconcequente e capaz de destruir uma frota inimiga sozinha ela seria uma personagem ridícula, se não fosse seu passado trágico, seu gosto por sangue e sua agressividade que a tornaria asquerosa, oras ela é uma assassina fria e calculista, a mistura destas características a tornam fascinante, ela vai ao mundo bestial, onde todos sonham ir, ela desperta o desejo, mas ao mesmo tempo nos ameaça. Poderíamos traduzir seu inconsciente em palavras: "pode vir para minha cama durante a noite, mas você morrerá antes do amanhecer".
Rock vive o dilema de Hammlet, embora tenha unido-se aos piratas ele não se decide por qual caminho seguir, o anime usa a metáfora do dia e da noite, Rock é descrito como alguém que está no entardecer. A dinâmica de Rock incomodou Revy, a ponto dela tentar mata-lo, o motivo é muito simples Revy ama Rock, porém o fato dele guardar vestígios do dia impede seu relacionamento - Se Rock retribuir o amor por Revy ele estará entrando na noite, se Revy entregar-se para Rock ela abandonará as trevas e isto significa ser esmagada por todos os seus crimes, a final eles só podem existir nas trevas.
Houve um beijo simbólico entre os dois, Revy estava irritada com Rock, tentando expulsa-lo, Rock por sua vez desarma todas suas defesas ao dizer que sua preocupação era ver Revy ser consumida pela ambição e ignorar a vida humana, como seu chefe, notem que Rock estava falando com uma assassina, porém ele vê o lado humano de Revy, aquele que não pode habitar a noite, isto é suficiente para quebrar as defesas da pirata, aquilo que Revy deseja esconder foi descoberto e exposto, ao final deste episódio ela pede para Rock acender seu cigarro com o dele, ambos seguravam seus cigarros com a boca, seus olhares se cruzam, o beijo é dado com a ponta dos cigarros, é um beijo venenoso, tão mortal como o universo em que estas personagens vivem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...