Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

quinta-feira, 28 de julho de 2011

O dedo do lula capítulo 3: Ao encontro do dedo perdido


No ultimo post Luiz e Inácia conheceram seus novos amigos na escola e com eles a lenda envolvendo o dedo perdido de Lula, no entanto para ver o membro perdido os dois irmãos devem entrar escondidos na casa do ex-presidente.
Naquela noite Luiz e Inácia estavam sentados a mesa do jantar enquanto seus pais serviam a comida.
- Nós vamos comer rabanada - diz o pai - porque somos do povo.
- Sim, vamos comer rabanada na porcelana chinesa, bebendo água mineral francesa, porque somos do povo - complementa a mãe.
Depois do jantar e após seus pais irem dormir, Luiz e Inácia esperam dar 11h30 quando abrem a janela de seu quarto tecem uma tereza com as cobertas e fogem de casa, encontrando seus novos colegas de classe na frente da casa do Lula.
 - Então vocês vieram?
- Como todos os petistas somos pessoas de palavra.
Papai Noel passa voando sobre eles gritando "acredito hohoho".
- Escutem, se quiserem ver o dedinho do Lula vocês devem ir até o segundo andar, este está dentro de um pote, ao lado de um pedaço de papiro. Em hipótese alguma devem tocar no papiro ou no dedo.
- Pode confiar em nós somos petistas e nunca trapaceamos.
Desta vez é o coelhinho da páscoa que passa pulando: "acredito em vocês".
Os dois irmãos aproximam-se da casa, mas se escondem ao verem Palocci dormindo na frente da porta com uma garrucha nas mãos.
- Olhe - aponta Inácia - as chaves estão na cintura do Palocci.
- O que vamos fazer?
- Já sei - Inácia aproxima-se de Palocci e sussurra em seu ouvido "consultoria".
Palocci, ainda dormindo, levanta-se tentando pegar algo no ar "a empresa não está em meu nome" ele foge pela noite deixando a chave cair, os dois irmãos entram na casa do Lula e passam por um correndo com fotos na parede: Lula bêbado ao lado de Mahmoud Ahmadinejad; Lula bêbado ao lado de Raul Castro; Lula bêbado ao lado do presidente da Coréia do Norte, Lula bêbado ao lado de Hitler, Lula bêbado abraçando um barril de cachaça.
Os irmãos encontram uma escada e lembram-se da informação eles devem subir ao segundo andar. No andar de cima eles param assustados perante o quadro de um rosto desfigurado, torto e desproporcional.
- É um Picasso?
- Está escrito que é uma foto da Marta. 
- Olhe Luiz, o dedo.
Os dois irmãos aproximam-se do dedo mindinho de Lula, preservado em um vidro a frente de uma placa "não abra o vidro", Luiz abre o vidro, pega o dedo e o enfia no nariz. Inácia arranca um pedaço de papiro da parede e começa a ler: "Eu Luiz Inácio Lula da Silva, por meio deste vendo minha alma imortal para Lúcifer em troca de 'púder', fama e dinheiro. Como prova de dedicação ao senhor das trevas ofereço meu dedo, que deve permanecer intocado, sob pena de cair no inferno".
- O que isto quer dizer, Inácia?
- Que fudemos o Lula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...