Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Luz, Câmera, fuck in ou Como são feitas as cenas de sexo no cinema?

O cinema nasceu como tentativa de representação da vida, com o passar dos anos e com o advento da tecnologia esta ideia se expandi, sem nunca ser abandonada. Seja um SCI-FI, um bom suspense ou ainda um drama chinês todos os gêneros tratam essencialmente de pessoas. Evidente que alguns gêneros aprofundam-se mais do que outros, porém o assunto é essencialmente o mesmo: humanos. Nada é mais humano do que o sexo.
O sexo no cinema pode ser tratado de maneiras bem diferentes, como algo corriqueiro, agenciador de angústia, representante da Ascenção/queda ou simplesmente para ressaltar o lado erótico da trama, para cada tipo de situação existe uma maneira diferente de filmar estas cenas.
Algumas cenas são simplesmente sugeridas como um casal se beijando, seguido por uma cena dos dois enrolados em um lençol, já em outras cenas em que o sexo está presente, com corpos a mostra ou... A final estamos falando de cinema, onde tudo não passa de uma ilusão.
Halloween
 
Nada é o que parece: A cena de sexo está no roteiro, os atores concordaram com ela, mas não totalmente. Por algum motivo os membros do elenco não aceitam fazer cenas de nudez, restam duas possibilidades ou muda-se o elenco (muitas atrizes foram dispensadas do novo "Sexta-feira 13" por não aceitarem tirar a roupa) ou usam-se trucagens técnicas. A cena pode ser feita com um lençol cobrindo o casal, a câmera pode ser colocada em um ângulo onde não se revela nada (aquelas cenas onde a atriz fica de costas e vemos apenas o contorno de seus seios), usa-se uma fotografia escurecida revelando apenas a silhueta dos atores ou usa-se uma nudez parcial. Outra técnica muito interessante é usar um dublê de corpo. São aquelas cenas onde não se vê o rosto dos atores, apenas seus corpos, isto por que não são os atores que aparecem, mas sim dublês (esta técnica é esmiuçada no filme "Duble de corpo" de Brian de palma).
Acesso Restrito
 
Você pensa que é, mas não é: Os atores toparam a nudez, esqueça todas as trucagens a cima, o casal irá simular a cena de sexo, existe contato corporal, em geral carícias em algumas zonas erógenas (como seios ou nádegas), dependendo do diretor podemos ter alguns momentos mais apimentados como nas comédias de Tinto Brass ou no thriller "corpo em evidência", mas estas cenas não pertencem apenas ás produções de cunho erótico, pelo contrário. Encontramos cenas de sexo técnico em produções terroríficas: a já citada série "Sexta-feira 13", filmes do diretor Tobe Hope, até mesmo em produções mais bem financiadas como "Serpentes a bordo" ou em filmes de ação como a série Higlander ou "Mandando Bala" onde Clive Owen mata seus inimigos enquanto transa com Monica Bellucci. Estas cenas podem variar de intensidade indo desde o sexo light até o mais ousado - como o sexo a três em "Garotas Selvagens", porém nada é real.

 

Anticristo
Mandando ver: Não é comum, mas existem filmes em que o sexo é real, não estou falando da indústria pornô, mas de produções onde o sexo é parte fundamental da trama que não pode ser encenado assim ou as cenas são reais ou apenas uma parte delas são filmadas em detalhes explícitos. É o caso da primeira cena de "Anticristo" onde esta cena é fundamental para a compreensão da trama, Alguns filmes giram em torno da sexualidade como o clássico japonês "O Império dos Sentidos", o drama romântico "9 canções" ou a cinebiografia de Marguerite Duras "O Amante".      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...