Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Eu luto pelos direitos humanos, mas só quando me interessa

Semana passada postei aqui que os supostos mortos durante a desapropriação na favela do Pinheirinhos no interior de São Paulo estão vivos. Também levantei a bola sobre interesse político nas denúncias precipitadas. Pois bem este tópico é um complemento que também pode ser visto como um post independente. Meu objetivo é mostrar que a indignação com a violação dos direitos humanos varia de acordo com que os viola.

O governo Lula foi marcado pela máxima "aos amigos tudo, aos inimigos o rigor da lei" petista se indignaram com a desapropriação da favela, dou total razão a eles, porém eu não vi a mesma indignação em estados governados por petistas. Nenhum parlamentar petista questionou, nenhum militante petista publicou estes fatos no facebook. Vamos a eles:

O governador petista Ângelo Queiroz comandou uma desapropriação na fazenda Sálvia, de propriedade da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), do Ministério do Planejamento e Gestão em Brasília DF no dia 25/01/12.

Durante a desocupação a PM do DF removeu 70 famílias, destruiu 450 barracos com o auxílio de três tratores e prenderam 29 pessoas por terem invadido terras da união - o que significa dizer que eles foram presos por invadir terras do governo federal, sob responsabilidade da presidenta Dilma.

O agricultor José Pereira Gonçalves de 48 anos declarou: "Não quero nada de ninguém. Queria só um pedaço de chão para plantar, mas, como não deu certo, vou esperar uma oportunidade. O governo tinha de ajudar quem precisa. Essa terra está parada". Veja detalhes aqui.

Por que o senador Eduardo Suplicy não se manifestou indignado? Será que a presidenta Dilma não viu o que estava acontecendo no quintal de sua casa? Por que ela não interveio em favor dos pobres? Esta não seria uma boa forma de combater a miséria no país? A resposta é simples não é aconselhado se manifestar contra o próprio partido.

Desapropriação no Acre
Outro caso de violação de direitos humanos aconteceu no Estado do Acre, outro reduto petista. No dia 14 de Julho de 2011 o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar do Acre foi chamada a executar a reintegração de posse de um terreno privado na periferia da cidade de Brasíleia, no interior do estado, administrada pela prefeita Leila Galvão do PT, despejando assim 350 famílias! A motivação foi a mesma ocorrida no bairro do Pinheirinho de São Paulo, uma ordem judicial. Veja aqui uma reportagem local posta no you tube.

Durante a desocupação o índio Adelson Jaminawa levou um tiro de bala de borracha e ficou cego de um olho. NINGUÉM DO PT brigou pelos direitos humanos do Índio Onde esta o cartão vermelho Eduardo Suplicy? Onde estavam os ministros Gilberto Carvalho, Maria do Rosário e José Eduardo Cardoso? E os indignados do face?

Sabe qual a diferença entre a desocupação do Pinheirinhos e a desocupação da Brasiléia? No primeiro caso não houveram feridos graves já no segundo um homem ficou cego. Veja a reportagem completa aqui.

 

Ainda não terminei na Bahia, outro estado governado por um "cumpanhero" a cozinheira Almerinda Santos das Neves ficou cega de um olho após ação da polícia petista da Bahia.

Almerinda Santos das Neves
A cozinheira curtia o show do Olodum no dia 22/01/12 quando houve uma confusão e a polícia baiana interveio cegando a inocente mulher. Vale lembrar que a Bahia é governada pelo petista Jaques Wagner.

A presidenta Dilma Rousseff não se manifestou, tão pouco o senador Eduardo Suplicy e o ministro Gilberto Carvalho. No espaço de um mês agentes das polícias militares comandadas por nomes do PT deixaram duas pessoas cegas. E adivinhem não vi ninguém no facebook reclamando.

Agora eu volto ao título deste tópico os direitos humanos só são reivindicados quando interessam, caso contrário pessoas como a cozinheira Almerinha e o indio Adelson são invisíveis. Alguém que se indigna com uma ação cometida pela "polícia tucana" também deve se indignar com a "polícia petista" e vice e versa. No caso da cozinheira a comissão dos direitos humanos está investigando leia aqui. Mesmo assim os "pseudo-socialistas do face" estão em silêncio sobre estas pessoas.

Quero terminar este tópico com a mesma frase do post "A volta dos que não foram...": Que merda de país é este onde a violação dos direitos humanos é usada como estratégia eleitoreira? E o sofrimento destas pessoa? Ninguém enxerga? Ou a injustiça popular é apenas um instrumento de demagogos para impor seu ponto de vista e chegar ao poder?

Que tal parar de politicagem e olhar para quem precisa e ao menos uma vez cobrar uma justiça cega e não monopartidária. Ou seria muita ingenuidade a minha?



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...