Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

terça-feira, 29 de maio de 2012

Quem foi Al Bundy?


Se você nunca ouviu falar de Al Bundy significa que você perdeu a série televisiva mais engraçada de todos os tempos: amigo leitor você acha que "Two and a half men" faz piadas machistas e colocam a baixo o sistema de moralidade americano? Considera que "Os Simpsons" ridicularizam a família americana? Que "South Park" explora a burrice alheia e destrói a moralidade e os bons costumes? Que tal "Big Bang Teori" ou "Friends"? São dois seriados engraçados que o fizeram rolar de rir? Todas estas séries são engraçadas, mas nenhuma delas se compara a "Married... With Children".

O seriado que durou dez anos (1987 - 1997) mostra o dia-a-dia de uma família desestruturada família do subúrbio americano: o pai, Al Bundy (Ed O´Neill) é um vendedor de sapatos fracassado, machista, que diariamente é humilhado por sua esposa e pelas mulheres, para quem ele vende sapatos; Peggy Bundy (Katey Sagal) não podemos chama-la de dona de casa pois Peggy é uma imprestável que não sabe cozinhar, limpar e tão pouco cuida dos filhos. Peggy faz apenas duas coisas na vida 1) assistir televisão e 2) gastar o dinheiro de Al; Kelly Bundy (Christina Applegate) a típica loira burra (e que loira!) desmiolada, fútil e vive trocando de namorados em geral ex-presidiários ou futuros presidiários; Bud Bundy (David Faustino) enquanto era uma criança Bud encarnava o capeta como jogar as joias da vizinha na privada ou atiçar o cachorro com as peles da mesma, já adolescente Bud revela-se um fracasso com mulheres, igual ao pai, sendo pego se masturbando na biblioteca da universidade.

Married... With Children é reprisado até hoje nos EUA e agora no brasil (já falo mais) porém seus primeiros episódios geraram repulsa na crítica considerando seu humor escatológico e vulgar, com personagens clichês e muitas piadas com teor sexual (lembrando nunca houve uma cena de nudez no programa). O fato é que esta família fracassada e infeliz atingia diretamente "o povão" em contraste com seus vizinhos politicamente corretos o casal Marcy e Steve - educados, amorosos e vegetarianos. Os Bundy repetiam situações cotidianas de fácil entendimento. O fato é que a "ruindade" do seriado apenas contribuía com o clima trash do roteiro e claro a presença de Ed O´Neil como Al Bundy ainda é referência de humor aqui e na América.

Sempre que um seriado faz sucesso surgem programas similares ou fortemente influenciados que vão desde inspirações até a cópia descarada: como no caso de Reino Unido e Alemanha que tentaram refazer a série, já a Warner criou o seriado "Unhappily Ever After" (infelizes para sempre) que não vingou; a televisão colombiana criou "casados con Hijos" e não para por ai em 1999 a Band exibiu "A guerra dos pintos" versão brasileira da família Bundy, que durou apenas 10 episódios.

O seriado foi exibido aqui no brasil pela Bandeirantes, posteriormente pelo Canal 21 e agora vai ao ar no Comedy Central, novo canal a cabo da Sky, todas as quintas-feiras as 20 horas com reprise as sextas-feiras 14 h, sábados as 17 horas. 

Então, respondendo a pergunta do título deste post Al Bundy é um homem fracassado, preso em um casamento ruim, sem perspectivas de futuro, machista que odeia seu emprego, odeia mulheres gordas, odeia seus vizinhos e não suporta sua esposa, ele é desrespeitado pelos filhos, pelos colegas de trabalho, pelas mulheres em geral e até pelo cachorro. Ninguém gosta dele, os mais educados o suportam, Kelly vai ao shopping com as amigas para rir de seu pai. Al Bundy é um sujeito desagradável, amargo, frustrado que odeia sua vida e acima de tudo ele nos deixa rir de sua vida.

Apenas este texto não é suficiente para entender o sucesso da série fique com algumas frases de Al Bundy, o principal responsável pelo sucesso do seriado:



"Mulheres bonitas fazem-nos comprar cerveja. Mulheres feias fazem-nos beber cerveja".

"Peg, se você quiser ter relações sexuais, as crianças terão de sair. Se você quiser que seja bom, então você vai ter que sair".

"Esta é a minha semana de folga, arrume as malas, pegue as crianças e te vejo em uma semana".

"Peggy: - Al, o que você faria por mim?

Al:- Por você eu iria até o fim do mundo. Se iria voltar? Isso é outra história..."


"Eu implorei para a pena de morte, mas eles insistiram para que eu aprenda uma lição".

"Eu odeio minha vida... não posso comer, não consigo dormir, não posso enterrar a minha esposa no quintal..."

"Um homem é um homem toda a sua vida. Uma mulher só é sexy até que ela se torna sua esposa".

 "Eu te amo, Peg ... Brincadeira!"

"Eu não tenho de ir dormir depois do sexo. Eu quero ir dormir depois do sexo. Congratulo-me com a escuridão".

 "Peggy: Al, eu estou envelhecendo? Al: Como vou saber? Eu nunca olho pra você".

"Peg, há alguma razão deste cacto estar onde meu despertador deveria estar?"

"Agora, espere um segundo. Minha linda filha adolescente com o cérebro de uma mosca da fruta ganhou mil dólares em três noites. Eu deveria estar preocupado?"

 "Peggy: Diga que me ama, Al

 Al: Peggy, dói meu estômago".

"Peegy: - Oh, oi querido. Olhe, Steve e Marcie estão aqui.

Al: - É, eu sei. Estive dando voltas pelo quarteirão esperando que eles fossem embora. Mas eu finalmente fiquei sem gasolina".

"Alguém disse para as mulheres começarem a aproveitar o sexo também. Isso foi o começo do fim".

"Al, em que você está pensando?

- Se eu quisesse que você soubesse o que estava pensando, eu estaria falando com você".

"... e ninguém entende por que eu grito a caminho de casa ..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...