Oito Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Cidades Fantasmas


As cidades fantasmas permeiam nossa imaginação desde sempre, onde são figurinhas fáceis em desenhos animados, já na adolescência elas se tornam o cenário ideal para um filme de terror; na idade adulta estas cidades são esquecidas por nós. As cidades fantasmas passam a ser vistas como uma lenda ou uma lembrança distante das brincadeiras infantis.

Tamanha fascinação explica-se pela própria ideia das cidades fantasmas. As cidades foram feitas para serem ocupadas, ver uma cidade vazia gera estranhamento, um fascínio que rapidamente é substituído pelo medo. Mas medo de que? Provavelmente pelo medo da falha humana, estas cidades vazias revelam uma fresta em nossa crença absoluta sobre a superioridade do homem.

As cidades fantasmas se constituem de várias maneiras, algumas são construídas para a exploração de algum recurso natural e são abandonadas com a escassez deste mesmo recurso; outras nascem devido a alguma necessidade: como uma base aérea ou algum desejo megalômano e terminam vazias; ainda temos aquelas que são esvaziadas pelo progresso e por fim algumas cidades tornam-se vazias devido a fenômenos naturais.

Kolmanskop (Namíbia) Típico exemplo de uma cidade fundada exclusivamente para exploração de algum recurso natural. No caso trabalhadores alemães a fundaram para exploração do diamante. Construída no deserto africano em 1908, o que outrora foi uma bela cidade com escolas, ginásios e até cassinos Kolmanskop foi abandonada sem remorsos em 1954. Com o final da primeira guerra mundial a procura por diamantes foi diminuindo, os mineradores alemães se mudaram e o governo local não se interessou em investir na cidade. Hoje em dia as casas ainda estão de pé, revelando a qualidade da construção, porém sem cuidados a cidade vem sendo tomada pelo deserto.








Centralia (Estados Unidos) Centralia é uma das cidades fantasmas mais impressionantes do mundo, outrora uma próspera cidade da Pensilvânia, fundada em torno de uma mina de carvão no ano de 1841. O que torna esta cidade diferente das demais é o motivo do abandono. Em 1962 um incêndio ainda não explicado começou nas minas, o combustível natural alimentou o fogo, que logo ocupou todo o subsolo da cidade. O incêndio provocou o surgimento de gases tóxicos que colocavam em risco a vida da população.

O fogo subterrâneo aumentou a temperatura da cidade, o calor tornava-se insuportável e provocava incêndios nas casas de madeira, típicas dos EUA, um dos registros mais significativos foi do dono de um posto de gasolina que fugiu da cidade ao descobrir que a temperatura da gasolina estava em 75 oc. O fogo subterrâneo provocou rachaduras no asfalto, que engolia os moradores locais. Em 1984 o governo americano aprovou verbas para recolocar seus moradores, em 2002 o código postal da cidade foi revogado e Centralia tornou-se oficialmente uma cidade abandonada por seu governo.











 Hashima (Japão) Um projeto megalomaníaco da Mitsubishi, em 1887 a empresa comprou a ilha de Hashima e construiu lá uma cidade apenas para extração de carvão em minas submarinas, Hashima entrou para a história do Japão por ter tido o primeiro edifício de concreto do arquipélago. A ilha era um exemplo do progresso e até hoje impressiona por suas construções abandonadas no oceano.
Sua decadência começou na década de 1960 quando a indústria japonesa substituiu o carvão pela gasolina, gradativamente as minas de carvão foram sendo fechadas, em 1974 a Mitsubishi anunciou o fechamento de Hashima. Foram mais de vinte anos de total abandono, todas as barcas para ilha foram suspensas e Hashima passou a ser conhecida como ilha fantasma. Em 22 de Abril, de 1999 voltaram a acontecer viagens para Hashima, que permanece abandonada.










Pripyat (Ucrânia) Esta cidade ucraniana carrega consigo o triste título de cidade fantasma mais famosa do mundo o motivo da fama é muito simples, Pripyat foi construída para acomodar os trabalhadores da usina nuclear de Chernobyl, no apogeu da URSS, após o acidente provocado pela falência da ideologia soviética e pela típica megalomaníaca dos comunistas Pripyat foi abandonada após a descoberta do vazamento nuclear.
Pripyat era uma cidade modelo com escolas, hospitais e parques de diversão, ainda hoje encontram-se objetos dos moradores espalhados pela cidade tais como: peças de roupa, discos de vinil e quadros de líderes soviéticos. Os moradores não puderam levar seus pertencesuma vez que estes estavam contaminados pela radiação, ainda hoje Pripyat e suas cidades próximas estão interditadas e são consideradas altamente perigosas. Estima-se que Pripyat poderá ser habitada novamente em 900 anos quando a radiação tiver se esvaído.










San Zhi (Taiwan) eis uma legítima cidade fantasma, ou pelo menos uma cidade que faz jus ao adjetivo “fantasma”. Rigorosamente San Zhi nunca foi uma cidade, projetado para ser um resort de luxo e uma fuga do cotidiano o hotel nunca foi terminado. Uma série de acidentes durante a construção forçou seus idealizadores a abandonarem o projeto.
Houveram vários acidentes fatais acobertados pelo governo, que visava lucrar alto com o resort, para cada acidente não investigado ocorria outro, não demorou para San Zhi ganhar fama de assombrada. Para se ter uma ideia até hoje o número de vítimas fatais é desconhecido. Uma das lendas dizia-se que espíritos dos trabalhadores mortos vagavam em San Zhi atrás de almas.
Outras histórias relacionam o desaparecimento dos trabalhadores aos OVNIs, estas pessoas acreditam que a estranha arquitetura do lugar, prédios circulares e um ambiente futurista, foi inspirado por alienígenas. Não são poucos os registros de atividades ufológicas no resort abandonado.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Oito Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...