Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

terça-feira, 5 de junho de 2012

Mouse: Não existe nada que o Mouse não possa roubar


 Ainda não consegui entender como Mouse foi publicado no brasil, nosso país que aproxima-se perigosamente do moralismo e da censura. Para quem nunca ouviu falar Mouse parece um mangá simplório, até ingênuo. Um ladrão de codinome Mouse dedica sua vida a roubar coisas diferentes e raras apenas para manter viva uma tradição familiar.

Sim, o mangá é simples, mas está longe de ser ingênuo. Mouse, o ladrão, vive em poligamia com suas três escravas sexuais, todas apaixonadas por seu mestre, que vivem para servi-lo. Pronto, as feministas podem gritar!

Ao contrário da maioria dos mangás, cujo enredo surge da mente de uma só pessoa, Mouse nasceu da união de dois artistas: o roteirista Satoru Akahori e o desenhista Hiroshi Itaba. Ambos contam a história de Sorata Muon, descendente da família Muon, que há décadas mantém vivo o mito do mouse, o maior ladrão de todos os tempos.
  A família Muon é muito poderosa e rica, mantém residências e empresas pelo mundo; conta com a servidão de muitas famílias ricas e tradicionais, além de um legítimo exército de empregadas e escravas cujo objetivo é servir seu mestre de todas as formas possíveis.
Sorata possui três servas: Mei Momozone é a principal delas, descendente da família Momozone que serve a família Muon a gerações; Yayoi Kuribaiyashi é uma sadomasoquista que vive imaginando situações para se humilhar publicamente (sempre com muito prazer) e Hazuki Kakio a mais espevitada das três gosta de fazer cosplay de animais.

Mouse e Mei
Você deve estar pensando "mas o mangá é só sexo?" claro que não, na maioria das histórias Mouse e suas servas estão planejando roubos e vivendo situações de uma comédia romântica. Imaginem "Love Hina" ou "To Love-ru" onde as personagens são libertinas. Não existe um capítulo sem uma cena de sexo, porém não aparece nada que não possa ser mostrado ou que vá chocar as criancinhas.
Mouse possui muitos inimigos dentre eles o mais terrível é um homem conhecido apenas como One, membro da organização criminosa SSSSS que rouba itens encomendados, ao contrário do mouse que transforma cada roubo em uma obra de arte e o faz por diversão e puro narcisismo One rouba por dinheiro e por várias vezes os dois se enfrentam em duelos mortais.

Yayoi dando um show
One tem duas servas: a silenciosa e expert em artes marciais Fon e a gatinha, mestra de sinos hipnóticos Rin Nyan, as duas garotas foram adotadas por One quando crianças, após a morte de suas famílias, agora Rin Nyan tem outros desejos além da gratidão e vive tentando levar o tímido One para cama.
O rival mais divertido de Mouse é o inspetor Onizuka, líder do esquadrão de investigação do ladrão Mouse - um departamento da polícia que dedica-se unicamente a perseguir o Mouse. Onizuka é hiper dedicado, super irritadiço e duas vezes mais atrapalhado, sendo responsável pelos momentos de humor pastelão. Porém não o subestimem, Onizuka é um excelente policial, atualmente ele está investigando porque a polícia investe tanto dinheiro para prender mouse se todas suas investidas fracassam. Estaria à família Muon por trás da polícia apenas para tornar as missões de Mouse mais difíceis?


Um dia normal na vida do Mouse
Dentro do mangá existe uma saga sobre o passado da família Muon, não irei me ater a detalhes, para não estregar o divertimento de quem ainda não leu, o vilão desta saga é o vampiro Hiruko. Ele é liberto de seu sono por Rin Nyan, que se torna sua escrava sexual, o vampiro controla suas vítimas usando sanguessugas gigantes(!) que hipnotizam as vítimas e as transformam em servas. Hiruko também sequestra Mei provocando uma união entre Mouse e One.
Por ultimo, mas não menos importante, temos Jun Momozona, irmã da Mei que cresceu ao lado de Sorato, mas por ser muito mandona e violenta ela foi afastada do convívio do Mouse. Enciumada Jun quer tomar o lugar de sua irmã como escrava do Mouse. Mas o que este cara tem?
O mangá foi publicado na íntegra pela JBC, somando 14 volumes encadernados com cerca de 200 páginas cada um; também existe um anime (que eu não assisti) com apenas 12 capítulos.



Sorata Muon: O jovem de 30 anos é Mouse, o ladrão mais famoso do mundo. Milionário, possui um exército de empregadas sensuais/escravas sexuais, e a fidelidade das famílias mais ricas e poderosas do Japão. Porém Mouse precisa de uma identidade secreta, assim sendo Sorata se passa por um professor banana, na escola que é dono, sendo achincalhado pelas três divas do colégio, suas escravas.






Mei Momozono: Desde que nasceu Mei foi treinada para ser a escrava de mouse, ela era açoitada e humilhada diariamente até que desaprendesse a dissociar o prazer da dor. Ao terminar seu treinamento Mei tomou uma decisão: se seu mestre não fosse dignode seu corpo Mei cometeria suicídio. Para sua surpresa mouse ainda era um garoto que cresceu ao seu lado até toma-la como escrava. Gradativamente os dois se apaixonam. Mas como viver um romance com duas escravas a tira colo?


Yayoi Morishima: Yayoi era amiga de Mei, tímida ao extremo ela não suportava estar na presença de homens, Mei se aproxima para usa-la em um roubo, ao mesmo tempo em que desconfia que a garota escondesse um lado masoquista dentro de si. Não deu outra, uma vez que perdeu a virgindade Yayoi não parou mais de dar e ela o faz de qualquer forma, em qualquer lugar e em qualquer hora. Sua maior fantasia é sair nua pela rua, vendada, e levada pela coleira por seu mestre.


Hazuki Kakio: Das três é a que tem a história mais triste, quando jovem seus pais morreram levando para o túmulo o paradeiro de um tesouro, a única pista foi escondida em uma charada que a jovem Hazuki decorou. Para piorar a menina tinha múltiplas personalidades e cada personalidade decorou um pedaço da charada. Como desgraça pouca é bobagem um tio falido tentava tirar à força a charada completa da moça, mas foi o Mouse quem descobriu sua verdadeira personalidade e o segredo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...