Oito Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

sábado, 4 de agosto de 2012

Vampiro triste: porque a traição de Kristen causou tanto barulho?


É impossível falar dos dois “atores” sem mencionar a saga Crepúsculo – série de livros e filmes que dividiram opiniões, Crepúsculo tentou revolucionar o universo dos vampiros é tentou, pois vampiros românticos existem desde o século XIX, Drácula conta uma história de amor, o que a autora fez foi tirar o elemento vampírico dos vampiros criando uma versão empobrecida de Romeu e Julieta com elementos mórmons, religião que Stephenie Meyer segue.


O mérito dos livros e dos filmes foi o resgate de um romantismo perdido, erroneamente chamado de exagerado ou brega, alguns consideram o amor dos protagonistas irreal, concordo ao mesmo tempo em que afirmo: quem quiser realidade coloque a cabeça para fora da janela. Crepúsculo é um filme e deve ser visto como tal.
Os fãs da saga se depararam com uma realidade ficcional onde este amor puro, que sobrevive a todos os desafios e uni as diferenças não apenas é possível como é real. Crepúsculo resgatou a ingenuidade do amor e o colocou como possível. Com um grande problema este amor é ficcional, o namoro de Robert com Kristen não era o amor dos “vampiros” eles são atores interpretando um papel que não tem absolutamente nada a ver com suas personagens.
Eis que entra Kristen Stewart, ela acabou seduzida ou seduziu (não importa) o diretor Rupert Sanders, convenhamos depois daquela encoxada das fotos fica fácil entender o motivo da traição. Por mais que se fale deste amor puro entre as personagens o amor não está dissociado da sexualidade e do prazer ao mesmo tempo em que o amor não é um contrato de “seremos felizes para sempre” ao contrário eu posso ama-la hoje, não tenho nenhuma obrigação de ama-la amanhã”.
Casal na Ficção

Kristen e o diretor Rupert fizeram um grande favor a todos nós, mostrando que este romantismo exacerbado existe apenas enquanto ficção e é na ficção que ele deve permanecer em outras palavras Krinten cansou de brincar de namoradinha. Sua relação com o diretor não foi obra da ficção, não obedece a carência de milhões de pessoas solitárias mas é uma relação entre duas pessoas, a expressão de prazer no rosto de Kristen enquanto beija Rupert diz tudo o caso deles é de verdade.
 A dor dos fãs deve ser respeitada e é resultado direto da desilusão, se o casal Robert e Kristen conseguiu ser feliz para sempre em seu amor puro a lá Crepúsculo como suas fãs não conseguiriam? Em nome da humanidade eu digo obrigado Kristen Stewart.
Mas e aqueles que odiavam a série e ficaram felizes com a traição da moça? Existem pelo menos três tipos de público que odeiam Crepúsculo: amantes do cinema que reconhecem a saga como fraca, sem elementos interessantes, os fãs do terror, que gostam de vampiros de verdade e não criaturas que brilham ao sol.
Por fim temos os invejosos, aqueles que assistem o amor do casal, reconhece que ele é impossível, mas gostariam de viver um amor assim, diante de sua incapacidade estes invejosos encontravam ofensas para criticar Robert e Kristen. Com a traição estas pessoas ficam aliviadas, uma vez que perceberam que não são os únicos incapazes. Mais uma vez muito obrigado Kristen Stewart.


Fotos da traição de Kristen Stewart com Rupert Sanders


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Oito Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...