Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Nos bastidores do mensalão: O País dos Petralhas II – O Novo Livro de Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo, um dos mais mordazes e contundentes críticos do governo petista, lançou seu novo livro este mês “O País dos Petralhas 2: O Inimigo agora é o mesmo”. Conhecido por seus textos inteligentes, escrita refinada e críticas feitas sem medo, Reinaldo Azevedo é um autor essencial em um país de imprensa branca.
O título do livro já mostra seu senso de humor ao satirizar o título de “Tropa de Elite 2” (O qual ele tece críticas políticas) ao mesmo tempo em que critica duramente o mar de lama no qual o governo do PT está imerso e do qual derivou o Mensalão. O nome Petralha vem de um termo cunhado pelo autor: “Neologismo criado pela fusão das palavras “petista” e “metralha” dos Irmãos Metralha, sempre de olho na caixa forte do Tio Patinhas. Um petralha defende o “roubo social”. Ele não vê mal nenhum em assaltar cofres públicos desde que seja para a construção do partido” – descreve Azevedo em seu livro “o País dos Petralhas” de 2008.

A descrição acima é perfeita para os réus (e os culpados) do Mensalão, compra de votos de parlamentares, lavagem de dinheiro, roubo do dinheiro público e corrupção visando sempre o bem do PT e de petistas.
Este volume dois segue os moldes do “País dos Petralhas” reunindo textos e ensaios publicados pelo autor em seu Blog da Revista Veja. A lacuna de quatro anos mostra que muito pouco mudou em nosso país, o que justifica este livro. O próprio Mensalão é um evento de primeiro governo Lula.
No intervalo entre estas duas obras Azevedo publicou “Máximas de um País Mínimo” um livro de pensamentos organizados em ordem alfabética com frases de efeito como: “Com o PT, o câncer deixou de ser uma metáfora e passou a ser uma solução” ou “Jamais serei grato a Lula por ele cobrar tão caro por aquilo que temos direito de graça” e a minha frase preferida: “Não se é um marxista convicto sem, ao menos, ser um idiota dedicado”.
A seguir a definição do autor sobre seu mais novo livro:
Trata-se, como já disse tantas vezes, de um livro escrito em coautoria com os leitores do blog. Afinal, nessa profissão, a gente escreve mesmo é para ser lido. É evidente que os temas vão surgindo no diálogo diário que mantenho com vocês. Neste fim de ano e início do próximo, faremos lançamentos em algumas cidades Brasil afora, mais uma oportunidade de manter contato com os leitores, o que é sempre muito agradável.
Para mim, é sempre um momento muito especial. Quando lancei este blog, no dia 24 de junho de 2006, os petralhas vieram pra cima: “Não vai durar dois meses! Quem está interessado em ler o que você escreve?”. Pois é… “O País dos Petralhas II” é o terceiro livro publicado sob os auspícios desta página. Ah, sim: milhares de pessoas renovam seu interesse pelo blog todos os dias!
Em “País dos Petralhas 2” Azevedo abriu seu leque discutindo política interna, política externa e temas como religião e aborto, é nestes dois últimos que ele se enrosca, ou melhor dizendo são nestes dois tópicos em que discordo totalmente de Azevedo, porém em nenhum momento Azevedo perde a coerência.  Principal marca de seu pensamento.
No demais seus textos continuam mordazes e divertidos, é necessário se segurar para não rir com suas críticas, sem nunca perder a seriedade indo do autoritarismo de Lula até os “intelectuais” que defenderam o mensalão, Azevedo ainda reserva um capítulo, muito corajoso, para criticar Chico Buarque, um cantor que defende Lula e o PT sob quaisquer circunstâncias.
Compre o “País dos Petralhas II O Inimigo Agora é o Mesmo” aqui






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...