Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

sábado, 15 de dezembro de 2012

O futuro do Brasil: Um Mundo sem Crucifixos e o Nosso Natal


A notícia não é nova, mas estamos no mês ideal para nos lembrar dela: em Março deste ano o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul conquistou uma vitória época ao votar, em unanimidade, pela retirada dos crucifixos dos espaços públicos do poder judiciário gaúcho.

Na prática qualquer tribunal gaúcho fica proibido de ostentar um crucifixo. Por que esta notícia é importante? Você deve estar perguntando qual o problema em ter uma cruz pendurada na parede? Vamos começar pelo simples: pela constituição o Brasil é um estado laico:

Laico vem do latim laicus – comum ou ordinário: adjetivo, S. M. Que ou quem não pertence ao clero ou não fez votos religiosos = leigo, secular; Que não sofre influência ou controle da igreja.



A decisão de retirar os crucifixos dos tribunais gaúchos foi importante por separar nosso estado da religião. Porém o principal motivo é deixar claro que a religião não é mais um assunto tabu, podendo ser discutido. Quando não se discute um assunto este fica cada vez mais proibido, aumentando o poder daqueles que se protegem atrás da superstição e do medo.
Outro momento importante foi a tentativa de retirar a frase “Deus seja louvado” das cédulas de real, embora a proposta tenha sido negada, a final a superstição ainda é muito grande no Brasil o simples gesto de pedir a retirada do nome deste ser imaginário do nosso dinheiro é uma vitória. É uma forma de mostrar que não estamos calados e que nós, pessoas de pensamento independente, temos força.
Gosto muito de citar a definição que Richard Dawkins dá a Deus:
“O Deus do antigo testamento é talvez o personagem mais desagradável da ficção: ciumento, e com orgulho; controlador, mesquinho, injusto e intransigente; genocida étnico e vingativo, sedento de sangue; perseguidor misógino, homofóbico, racista, infanticida, filicida, pestilento, megalomaníaco, sadomasoquista, malévolo”.
Ao final temos a principal vitória, uma conquista silenciosa, que foi conquistada ao longo dos anos. O Natal! A chamada festa cristã tem cada vez menos influência religiosa, hoje em dia o natal tem mais a ver com Papai Noel do que com Jesus! E isso é ótimo.
Em seu início o natal era a celebração do deus sol, no solstício de inverno, comemorado pelos povos pagãos, depois que os cristão massacraram, violentaram e destruiram outras culturas para instituíram sua religião e seu deus como um tabu o cristianismo associou a festa do deus sol com Jesus. Um homem sábio, um grande pensador, que antecipou o pacifismo, porém nada santo.  



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...