Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Tubarão e E.T saem são lançados em Blu-ray


Em um intervalo de poucas semanas dois clássicos de Steven Spielberg foram lançados em nosso mercado de vídeo, no formato Blu Ray. O primeiro é uma obra carinhosa, que ressalta a beleza interior e a amizade; o segundo um dos filmes de terror mais eficientes já filmados. Embora aparentem diferenças ambos os filmes são muito parecidos:

E.T encantou parte de uma geração (e aterrorizou a outra metade que até hoje morre de medo de alienígenas) o filme é praticamente uma autobiografia do diretor. Spielberg foi abandonado pelo pai ainda garoto, o mesmo acontece com Eliot, o protagonista do filme, que encontra em E.T um substituto afetuoso.

Tubarão é a adaptação do romance homônimo de Peter Sencheley, onde um grande tubarão branco aterroriza uma pequena cidade praiana e temos um embate entre os interesses políticos e a preservação da vida. Não chega a ocorrer um banho de sangue, mas as cenas de ataque permanecem tensas até hoje, muito do suspense do filme foi um “acidente” pois o tubarão mecânico utilizado vivia falhando e Spielberg não teve outra alternativa senão investir no “o que assusta é o que não se vê”.

 O talento de Spielberg fica na construção das personagens, se no romance Tubarão o trio de protagonistas não se entendem o biólogo marinho e o xerife vivem em um ódio não revelado, incluindo uma passagem pelo adultério no filme os dois se dão bem logo de cara, tornando-se grandes amigos. No filme o xerife parte a caça do tubarão após ver seus filhos brincando na praia. Mais uma vez o tema paternidade volta para assombrar Spielberg.

Em E.T. O pequeno Eliot tenta superar a perca do pai através da imaginação, o universo infantil é mostrado com maestria, o pequeno alienígena e sua bicicleta voadora dão jus a este universo lúdico da infância, e quanto a Spielberg? Usar os filmes para superar uma dor que não passa não seria uma solução imaginativa?

Talvez a grande diferença entre os dois filmes seja o fator temporal: “E.T O Extraterrestre” envelheceu mal, fica claro que o pequeno alienígena é um boneco, mesmo as mudanças em computação gráfica não dão credibilidade aos efeitos da época, mesmo a cena mais famosa da película, aquela da bicicleta voadora, ela ainda emociona, mas está batida e as crianças podem não entender o que seus pais viram no filme.

Em contra partida “Tubarão” está tão atual como nunca, o visual anos 70 é marcante, porém são poucos os momentos em que estes detalhes realmente aparecem, a moda praia setentista também fica em segundo plano. Já o suspense gerado pelo tubarão está tão aterrorizante quanto no ano de seu lançamento.

As cenas no mar, onde os três protagonistas se conhecem melhor, a clássica música e o final ainda causam calafrios. Se comparado aos filmes de terror dos últimos 10 anos “Tubarão” supera a maioria deles com uma nadadeira nas costas.

Se o Blu Ray de “Tubarão” é um programa obrigatório o Blu Ray de “E.T – O Extraterrestre” é um programa para fãs do filme, caso contrário opte pelo bom DVD.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...