VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Bolsa Família é usado para pagar putas e comprar calças da moda


Quando o Bolsa Família foi anunciado havia duas certezas a primeira é que o então presidente Lula se apropriava de um programa desenvolvido Por FHC, que tinha objetivo de ser um programa com início, meio e fim, para conquistar votos; a segunda é que o programa foi utilizado para fortalecer o nome de Lula após o escândalo do mensalão. Como a parcela mais culta, e, portanto mais crítica, da sociedade estava revoltada com o governo petista restou manipular a população mais carente, conforme mostrado em “Dirceu a biografia” de Otávio Cabral.

Muitas críticas se seguiram como compra de votos, assistencialismo do pior tipo, recentemente com as manifestações que tomaram as ruas do Brasil os jovens gritavam “chega de Pão e Circo” os defensores do programa social chamavam estas pessoas de preconceituosas, reacionárias e insensíveis, usavam meios sujos e manipuladores como pronunciar “você não sabe o que é passar fome”.

Os governos Lula e Dilma usaram o Bolsa Família como principal plataforma afirmando que erradicariam a pobreza do Brasil. Pois bem as pessoas conseguiram comprar geladeiras, mas a maioria continua na miséria. É isso que significa sair da pobreza? Parabéns Dilma!

Os críticos ao Bolsa Família ironizavam chamando de Bolsa Cachaça, o que irritava os defensores do programa, algumas semanas atrás o boato do término do bolsa família provocou uma corrida aos bancos, os beneficiados ficaram desesperados com a possibilidade do final da boquinha.

Aquele que espalhou esse boato é um gênio e merece uma medalha, este boato ajudou a desmascarar o programa como a farsa que ele é. O bolsa família foi modificado para comprar votos, em nenhum momento ouve um programa de educação sobre como usar o dinheiro – lógico o ideal seria não precisar distribuir dinheiro e sim proporcionar uma melhor qualidade de vida.

Em Maio Francisca Flores, uma beneficiada do bolsa Família, concedeu uma entrevista a TV Cidade de São Luís do maranhão sobre como usa o benefício: “Meu dinheiro nunca aumentou. Só ganho R$ 134 e não está dando nem para comprar uma calça para a minha filha que tem 16 anos. Porque uma calça para uma jovem de 16 anos é mais de R$ 300” (Revista Veja 26 de Maio de 2013). Veja o vídeo.

Achou um absurdo a maneira como essa mulher gasta o nosso dinheiro? Então leia a denuncia da PM de Itapetinga (BA): na madrugada de quinta-feira (27/06/13) os policiais Alessandro, Matheus e Adriano dirigiram-se a um motel localizado as margens da BA 263 em Itapetinga para averiguar a denuncia de um homem que tentava pagar o quarto do motel e a prostituta com o cartão do Bolsa Família!

A garota de programa, uma jovem de 22 anos da cidade, combinou o valor do programa por R$ 50, ao chegar ao local a moça pediu dinheiro adiantado, J. não tinha dinheiro e tentou pagar com seu cartão do bolsa família, o motel aceitou o CD de seu carro como garantia do pagamento no dia seguinte. Após a chegado dos policiais J. sentiu-se injustiçado “Itapetinga tá atrasada mesmo, nem as putas aceitam o cartão”. Fonte.

Aos poucos a farsa do bolsa família vai caindo.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

A Visita do Papa Francisco – alguns detalhes que a mídia não revelou


O Papa Francisco está chegando a nosso país, a mídia vem notificando, católicos estão ansiosos e deveram, a final seu líder está chegando, centenas de jovens vieram para nosso país, conhecem parcialmente nossa cultura.

Tudo muito bonito, mas existe algo que a mídia não vem notificando. A visita do Papa Francisco vai custar R$ 118 milhões aos cofres públicos, curioso sempre que um Papa nos visita o país paga os custos da vinda do santo pontífice, depois das manifestações contra a corrupção e pelo bom uso do dinheiro público Francisco irá gastar R$ 118 milhões que poderiam ser usados em educação ou saúde e ninguém informa.

Fora terem ocultado os altos gastos da vinda do papa a mídia vem contribuindo para a imagem de humilde do sumo pontífice. Que pessoa humilde gasta R$ 118 milhões de um país do 3° mundo? Do que adianta andar em carro aberto e querer proximidade com o público enquanto ele está fazendo turismo pago por nós?

Estou exagerando? Alguém pode argumentar que é obrigação do governo receber bem um líder religioso. Concordo plenamente existem muitos católicos em nosso país e o Brasil tem tradição em receber o Papa, não me oponho a sua visita, pelo contrário acredito na liberdade de religiões, o que eu quero é transparência.

 O Dalai Lama, líder mundial dos budistas, veio ao Brasil quatro vezes, todas suas visitas foram pagas pela instituição budista, por que o Vaticano não poderia pagar pela vinda do Papa? Alguém pode dizer que são situações diferentes e que o Papa tem muito mais seguidores do que o Dalai Lama. Tal afirmação serie preconceituosa em sua essência, fora que a diferença seria quantitativa e não qualitativa.
 
 
Eis um balanço da fortuna do Vaticano, que ultrapassa a fé católica e vão para escolas, hospitais e financiamento privados:

·         1 milhão de imóveis são de propriedade do Vaticano.

·         2 trilhões de Euros é quanto valem os bens imóveis da Santa Sé ao redor do mundo.

·         1 Trilhão de Euros é o valor dos imóveis localizadas apenas na Itália.

·         20% do patrimônio de imóveis Italianos pertencem ao Vaticano.

·         125.000 Hospitais e centros de assistência são ligados a igreja em todo o mundo.

·         206982 é o número de escolas vinculadas a igreja católica em todo mundo com 55 milhões de estudantes pagantes.

·         Os Cavaleiros de Colombo, órgão da Igreja Católica, mantém uma seguradora cujo patrimônio gira em torno dos 16 bilhões de dólares.

Mais uma vez não sou contra a vinda do papa, acredito que os católicos tem todo o direito de receber o papa e devem estar felizes com a vinda de seu líder, porém nunca devemos nos esquecer de que o estado é laico. Será que com todo esse patrimônio o a santa sé não poderia pagar pela vinda do Papa e o governo poderia respeitar a laicidade do estado? 

sábado, 20 de julho de 2013

Elizabeth Kaitan


Elizabeth é uma linda atriz e modelo que construiu uma carreira sólida no cinema, em especial na década de 1980, tendo como base sua atuação como rainha do grito, a moça se diferencia das demais scream queens pelo seu local de nascença Elizabeth Kaitan é Húngara, mudando-se para Nova Iorque aos 8 anos. Com 18 a moça partiu rumo ao seu sonho, ser atriz.

Seu início de carreira passou longe do terror. Aluna do New York Academy of Theatrical Arts  a moça se formou como uma atriz shakespereana. Paralelamente a carreira de atriz Elizabeth seguiu carreira como modelo (que decisão difícil). Mas foi no terror que ela se fez notar.


Elizabeth Kaitan morrendo em
 Sexta-Feira 13 parte VII
Elizabeth é ainda hoje a vítima mais bonita (e mais gostosa) de Jason, vivendo Robin em “Sexta-Feira 13 VII – A Matança Continua” aliando beleza com meiguice esta beldade húngara foi perfeita em todas suas atuações repletas de gritos, sem nenhum moralismo ela nunca negou uma cena de nudez e corre de monstros como ninguém.

Sua estreia no cinema foi na comédia pouco conhecida “Waitress” em 1981, seu primeiro contato com o horror foi no filme feito para a TV “Silent Madness” em 1984 em uma pequena ponta.

Foi apenas em 1987 que Elizabeth ganhou uma personagem importante, ela viveu Jennifer em “Natal Sangrento 2 – Retorno Macabro”; no mesmo ano ela 
Necromancer - 1980
protagonizou o SCI-FI “Rebelião nas Galáxias”.




No ano seguinte ela estrelou “Necromancer – Vingança do Inferno”; onde interpreta uma jovem atriz, que é estuprada por três homens. Impossibilitada de fazer qualquer ação pela importância dos três nos bastidores do teatro e político ela recorre a magia
Necromancer - 1980
negra. Filme interessante que ficou perdido em nosso mercado de vídeos, mas é facilmente encontrado para baixar.

Alguns meses depois Elizabeth surge ruiva, não bastasse o novo visual a moça entra no caminho de Jason na sétima parte da franquia “Sexta-Feira 13” e ainda hoje é lembrada como uma das vítimas preferidas dos fãs.

Depois de um tempo afastada do horror, a moça migrou por diversos gêneros, retornando aos gritos fugas em “Sonhos de Horror” de 1990 – na película um professor de parapsicologia lega seus alunos a vivenciarem suas mortes, chegando ao ponto em que realidade e fantasia se misturam.

Em 1992 a moça enfrenta outro assassino em série, no pouco conhecido, Hellroller, em 1994 veio uma ponta no menos conhecido ainda “Night Realm”, seu ultimo contato com o sinistro foi no ano de 1997 com “The Exotic Houseof Wax” onde a ação se passa em um museu de cera, lá grandes personalidades da história vivem situações diferentes. O filme é uma mistura de fantasia com erótico.




Elizabeth Kaitan em cena de sexo
 “Virtual Encounters”
A carreira desta bela húngara não foi marcada apenas pelo fantástico, ela esteve nas comédias “Três Cocotas em Apuros”, a qual protagonizou em 1988 além de “Limpeza Geral” e “Irmãos Gêmeos” ambos dos anos 80 onde fez uma ponta em cada; ela teve um papel importante em “The Girl I Want” de 1990. Em 1996 Elizabeth voltou a protagonizar uma comédia com “Rápida no Gatilho”.

É comum scream queens alternarem sua carreira terrorífica com o cinema erótico, com esta loirinha não foi diferente: ela entrou na série erótica “Vice Academy” em 1994 com “Vice Academy 4” lançado no Brasil como “Tiras da Pesada”, ela ainda esteve nas partes cinco e seis; em 1996 veio “Virtual Encounters”.

Nós sempre vamos nos lembrar da doce Robin, que fez de tudo para conquistar o cara que ela gostava e após ficar chapada e ter tido uma noite de sexo, a moça foi arremessada de uma janela por Jason. Ah o amor!
Sexta-Feira 13 VII - O amor é lindo

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Tentativa de Golpe da Dilma falha


Após as manifestações que tiveram início mês passado a presidenta Dilma se viu cercada pela população no palácio do planalto, viu seu pronunciamento ser desmascarado como conversa fiada, sua popularidade despencar e ainda presenciou o congresso trabalhar.

O jornalista José Nêumane Pinto diz que presidentes são como piões em rodeio, você só sabe se o presidente é bom quando ele enfrenta uma crise. Dilma está em xeque, é hora dela provar seu valor ou não. Até agora Dilma vem se saindo miseravelmente.

Sua primeira tentativa foi promover um plebiscito, que alguns julgaram ser as pressas, a bem da verdade esse plebiscito era muito mais bem planejado do que se acredita. Dilma tentava manipular a população para legitimar algumas ideias do PT. Dentre as ideias do plebiscito estavam:

·         O uso exclusivo de dinheiro público em campanhas eleitorais, como se não bastasse trabalharmos cinco meses para pagarmos impostos teríamos que bancar a campanha política deles. A coisa piora quando a questão do plebiscito continha ideias que direcionavam a verba em porcentagem dos partidos: Dilma que tem maioria no congresso teria mais verba enquanto Marina Silva, quem mais cresceu com as manifestações, levaria uma merreca. Virtualmente Dilma usaria o resultado do plebiscito para perpetuar o PT no poder.

·         Proposta da lista fechada: é assim que funciona você não votaria mais em um candidato a deputado ou vereador, o voto iria para o partido e este escolheria quem ocuparia as vagas. Muito bem como vocês acham que os partidos escolhem seus candidatos? Qualquer um pode se candidatar, mas aquele que trás mais benefícios para o PARTIDO tem prioridade e foda-se o povo. Dilma tentou legitimar o voto de cabresto.

Depois do golpe do plebiscito ter sido derrubado, graças ao trabalho da mídia correta que vem alertando a população, Dilma tentou outra estupidez arbitrária, para solucionar o problema da saúde importando médicos cubanos. A artimanha era dar um cala a boca, contratar médicos sem conhecimento e sem validação do diploma, para aquiescer reclamações contra o falido SUS.

Mas sem conhecimento? Sim a formação médica
em Cuba é diferente lá eles se formam em médico da família, uma formação simples e barata, como Cuba não tem dinheiro para compra de equipamentos e nem força política para estabelecer relações conexões com outros países à formação fica defasada.

A segunda tentativa de golpe da Dilma para camuflar o problema do SUS é escravizar os formandos em medicina os obrigando a trabalhar dois anos pelo SUS. Como se não bastasse a atitude autoritária Dilma priva os médicos recém-formados do seu direito constitucional de escolha.

E se fosse você? Obrigado a trabalhar em um sistema falido, foco de corrupção, sem perspectiva de melhoras, sem equipamento, e sem direito de reclamação, sob pena de ser chamado de reacionário. Você trabalharia contente? Como a Dilma não usa o SUS ela não se importa.

O que fazer quanto à saúde? Temos o ministério da saúde, o ministério dos assuntos sociais (que visa o bem estar social), o ministério da educação (o que tem de errado na formação de profissionais da saúde que os afasta da periferia?) e o ministério das comunicações (que tem entre seus deveres assegurar a prestação de serviços a todas as cidades). Se nenhum desses ministérios consegue ter uma ideia melhor do que a importação de médicos despreparados ou da escravidão, isto só pode significar uma coisa incompetência!

sábado, 13 de julho de 2013

Ana Paula Teodoro


Ana Paula ganhou o concurso Felinas 2000, no mesmo ano a moça foi contratada para ser a nova garota da banheira no programa Domingo Legal e ainda foi a Gata Molhada do Sabadão Sertanejo, do Gugu, e ainda foi capada Sexy e garota Dream Cam.

O ano de 2000 foi um divisor de águas em sua carreira, não bastasse ser contratada pela televisão, esse foi seu primeiro ensaio nu, fotografada em um barco a modelo se divide quanto a experiência: “passei muito mal, porque foi em alto mar. Mas foi legal ter feito”. Seu ensaio figura entre os melhores da história da revista Sexy.

Ana começou a modelar aos 17 anos, vinda do interior de São Paulo, ela sempre contou com o apoio de sua família, “não tive problemas para chegar aqui em São Paulo”.

Não basta ser linda e sensual Ana Paula é modesta ao ser elogiada sua resposta é sempre a mesma “obrigada, mas não tão linda assim”. Seu principal segredo de beleza é a genética.  “Eu como de tudo, faço exercício quando posso e olhe lá! Se dependesse de mim, eu estava imensa”. A parte do corpo que ela mais gosta é o seu cabelo. No que diz respeito a os homens ela é exigente com uma única resposta, Ana Paula deseja alguém “inteligente”.

 

Medidas:

Altura: 170 cm

Busto: 92 cm

Cintura: 65 cm

Quadril: 97 cm

 

 
 
 












 
 

 

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Carmilla a vampira de Karnstein


Carmilla teve a honra de ser a primeira vampiresa da literatura, escrita pelo irlandês Sheridan LeFanu em 1871 o conto influenciou diretamente o romance Drácula, o conto sofreu com a censura da época devido ao conteúdo sexual da obra, Carmilla é uma vampiresa que seduz e se alimenta jovens mulheres, mordendo seus seios.

Carmilla teve algumas adaptações para o cinema, sendo que a primeira foi o filme mudo “Vampyr” de 1931, porém vou falar sobre os filmes da Hammer, produtora inglesa especializada em filmes de terror. Mais conhecida por seus filmes da série Drácula, todos estrelados por Christopher Lee, Carmilla teve seu espaço em ótimos filmes de terror.

Na mitologia do filme a família Karnstein era conhecida por sua crueldade, rica e poderosa a família se divertia com o sofrimento alheio, após entrarem em decadência e morrerem os membros da família Karnstein tornaram-se algo pior, todas as noites eles levantavam-se do túmulo para beber o sangue dos vivos. Reparem que a premissa é a mesma de “A Hora do pesadelo”, 14 anos antes.

Tudo começa quando o Barão Von Hartog executa sua vingança contra a família de vampiros decapitando uma linda vampiresa e cravando estacas de madeira no coração de todos os mortos, menos uma linda jovem chamada Micarlla, a qual ele não consegue encontrar seu caixão.

Após esta matança Micarlla torna-se uma vampiresa nômade, ao lado de dois servos a vampirinha se disfarça da nobreza alemã e infiltra-se nas casas das famílias, a desculpa era sempre a mesma ela e sua “mãe” visitavam uma família, sua mãe recebia uma notícia urgente e tinha que sair, o dono da mansão se oferecia para cuidar de Micarlla, estamos em 1871 e as pessoas confiam uma nas outras, Micarlla seduzia a filha do dono da casa. A moça ficava doente, perdia as forças, ficava anêmica e aficionada por Micarlla.

Na segunda casa que Micarlla visita, dessa vez com o pseudônimo de Carmilla, ela conhece Emma, porém enquanto alimentava-se do sangue de Emma Carmilla apaixona-se pela garota, algo em sua inocência seduz Carmilla/Micarlla, não se enganem, estamos longe de Crepúsculo, a começar pelas cenas de lesbianismo, fortes para a época, Carmilla alimenta-se do sangue de Emma, para adiar a morte de sua amada a vampiresa ataca os camponeses, alimentando-se do sangue deles e atraindo a atenção das pessoas.

Os parentes das vítimas juntam-se contra a ultima Karnstein, que planeja uma fuga com sua amada Emma, agora totalmente seduzida por Carmilla, porém muito fraca para fazer qualquer escolha.

Carmilla foi interpretada pela atriz inglesa Ingrid Pitt, linda e talentosa ela era nome constante nos filmes da Hammer, tendo contracenado com atores como Christopher Lee e Peter Cushing, ao lado de Carmilla seu papel mais marcante foi em “O Homem de Palha”- onde ela tenta seduzir um policial puritano que vai a uma ilha investigar o desaparecimento de uma garota.

Ingrid Pitt como Carmilla
Carmilla tem uma mitologia própria, ampliando o universo vampiresco, LeFanu introduziu temas como um vampiro pode ser morto por decapitação ou ter seu coração atravessado por uma estaca de madeira, um ponto interessante é que os vampiros não suportam as flores de alho e não o alho em si. Outro detalhe diferente um vampiro precisa da mortalha com a qual foi enterrado para conseguir ter uma noite de sono em paz. Isso mesmo Carmilla dorme em seu caixão a noite e não tem problemas com a luz solar, suas vítimas são seduzidas por ela, se entregando de livre e espontânea vontade. “Carmilla a Vampira de Karnstein” é um filme obrigatório para todos os fãs de vampiros e a Micarlla de Ingrid Pitt merece estar entre os grandes monstros do cinema.

domingo, 7 de julho de 2013

A Cura Gay: Os Pastores Evangélicos Prometem a Cura em um Festival de Bobagens


A tal cura gay foi arquivada para 2014. Esse retrocesso religioso, que contamina a mente de fieis, que de quebra é apoiada pelo lado mais conservador e preconceituoso da sociedade, apoiado pelo absurdo que é ter pastores legislando não está enterrada para sempre. A final de contas o estado é laico e a religião deve ser mantida o mais longe possível do governo.

Em matéria da Veja São Paulo da semana passada a reportagem percorreu algumas igrejas evangélicas da capital paulista, disfarçados de pessoas confusas, buscando orientação religiosa, a reportagem perguntou aos pastores o que eles tem a dizer sobre a cura gay. As respostas tornam claro que deus virou uma boa desculpa para proferir bobagens, catalisar fiéis e cobrar o dízimo.

O que veremos a seguir é a transcrição das conversas com os pastores, conforme vinculado em Veja São Paulo de 3 de julho de 2013:

 

Igreja Pentecostal Independente Maravilhas de Jesus, pastor Aristides de Lima Santos

- Sou gay e quero mudar de lado. Como faço?

- Precisa seguir o ditado bíblico: “vigiai para não entrar em tentação”. É fundamental que o senhor se case para aceitar Jesus, se libertar e não pensar em homem.

- Não há risco de minha companheira ser infeliz?

- Ela não precisa saber que o senhor era gay. A Bíblia diz que varão não pode ter relacionamento com outro varão. A homossexualidade é um pecado mortal, assim como matar.

 

Comunidade Cristã Paz e Vida, pastora Maria do Carmo Moreira

- Sou gay e quero saber se é possível virar heterossexual.

- Para deus nada é impossível. Não é natural ser assim: 100% dos homossexuais sofrem feitiço.

- O que devo fazer para mudar?

- Depende de você saber que está no caminho errado e fazer a vontade de deus. Leia este livro, Jesus, a vida completa, frequente os cultos, ore e abandone a vida de prazeres da carne. O caminho será um processo natural, pode ter certeza.

 

Igreja Universal do Reino de deus, pastor André Luís

- Sou gay e quero saber se é possível trocar de lado.

- Sim conheço alguns pastores que eram assim e hoje são casados e têm filhos. Assim como um viciado em cocaína precisa se livrar dos amigos drogados, um homossexual tem que deixar de lado sua turma. É preciso também evitar bares e baladas para não cair em tentação.

- O que mais?

- No começo precisa vir pelo menos quatro vezes por semana, à igreja para tirar o capeta do corpo. Pagar o dízimo também é fundamental. É devolver para deus a graça de você ter ido para o caminho certo.

 

 Igreja Mundial do Poder de deus, pastor Eder Brotto

- Sou gay e quero ser heterossexual. É possível?

- É fundamental, caso contrário vai para o inferno. Isso é coisa do capeta.

- Como faço?

- em que vir aqui as sextas, dias em que tiramos o capeta do corpo, e aos domingos. Tenha uma bíblia ao lado da cama. Ore três vezes ao dia, ajoelhado. Sugiro ler Isaías capítulo 44. Fala da aceitação do senhor. E não deixe de pagar o dízimo.

 

Igreja Pentecostal deus é Amor, pastor Lourival de Almeira

- Quero deixar de ser gay. É possível?

- Claro. Tudo é uma questão de poder de controle.

- Como assim?

- Sou homem no sentido heterossexual da palavra. Todo homem é por essência polígamo. É preciso ter o próprio domínio para respeitar e honrar a mulher. O mesmo vale para o heterossexual: controle seu desejo.

 

Igreja Apostólica Plenitude do Trono de deus, pastor Paulo Rogério

- Quero me tornar heterossexual. Como faço?

- Para tirar a influência do diabo precisa fazer uma série de orações.

- Por exemplo?

- Sexta é o dia em que o diabo está mais presente na sociedade. Faça Jejum a noite, antes de vir a igreja. Volte a comer no sábado de manhã. Vai ajudar no trabalho de purificação.

 

Casa da Benção, pastor Cléber Lana

- Como faço para deixar de ser gay?

- Isso é uma maldição hereditária. Existem outras pessoas assim na sua família?

- Que eu saiba, não.

- Então pode ser algum trabalho feito contra você. Sugiro que se entregue a deus, ore e frequente cultos de libertação.

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Love Hina e Highschool of the Dead são relançados em mangá


Mês passado as editoras brasileiras surpreenderam com dois relançamentos que agradam a qualquer fã. Se você já estava cansado dos títulos de mangás que estão saindo ou simplesmente achava que o melhor já tinha vindo. Pode ter a chance de recomprar sua série favorita ou para quem não conhecia pode ter a chance de se divertir.

A JBC já tinha relançado Evangelion e comprado alguns títulos da Conrad; depois do sucesso das novas versões dos mangás da CLAMP. Chegou a hora de outra série de sucesso pintar aqui. “Love Hina”:

Por que “Love Hina” merece tanto destaque? O motivo histórico LH foi o primeiro mangá a ser
Nova edição de Love Hina
traduzido e disponibilizado na Internet, pode parecer pouco, mas antes dessa tradução quem queria ler algum mangá tinha que importar os volumes originais, em importadoras especializadas, geralmente localizadas no bairro da liberdade, em São Paulo, e fazer um esforço para ler o mangás em japonês. Alguns fãs chegavam a aprender japonês só para ler mangás ou assistir animes no idioma original.

Acha que estou exagerando? Era comum lá pelos anos 90 revistas como AnimeEx  trazerem matérias sobre animes e mangás, assim como a Neo Tokyo, ao final de cada matéria vinha um quadro com o endereço de uma importadora, de onde comprar o mangá, em japonês, e o aviso. Os mangás viriam de navio! Nos anos 90 as pessoas tinham muito mais paciência.

Foi a partir da tradução de Love Hina que a JBC escolheu o mangá para ser lançado no Brasil, em um formatinho de 100 páginas, dividindo cada volume encadernado em dois assim a série de 14 mangás durou 28. Mas e o mangá? Para quem não sabe Love Hina conta a história de Keitaro Urashima, um fracassado que foi expulso de casa e sem escolha foi para a hospedaria de sua avó, sem saber que esta só hospedava mulheres e para piorar sua avó estava viajando pelo mundo.


Hoje em dia a trama garoto nerd cercado por mulheres lindas que se apaixonam por ele está batida, mas na época ainda estava no seu início. Fora que Love Hina foi uma das séries mais engraçadas que passaram por aqui, repletas de situações nonsense.

A nova versão de Love Hina é ideal para quem não conhece a série e para quem já tem e quer recompra-la (no meu caso) o volume está encadernado com 200 páginas, sendo muito mais bonito, as páginas são maiores o que aumenta o tamanho dos quadrinhos valorizando a arte de Ken Akamatsu, que é muito boa e muito detalhista.

O outro relançamento é “Highschool of the Dead” ou simplesmente HOTD o mangá começa como outra manhã qualquer em um colégio qualquer, até um zumbir começar a atacar as pessoas, apavorados Takashi e Rei precisam correr por suas vidas.


Highschool of the Dead
Full Color Ediction

A história segue a onda de zumbis homenageando os clássicos de George Romero, que pode ser considerado o “pai” dos filmes modernos de zumbis. O foco de HOTD são as relações entre as personagens principais, todos alunos da mesma escola que até então não se conheciam ou se viam a distância, as ideias pré-concebidas são destruídas ou reforçadas aos poucos, o convívio sofre com o desgaste, surgem brigas, conflitos e o pior de cada um emerge.

Highschool of the Dead é relançado pela Panini em uma edição especial colorida a tal “Highschool of the Dead Full Color Ediction” que fora lançada no Japão e agora chega por aqui. Além de ser o primeiro mangá lançado em cores por aqui o formato grande, semelhante aos dos comix, valoriza a arte e por consequência a história, já que no mangá o visual é importante para acompanhar a narrativa. O papel é de alta qualidade, resistente, sem ser grosso ou transparente. A capa cartonada e brilhante é um espetáculo a parte.

Atualmente o mangá está parado em seu sétimo volume, esta versão em cores deve alcançar a versão em mangá, que espera os seus autores continuarem a história, não que história de zumbis tenham um final, elas apenas acompanham a vida dos sobreviventes tentando manter seus últimos traços de civilização.



Love Hina

JBC Editora

200 páginas

R$ 14.50


Highschool of the Dead FullColor Ediction

Panini Comics

200 páginas (mais ou menos)

R$ 24.90

"Os Deuses Mortos" Oito Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...