Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Dilma na encruzilhada ou As três escolhas de Lula


As manifestações de Junho diminuíram de intensidade, mas prosseguem e com “estragos” sendo feitos, em principal abalando a moral petista. As últimas pesquisas mostram uma queda vertiginosa na popularidade da presidenta Dilma, em pesquisa realizada CNI/IBOPE a aprovação de Dilma caiu dos 58% para 30%; em pesquisa DATAFOLHA a queda foi semelhante à aprovação de seu governo caiu de 51% para 30%.

A queda na aprovação do governo Dilma coincide com aqueles que consideram seu governo ruim ou péssimo em pesquisa IBOPE os números subiram de 13% para 31% a mesma pesquisa revela que 37% dos entrevistados consideram o governo Dilma regular.
aprovação da presidenta Dilma cai
 

É impossível dissociar a queda na aprovação de Dilma com as manifestações, o efeito é parecido com uma panela de pressão tantas ofensas voltadas ao eleitor, tanta ridicularizarão e abuso chegou ao limite. Quem nunca ligou para política começa a pensar em política, ao discutir as situações do país fica clara a maquiagem feita no país.

No meu post “Tentativa de golpe da Dilma falha” coloquei a ideia de José Nêumane Pinto de que presidentes são como piões de rodeio só da para saber se ele (ou ela) é bom em meio a uma crise. Até agora a Dilma vem se saindo miseravelmente.




Some a inaptidão “Dilmense” ao aumento da inflação, o descaso pela saúde e pela educação, a festa dos deputados e senadores o julgamento do mensalão e a “busca pelo novo” que levou a eleição de alguns prefeitos inexperientes, como Fernando Hadadd em São Paulo, e nova decepção por serem
Manifestantes queimam a bandeira do PT
todos mais do mesmo.




Diante deste senário o PT, enquanto entidade regida por Lula, se vê diante três possibilidades, ilustrados na revista Veja de 31 de Julho:

O primeiro caminho e prioritário é ajudar na recuperação de Dilma, como a convocação de publicitários para melhorarem a imagem da presidenta outro reforço para melhorar a imagem da presidenta é o retorno de Lula. Em entrevista a Folha de São Paulo de 28 de Julho Dilma afirmou que Lula faz e sempre fez parte de seu governo: “Lula não vai voltar porque ele não saiu”.

Quem acompanha política sabe que não é verdade, no começo de seu governo Dilma tentou se emancipar, ela aproveitou o câncer de Lula para voar sozinha, infelizmente não deu certo e agora ela volta a ser um poste “eu e Lula somos indissociáveis” afirmou Dilma.

Esta estratégia tem um limite, a aprovação do governo Dilma não pode continuar caindo, pois 30% de aprovação é um índice limítrofe para tentar a reeleição com boas chances de vitória.

O segundo senário é ainda mais sinistro Lula retornaria como o salvador da pátria, em simulação para a eleição feita pelo IBOPE Dilma teria 29% das intenções de voto contra 39% de Lula, ambos caíram, mas Lula está melhor colocado e possui muito mais carisma que Dilma.


Protesto contra a corrupção
Outro fator importante para este cenário é uma ala do PT que é contra Dilma, como o ministro da Secretaria-Geral Gilberto Carvalho é, segundo Veja (26/06/13), um espião de Lula dentro do governo Dilma, favorável a derrubar Dilma e colocar Lula para disputar a reeleição e reinar por mais oito anos. Antes da estreia da Copa das confederações houve queima de pneus durante o protesto: “A polícia civil do Distrito Federal foi convocada a investigar os protestos e chegou a resultados surpreendentes – a não ser para certo grupo de petistas. A queima de pneus em frente ao estádio foi feita por encomenda. Custara cerca de 30.000 reais (...). Na segunda-feira, o Jornal Nacional, da Rede Globo divulgou a lista dos organizadores do ato. Nela, sobressaíram as digitais de Gilbertinho. Dois assessores da Secretaria-Geral da presidência, dois assessores do governo e um ex-assessor da presidência”.

O terceiro senário, e pior para o PT, seria apoiar Eduardo Campos, caso o clima nas ruas continue “fora PT” os petistas manteriam um pedaço importante do governo, vale lembrar que o racha entre PSB e PT foi provocado durante as eleições para prefeito Lula e Dilma se indispuseram com Campos para colocar prefeitos petistas em recantos do PSB. Campos já anunciou se o candidato for Lula ele abdica da candidatura.

Em pesquisa IBOPE Eduardo Campos é o governador mais bem avaliado pela população 58% dos pernambucanos avaliam a gestão de Campos como ótima ou boa. Ao compararmos com o queridinho de Lula e Dilma Sérgio Cabral, governador do Rio de Janeiro, onde 12% dos eleitores consideram seu governo ótimo ou bom. A situação não está boa para nossos amigos petistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...