Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

As tentativas dos Mensaleiros para escapar ou aliviar a prisão


Assim que Zé Dirceu soube que seria preso o mesmo telefonou para o ministro da justiça Eduardo Cardozo, segue o diálogo dos dois relatado no livro “Dirceu – A Biografia” de Otávio Cabral:

“Considerando a prisão algo inevitável, a pesar dos recursos de seus advogados, queria saber detalhes do presídio onde deveria ficar, em Tremembé, no interior de São Paulo. Perguntou se havia um parlatório para receber advogados e assessores e, por eles, enviar os textos manuscritos com os quais pretendia atualizar seu blog. A resposta foi positiva. Perguntou ainda se poderia levar uma TV de tela plana para a cela. Mais uma boa notícia: o benefício estava liberado.

A partir daí, as respostas começaram a piorar. Aventou se poderia levar comida e bebida alcóolica à vontade para a cadeia ‘comida, só uma vez por semana. Bebida jamais’ – explicou o ministro. Por fim, bem a seu modo, quis se informar sobre as regras das visitas íntimas. ‘Eu poderei transar na cadeia?’ – questionou. ‘Poderá, lógico’ – disse o interlocutor, que completou: ‘a cada uma ou duas semanas você terá direito a uma visita íntima de sua mulher’”.

Quando os mensaleiros condenados perceberam que não estariam indo para uma colônia de férias o governo do Distrito Federal mandou construir quatro celas especiais com televisão, cama individual e chuveiro elétrico para receber os mensaleiros. Tudo feito na surdina, aos custos de R$ 3.3 milhões pagos por nós, que fomos roubados pelo grupo de Dirceu.

O albergue de luxo construído para os mensaleiros se distanciava da realidade de nossas prisões: superlotação, banhos coletivos, humilhação dos detentos por outros grupos criminosos, fora a ameaça constante de estupro. A obra milionária estava sendo feita no Centro de Progressão Penal do DF para presos que cumprem pena em regime semiaberto, a construção pegou carona em uma reforma para construção de 600 novas vagas.

A revista Veja desta semana apurou que a colônia de férias dos mensaleiros foi fruto de um pedido do diretório nacional do PT garantindo que seus amigos disfrutassem de luxos inexistente a outros presos. A construção do albergue petista foi desmascarado pelo jornal Correio Braziliense. Felizmente uma parte de nossa imprensa continua isenta e a obra foi cancelada pela justiça.

O resort Petista não foi (e certamente não será) a única tentativa de aliviar a pena dos condenados. Nesta semana que passou o Supremo Tribunal Federal recusou grande parte dos recursos apresentados pelos condenados. José Dirceu era um dos mais esperançosos, caso sua pena tivesse sido reduzida o mesmo poderia ir para o Albergue que quase foi construído.

Ainda falta aos mensaleiros terem seus embargos infringentes julgados, e, a nós, pessoas honestas, fica a torcida por justiça.

Por falar em mensaleiros Zé Dirceu recorreu a Corte Interamericana de Direitos Humanos, em uma tentativa de aliviar sua pena. Seu objetivo? Desde o início do julgamento, na verdade desde que Dirceu tornou-se réu, um de seus planos envolvia  recorrer as cortes internacionais em uma tentativa de virar mártir. Ao apelar para a corte dos direitos humanos internacionais a mídia petista e a ala radical do PT o apoiaria o que jogaria um peso nas costas do Supremo Tribunal Federal. Tais planos foram revelados em “Dirceu a biografia” e na Revista Veja de 01/08/2012.

Não poderia terminar este post sem comentar o pedido de aposentadoria pedido por Genoino. O deputado do PT de São Paulo foi condenado a seis anos e onze meses dede prisão em regime semiaberto, entrou com pedido de aposentadoria por invalides.

O pedido feito no dia 04 deste mês deverá ser avaliado por uma junta médica da casa (ênfase na palavra casa) caso o pedido de aposentadoria seja aceito Genoino se aposentaria com o salário mensal de R$ 26.723,13.

Quando Genoino for preso ele correrá o sério risco de seu mandato caçado e lá iria seu rico salário. O pedido de aposentadoria deverá ser aprovado antes da cassação de seu mandato. O motivo da tal invalides? No final de junho Genoino foi internado no hospital Sírio Libanês onde foi submetido a uma cirurgia para correção de dissecção da aorta. Dodói Genoino alega que não pode trabalhar.

Alguém já o questionou se seu problema no coração não seria fruto de suas escolhas na vida e não de seu trabalho?

Um comentário:

  1. Parece um conto, né? A gente que passa a vida lendo contos as vezes olhando um absurdo desse consegue duvidar que isso aconteça...

    Abraços!
    Rodolfo Soares
    http://umguardalivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...