Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

sábado, 23 de novembro de 2013

O Superman tem lugar nos dias de hoje?


 Aproveitando o lançamento de “O Homem de Aço” em Blu-Ray e DVD vou tentar responder a esta pergunta o Homem de Aço com seu ar de salvação e inspiração para um mundo melhor tem lugar em nosso mundo onde a falsidade do politicamente correto?
Quando Osama Bin Laden enviou seus seguidores para atacarem os Estados Unidos, muito se questionou sobre os rumos que o país do Tio San tomaria rumos estes ideológicos, sociais e culturais. Lembro-me de um texto da finada revista “Herói” comentando sobre o fim do sonho americano, o texto, cujo autor não me recordo, questionava por que o Superman não parou o avião com o peito?
Quando George Bush foi reeleito havia uma piada no ar: “Bush foi reeleito, o exterminador do futuro está do lado dele e o Superman morreu”. A queda do World Trade Center deflagrou uma guinada no cotidiano do ocidente. Como resultado tivemos o ofuscar do homem de aço.
Sejamos justos, é indiscutível que o Superman é o maior ícone da cultura pop mundial, também é indiscutível que ele protagonizou o melhor e mais perfeito filme baseado em uma personagem de comix “Superman” de 1978 também é inquestionável que o homem de aço anda um tanto apagado. Seu ultimo grande momento foi em 1993 com “A Morte do Superman”.
Para entender o que aconteceu precisamos conhecer o ultimo filho de Krypton e o mundo de hoje.

Dissecando o Homem de Aço

Superman é o único super-herói que não se transformou em um ser poderoso, ele nasceu Karl El e se disfarça de Clark Kent. O que parece algo simples
revela-se com diversas camadas, por mais que tente Superman não é humano, ele não consegue ser. Ele apenas finge ser um, ele trabalha como um de nós e até se envolveu com Lois Lane, mas ele não consegue ser um de nós.
Quando Krypton explodiu seu pai, Jor-El, enviou seu recém-nascido para um planeta onde o sol fosse amarelo, o que lhe daria incríveis poderes. O que seria uma vantagem e lhe permitiria ser “o homem do amanhã”. Na terra ele foi criado pelo casal Kent que o criou e o amou, mas também o ensinou a controlar e esconder seus poderes.
Superman possui uma aura de bondade, ele é uma figura que nos protege e nos vigia. Alguém a quem apelar nas horas difíceis, visto como exemplo de bondade e amor pela humanidade. Fica claro a referência a Jesus Cristo.
Na série clássica iniciada em 1978 e na nova versão “O Homem de Aço” as referência são abundantes. Superman sobrevoa o mundo nos guardando. A inspiração vai além o maior inimigo de Karl El é um humano, rico, poderoso e ambicioso Lex Luthor. Lex manipula as pessoas, é cruel, ignora as pessoas e só pensa em enriquecer. Na mitologia cristã essas são as características atribuídas aos romanos, que perseguiam os cristãos.
Em “Origem Secreta” Luthor assisti os moradores de Metrópoles acumularem-se diante de sua empresa a espera de serem escolhidas. A cada dia uma delas recebe a “benção” do industrial que realiza seus sonhos. Enquanto um é abençoado milhares mantém sua vida de escravidão. Superman diz para essas pessoas que elas não devem esperar um milagre acontecer, que cada um deles é responsável por sua vida.  
Indo um pouco além temos o grande amor de Superman Lois Lane, mulher forte, de temperamento, indomável que faz Clark de gato e sapato. Ela se apaixona pelo herói após ser salva. A partir desse momento ela “o segue” vira sua defensora, dedica sua carreira a relatar as façanhas do Superman, revive seus encontros em reportagens, o segue de perto e o ama, assim como é amada. Lois Lane corresponde a Maria Madalena.
O Planeta Diário possui a característica dos apóstolos, são eles que retratam as façanhas do Homem do Amanha! Superman não vai a público pregar suas ideias, ele nos protege e nos salva, são os jornalistas que transmitem sua filosofia, já alterada por sua percepção. Não foi o Superman que se auto intitulou Super, o “S” em seu peito é o brasão da família El de Krypton, foi Lois lane que criou seu nome, o planeta diário divulgou e os moradores de Metrópoles compraram a ideia.
Superman acredita em nós e nos ama, no filme de 1978 ele foi enviado a terra para nos proteger, em suas histórias fica claro que Superman nos ama. Então por que essa figura tão bondosa está fora de moda?


Nosso Mundo Cotidiano

Se observarmos os heróis em evidência teremos uma pista. Os dois maiores sucessos são o Batman em sua versão sombria de um mundo decadente ou o Homem de Ferro uma ode ao narcisismo. Mesmo em os Vingadores o mais próximo do Superman é o Capitão América, que de longe é o pior dos filmes solos e mesmo assim não possui essa aura de bondade e benevolência. Ele é apenas um patriota certinho e chato.
Os super-heróis refletem o nosso cotidiano, nossas preocupações, o ar negro que preenche a atmosfera e a desesperança que assola nosso mundo. Em épocas de Black Bloc destruindo São Paulo; invasão do Iraque; padres pedófilos; pastores que usam da fé para enriquecerem; a indústria dos livros no espiritismo; políticos que abandonaram seus ideais; esquerdistas revoltados que ofendem que não concorda com suas ideias; pseudojornalistas que exploram a violência para ganhar audiência; combatentes da censura censurando livros em busca de comissões maiores. Em um mundo desses o Superman não possui lugar.
Por que precisamos do Superman? Precisamos da esperança que acompanha o seu símbolo, precisamos de alguma coisa a nos apegarmos. Enquanto isso cresce o número de religiosos que pregam o preconceito; de programas que alarmam a população com a violência exagerada; de programas de governo assistencialistas; da corrupção e da desesperança que adoece e acomoda.


O Superman pode estar fora de moda, porém está mais vivo do que nunca, seu símbolo é o mais conhecido, seu nome e sua aura são as mais enaltecidas, o sucesso do seriado “Smallville”, as animações produzidas pela DC/Warnner e mais do que tudo, pessoas olhando para cima em busca de uma esperança. O que é diferente de uma alienação é muito diferente da moral religiosa, ou de doutrinas vazias. É a busca por aquilo que nos faz bem, independente do que for.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...