Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

sábado, 8 de março de 2014

Os Censores da Internet ou Ataque ao Olavo de Carvalho



“Esquerdopata” é um termo criado por Reinaldo Azevedo, para criticar extremistas. Eis sua definição: “É o esquerdista patológico, disposto a eliminar os severos monstros da dominação ideológica que ainda assombram o seu sono. O principal deles é a imprensa, que ele chama de ‘mídia’”.
A definição é muito boa, todos nós (em algum momento da vida) conhecemos alguém assim é aquele cidadão que clama pela igualdade, mas agride quem pensa diferente. Algumas semana atrás no programa “Linha de Passe” o jornalista Juca Kfouri – um notório esquerdista, a quem admiro muito leu um e-mail questionando se ele estava processando o filósofo Olavo de Carvalho, sua resposta foi sincera e confusa “não”, Juca não via motivo para processar o professor. José Trajano interveio. Seguiu-se o seguinte diálogo:

-          Ele merecia ser processado.
-          Por que?
-          Pelas suas ideias ele mereceria um processo.
-          Não vou processar alguém que pensa diferente de mim. Aliás, já o entrevistei aqui (na ESPN).

Juca, refinado e inteligente como sempre, deu uma aula de democracia – alguém que combateu a ditadura não pode ter uma atitude ditatorial e censora. Seu amigo, José Trajano – outra figura que adoro – calou-se, reconhecendo humildemente seu erro. Em um silêncio resignado ele reconhece a sabedoria de Juca.
 Semana passada o filósofo Olavo de Carvalho teve sua página no Facebook invadida por pessoas que pensam diferente dele. Essas pessoas retiraram sua página do ar. O filósofo conseguiu restituir sua página e enviou e-mails para seus amigos pedindo para que estes avisem seus leitores.
Anteriormente Olavo já vinha recebendo ataque
dos mesmos esquerdistas revoltados foi quando Marco Feliciano (alguém que Olavo criticou por suas ideias de combate aos gays) denunciou esse ataque. Mesmo tendo opiniões divergentes Feliciano é muito mais humanitário do que estes esquerdistas que atacaram Olavo.
Olavo é um direitista, às vezes um tanto radical, porém seu radicalismo fica restrito ao campo das ideias, nunca o vi clamando pelo silêncio de seus adversários ideológicos. Olavo convoca aqueles que pensam como ele a se manifestarem e conquistarem seu espaço. Um direito de qualquer um.
Os esquerdopatas são diferentes eles não prezam um debate prezam o combate, ignorando as pessoas e seus direitos os esquerdopatas impõe suas ideias na base do grito, da violência e da censura – que nome devo dar ao ato de tirar uma página do ar apenas por não concordar com seu conteúdo? A esquerda que gosta de exaltar como luta pelos direitos humanos deveria ser mais humana ou pelo menos por em prática suas ideias.


Segue a carta de Olavo de Carvalho alertando da censura sofrida:

Tão logo o deputado Marco Feliciano denunciou na Câmara a campanha de assassinato de reputação que eu vinha sofrendo, a militância do crime, decerto mobilizada por alguma Excelência em pânico, mudou de tática e passou a tentar bloquear a minha conta no Facebook para que, diante do assalto multitudinário à minha pessoa e à minha honra, não me restasse nem mesmo este miserável e último recurso de defesa que é espernear na internet.
O ardil consiste simplesmente em entrar na minha conta desde um IP qualquer que não seja o meu, acionando automaticamente o Facebook para que bloqueie a conta e inicie um procedimento de verificação.
Tentaram isso ontem usando um IP registrado numa cidade da Índia.
Como eu consegui restaurar a conta, aperfeiçoaram o sistema. Fornecem ao Facebook, não sei como, um número de telefone falso ou imaginário (hoje foi +33 7 87 16 56 82), de modo que o código para restauração da conta é enviado a esse número e não chega jamais a mim. Assim, torna-se impossível reativar o acesso à minha página.
A coisa é de uma sordidez que desafia a imaginação. Se quer saber, nem mesmo me surpreende que apelem a esse recurso, ou talvez, mais tarde, a outros mais abjetos ainda. A mentalidade dessa gente faria os porcos vomitarem, se lhes fosse servida no cocho.
Ainda não sei bem o que fazer diante desse descalabro, mas creio que solicitar um inquérito à Polícia Federal não seria má ideia. Tentarei fazer isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...