Oito Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Entrevista com Chiaki Kuriyama

Ainda na comemoração de cinco anos do Blog traduzi em primeira mão uma entrevista com a atriz/cantora japonesa Chiaki Kuriyama – mais conhecida por sua personagem Gogo Yubari em kill Bill Chiaki Kuriyama já foi duas vezes a gata do mês:

Você poderia me dizer como você foi convidada para cantar a música tema do filme “Mobile Suit Gundam Unicorn” mesmo sendo uma atriz muito ocupada?
Eu estava com sede de uma coisa nova. Cantar sempre foi um meio de expressão e sempre quis ser cantora. Eu tenho que admitir que eu ainda preciso me aperfeiçoar como atriz, mas eu pensei que cantar profissionalmente seria uma influência positiva na minha carreira de atriz.

A canção "Ryusei no Namida" tem um grande tema por trás dele. Quão fácil ou difícil é para interpretar a música e expressá-la como uma versão pessoal?
Eu já tinha visto a série Gundam antes, e isso me ajudou a entender o tema e capturar a essência do filme. No entanto, a canção é uma “balada-tempo lento”, e para ser honesta não estava familiarizada com o estilo. Eu tive pouco tempo para cantar e ouvir esse tipo de música, então eu diria que foi difícil ajustar-me, nesse sentido.

Através desta experiência, existe alguma coisa que você gostaria de tentar no futuro?
Sim, com certeza. Agora eu tenho um monte de coisas na minha frente que eu quero tentar como cantora. Além disso, através desta experiência, eu estava certa de que a voz é importante. Descobri que a importância da qualidade vocal também é fundamental para a minha carreira, por isso a experiência foi muito esclarecedora.

Como foi sua experiência dublando Mamoru Oshii no anime Sky Crawlers?
O diretor Oshii me deu detalhes sobre o caráter e a visão da história, e então eu pude estrutur a personagem à minha maneira. Havia algumas técnicas que são exclusivas para dublagem, e eu tive pouco tempo, mas eu poderia explorar minha atuação para além do limite entre as formas de arte de animação e live action.

A maioria de seus fãs fora do Japão pensam que você como uma menina fria e dura como Gogo Yubari em Kill Bill Vol.1 e Chigusa em Battle Royale. Eles vão se surpreender ao ouvir a você cantando com uma voz doce e encantadora.
Isso poderia ser dito de qualquer um, e uma pessoa pode ter várias faces. As personagens legais e difíceis que eu interpretei antes, claro, representam uma parte da minha personalidade, porque as interpretações das personagens vieram de mim. Então, eu não nego que tenho aquele lado. No entanto, sinto que a música que eu canto desta vez revela a minha verdadeira face de uma forma mais honesta.

Falando de Gogo Yubari, criada por Quentin Tarantino, ela é uma personagem incrivelmente bonita. Foi difícil para personificar uma personagem tão sensacional?
Eu poderia entender facilmente o que ele queria - em outras palavras, o Gogo deveria fazer. Eu me lembro que eu pensei: "O que ele (Tarantino) gostaria de criar pode estar perto do que eu gostaria." A parte mais difícil foi a ação, mas ele foi tão gentil e atencioso, e isso realmente me ajudou. Honestamente, ele é compassivo e compreensivo, e eu aprecio isso. Claro, eu amo o seu trabalho!

Você recentemente expandiu seus limites de carreira e de ter tentado coisas novas, como dublagem, quadrinhos, papéis sérios, etc... O que podemos esperar do lado de atriz?
Eu comecei a atuar quando eu estava no colegial, e naquele tempo eu simplesmente gostava de todos os trabalhos que me foram oferecidos. Mas crescendo, comecei a perceber as responsabilidades e as pressões de uma atriz, que nunca haviam passado pela minha cabeça antes. Agora, eu diria que posso equilibrar os dois aspectos: o aspecto divertido de agir e a tensão de ser uma profissional. Eu estou bem com este estado de espírito podendo desfrutar o que estou fazendo agora. No passado, eu tentei várias coisas em diversas áreas como modelagem, atuando, e trabalhando como uma artista, e na minha opinião eu devo ter sido desajeitada. Quero aproveitar o que eu aprendi com minhas experiências durante minha adolescência e juventude para a próxima década da minha carreira.

Existe algum filme de gênero ou papel que você gostaria de tentar no futuro?
No ano passado realizei um papel de mãe em uma peça de teatro pela primeira vez na minha carreira, e isso abriu meus olhos. Incluindo isso, foi o ano que me fez perceber: "Oh, há tantas coisas que eu ainda
não fiz", e agora eu estou com tanta fome de coisas novas.

Por favor, deixe uma mensagem para seus fãs
Agora estou descobrindo novas maneiras de me expressar como artista, e eu sou agressiva em aceitar essas ofertas. Sobre o lançamento do meu CD, eu me sinto um estranha ao imaginar que existem pessoas que estão ouvindo a minha música no exterior, mas nada me faz mais feliz do que isso. Para dizer a verdade, eu estou nervosa para saber como ele será recebido. Eu estou esperando que a cada passo que dou terá uma boa influência na minha carreira de atriz. Atente para o meu próximo passo!

Filmografia Selecionada:

Shikoku (1999)
Ju-On (2000)
Batalha Real (Battle Royale/2000)
Kill Bill Vol.1 (2003)
Kagen no Tsuki (2004)
Azumi 2 (Azumi2: Death or Love/2005)
A Grande Batalha Yokai (Yokai Daisenso/2005)
Hair Extension (Ekusute/2007)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Oito Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...