VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Chapeuzinho Vermelho

Quando pensamos nos contos de fadas o que vem a nossa mente são as princesas da Disney, envoltas em seus longos vestidos e seus heroicos príncipes encantados. Se engana quem pensa que os contos de fadas sempre foram assim. De origem muito mais sombria Perrault escrevia seus contos – Cinderela; O Pequeno Polegar; Chapeuzinho Vermelho, entre outro para diversão palaciana todos repletos de violência e sexualidade.
Os irmãos Grimm escreviam para crianças, suas histórias eram mais leves? Nem tanto! Recheados de violência, mortes e torturas as histórias dos dois irmãos visavam ensinar lições de moral para as crianças.
Os contos de fadas foram as primeiras histórias de terror, veja por exemplo a inocente chapeuzinho vermelho na versão de Perrault a jovem seduz o lobo, ao desobedecer sua mãe e percorrer o bosque a jovem conta para o lobo onde vai.
O lobo estava quieto no seu canto, ao ser excitado pela ninfetinha o animal vai para a casa da vovó e a mata, porém não come, o que o animal faz é muito mais sombrio. O lobo cozinha com a velha mulher.
Quando chapeuzinho chega o lobo está a sua espera, sem estar vestido de avó, a parte da camuflagem sempre despertou a desconfiança de crianças mais espertas, o lobo serve a vó para chapeuzinho, que come sua carne e bebe seu sangue, em seguida o lobo pede para a garota tirar sua roupa, os dois deitam nus na cama. O famoso diálogo que “olhos grandes você tem ...” é seguido pelo lobo devorando a menina, já naquela época, século XV, comer já tinha duplo sentido.
A versão dos irmãos Grimm a versão é um pouco mais suave, o caçador entra na história, para salvar chapeuzinho, matar o lobo e encher sua barriga de pedras para joga-lo em um poço. Porém a avó não é salva.
Em ambas as versões a lição de moral é clara “meninas que estão crescendo devem tomar cuidado para não falarem com estranhos”, chapeuzinho vermelho é uma jovem garota, descobrindo sua sexualidade, sua capa vermelha é cor da paixão, cor escolhida de propósito pelos autores, o lobo é uma analogia aos predadores sexuais.
Muito cuidado nessa hora, o predador estava quieto no seu canto, foi a chapeuzinho quem o procurou, ela foi na “casa” do lobo, a floresta, quando sua mãe mandou que ela escolhesse a estrada, foi a chapeuzinho quem puxou conversa, ela seduziu o lobo e depois não sabe o que fazer com sua sexualidade.
Lexi Belle  como Chapeuzinho Vermelho
Pesquisando na internet são inúmeras os referenciais a sexualidade envolvendo os contos de fadas. Chapeuzinho vermelho ganhou uma versão pornô “Little Red Riding Hood XXX” com a atriz Lexi Belle. Também são comuns as obras terroríficas inspiradas na personagem.
A versão mais recente é o ótimo “A Garota da Capa Vermelha” mesclando as versões de Perrault e dos Grimm criando um clima sombrio e um triângulo amoroso que passa longe do horrendo Crepúsculo. Temos um filme de terror sério sobre uma adolescente que envolve-se entre as escolhas de sua mãe para seu futuro. Ao mesmo tempo que seu mundo infantil é cruelmente destruído pelos assassinatos do lobo, principalmente pelas mentiras a sua volta.
Porém a melhor versão de Chapeuzinho vermelho segue sendo “A Companhia dos Lobos”, terror irlandês de 1981, o filme se passa nos sonhos (ou seriam pesadelos?) em épocas contemporâneas uma garota adoentada dorme profundamente o que a permite voltar a uma aldeia do século XV onde sua
"A Companhia dos Lobos" de 1981
avó conta histórias de lobisomens prevenindo-a contra o mau uso de sua sexualidade.

Não adianta muito pois a jovem encontra com um homem misterioso, porém sedutor, que deixa a menina sem palavras. Envolvida pelas emoções ela começa o flerte em um misto de inocência e sensualidade até chegarmos a chapeuzinho vermelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Oito Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...