Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Black Blocs – A esquerda Caviar Revoltadinha

Estamos em Junho de 2013, a aproximação da Copa da Confederações eclode um sentimento de revolta na população, indignados com a saúde, a educação, qualidade de vida os jovens saem as ruas levando consigo um conjunto de pessoas, cada vez maior, tomando as ruas das principais cidades do país. Por vezes nos esquecemos que o inicio de tudo foram os R$ 0.20 de aumento nas tarifas de ônibus e metrô.
Foi durante as manifestações que eles, os Block Blocs, apareceram, misturando-se entre manifestantes militantes do movimento vieram de mansinho, apoiavam as manifestações, colocavam-se como escudo humano. Foi uma boa estratégia para misturarem-se. Por algum tempo os Black Blocs viraram sinônimos de manifestantes.
Porém sua prática violenta afastou os verdadeiros manifestantes. As manifestações iam bem, isolando-se de partidos políticos, ocorreu algo inédito militantes petistas foram expulsos aos gritos de “aproveitadores” querendo tomar para si os méritos das manifestações, que pediram a renúncia de Dilma.
Os membros do B.B inibiram os manifestantes e tornaram sua presença nas ruas vitrine de ideologias vazias e mimimi pautado em ideias. Membros deste movimento (e outros semelhantes) adoram discursar sobre a pobreza, suas virtudes e o direito dos pobres. Nenhum deles aproxima-se das pessoas de baixa renda, nenhum deles convive ou tenta conhecer seus defendidos. Os militantes esquerdistas gostam de falar, mas tem nojinho da convivência. Vai que alguma de suas ideias brilhantes cai por terra.
Semana passada o Juiz Marcelo Matias Pereira, em julgamento de dois membros do B.B não se intimidou, deu nome aos bois e chamou os acusados de “Esquerda Caviar” (título do livro de Rodrigo Constantino) o termo refere-se a mimadinhos de classe A ou B que vociferam sobre ideias socialistas, muitas vezes por modinha, criticam o capitalismo que os sustentam ao mesmo tempo que usufruem dos benefícios do capitalismo.
O juiz não pestanejou e disse que os “manifestantes” do B.B depredam o patrimônio público, cospem no capitalismo, mas adoram tênis Nike, telefone celular e postam fotos no Facebook.
Parabéns ao juiz, felizmente ainda existem alguns que sabem seguir a lei e não tem medo. Que outros sigam seu exemplo, afinal de contas criança mimada precisa de disciplina.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...