Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

O Povo de São Paulo Contra o PT


Neste dia 15 de Novembro, dia da proclamação da República, ocorreu um novo protesto contra a presidenta Dilma, os manifestantes manifestam-se contra o Foro de São Paulo e contra a corrupção, que nunca foi tão escandalosa. Enquanto empresários são presos pela investigação do petrolão o povo vai as ruas.
Diferente da primeira passeata, realizada no dia primeiro, onde os manifestantes gritavam o nome de Aécio, em solidariedade pelos ataques covardes da campanha petista, os manifestantes usaram verde e amarelo, sinal de uma maior organização. Outra coisa que chama a atenção até o ano passado movimentos populares tinham sempre uma bandeira esquerdista por trás, nas manifestações de junho bandeiras do PT foram queimadas, nesta passeata qualquer partido de esquerda é repudiado. “Nossa bandeira nunca será vermelha” afirmou Paulo Batista, candidato derrotado a cadeira de deputado estadual, organizador do movimento.
Paulo Batista um dos idealizadores do movimento
Outra mudança foi uma maior cobertura da mídia, pelo menos de uma parte da mídia que não tem rabo preso, as quais deram cobertura para uma minoria que pede intervenção das forças armadas. A grande maioria dos 10 mil manifestantes, em uma estimativa modesta, pediam uma investigação séria sobre o Foro e sobre o Petrolão.
Augusto Nunes, colunista da Veja comentou: “A segunda manifestação antipetista em 15 dias confirma que São Paulo compreendeu que é preciso deter o avanço da seita fora-da-lei. Surrada nas urnas do mais desenvolvido dos Estados (...) a anemia eleitoral manifestou-se em todas as regiões onde as urnas são menos vulneráveis ao Bolsa Família, o maior programa oficial de compra de votos do mundo”.
Mas afinal qual bandeira, além da brasileira, o movimento defende? O movimento chama-se
“Movimento Brasil Livre” que mostra-se contra a intervenção militar e contra o bolivarianismo os dizeres “Mais Brasil, menos PT” toma as ruas do Brasil, além de São Paulo o movimento se faz em Goiânia, Santa Catarina, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Sergipe, Rio Grande do Norte e Brasília.
O que é o Foro de São Paulo? O Foro nasceu de uma iniciativa do PT com Fidel Castro com intuito de juntar outros partidos bolivarianos da América Latina, oficialmente o Foro é apenas um encontro onde debatem-se ideias comunistas, isso porque a constituição brasileira proíbe que qualquer instituição com participantes internacionais interfiram no governo brasileiro.
O que realmente é o Foro de São Paulo? O foro discute ideias para uma uniformidade de governos na América Latina – o Foro deu apoio a Hugo Chávez e Evo Moralez, em seu discurso de comemoração aos 15 anos de existência do Foro, realizado em 2 de julho de 2005 o então presidente Lula afirmou: “Foi
assim que nós, em janeiro de 2003, propusemos ao nosso companheiro, o presidente Chávez, a criação do grupo de amigos para encontrar uma solução tranquila que, graças a Deus, aconteceu na Venezuela. E só foi possível graças a uma ação política de companheiros. Não era uma ação política de Estado com outro estado, ou de um presidente com outro presidente. Quem está lembrado o Chávez participou de um dos foros que realizamos em Havana. E graças a essa relação foi possível construirmos, com muitas divergências com o referendo que consagrou o Chávez como presidente da Venezuela”.
foto do de São Paulo pregando
 a integração da América latina

O discurso continua: “Foi assim que nós pudemos atuar junto a outros países com os nossos companheiros do movimento social, dos partidos daqueles países, do movimento sindical, sempre utilizando a relação construída no Foro de São Paulo para que pudéssemos conversar sem que parecesse e sem que as pessoas entendessem qualquer interferência política”.
O filósofo Olavo de Carvalho revelou, ainda em 2005, os crimes do Foro tal como o fato de ser uma entidade secreta que desafia a lei nacional contra interferência de instituições estrangeiras na soberania nacional: “para que pudéssemos conversar sem que parecesse e sem que as pessoas entendessem qualquer interferência política”.
Em 2002 Lula anunciou que abriria mão do cargo de presidente no Foro de São Paulo para governar sem nenhuma influência de nações estrangeiras, porém seu discurso o contradiz: “Quem está lembrado o Chávez participou de um dos foros que realizamos em Havana. E graças a essa relação foi possível construirmos, com muitas divergências com o referendo que consagrou o Chávez como presidente da Venezuela”.
Carvalho ainda aponta que o discurso de Lula expões que decisões da política externa brasileira foram decididas em reuniões no Foro: “. E só foi possível graças a uma ação política de companheiros. Não era uma ação política de Estado com outro estado, ou de um presidente com outro presidente”. Diante desses fatos podemos nos questionar se o Foro de São Paulo tem alguma influência na construção do porto em Cuba com dinheiro Brasileiro iniciado este ano, que até agora não foi explicado de maneira convincente.
O que é o petrolão? “Petrolão” é o apelido do esquema de corrupção descoberto após o início da operação “Lava-jato” iniciado pela polícia federal. Em 2009 a polícia federal começa a investigar o doleiro Alberto Youssef por lavagem de dinheiro; entre os anos de 2012 e 2013 surgem os primeiros sinais da ligação entre Youssef e Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás.
Imagem da Revista Veja transcrevendo o depoimento de Youssef
Em março de 2014 a operação “Lava-Jato” surge para desbaratar uma operação de doleiros envoltos em lavagem de dinheiro. O juiz Sergio Moura manda prender Paulo Roberto, coordenador do esquema, Youssef era o caixa. Em Abril a investigação descobre o envolvimento das empreiteiras. Em julho o governo suíço bloqueia 23 milhões de dólares da conta de Paulo Roberto. Em agosto Paulo Roberto e Youssef aceitam o acordo da delação premiada.
Segundo Paulo Roberto o dinheiro desviado em contratos com as empreiteiras iam para trinta políticos, entre governadores e parlamentares em cargos estratégicos, e para três partidos – PT, PMDB e PP – para patrocinarem suas campanhas eleitorais e manterem-se no poder.
Já as revelações de Alberto Youssef revelou fatos mais estarrecedores, tais como: o envolvimento de mais de cinquenta políticos no esquema com propinas variando entre R$ 100.000 e R$ 150.000 por mês; a existência de contas secretas do PT no exterior no qual o dinheiro desviado foi usado pela campanha eleitoral do PT em 2010.
O mais escandaloso estaria por vir, sua afirmação de que Lula e Dilma sabiam de tudo, diferente do Mensalão, onde até hoje Lula afirma não ter existido. Segue a transcrição do áudio da polícia federal:
Youssef: “O Planalto sabe de tudo!”
Delegado: “Quem do Planalto?”
Youssef: “Lula e Dilma!”.

Se você ficou indignado com alguma dessas informações, se você é contra a corrupção, se você se incomoda em ver dinheiro da saúde e da educação para campanhas políticas. Se você não sente-se à vontade em saber que países como Venezuela e Cuba influenciam decisões políticas brasileiras então você identifica-se com o #movimentobrasillivre caso contrário talvez seja hora de rever sua concepção moral. 
link comunidade oficial Movimento Brasil Livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...