sábado, 28 de março de 2015

TOP 10 Séries Cômicas

No último dia cinco a série “Two and a Half Men” chegou ao seu final, inspirado pelo evento listamos um top 10 das melhores séries cômicas, não trata-se da lista das séries mais populares e sim das mais engraçadas e apenas séries com atores, nada de animação:


Alf o É teimoso
O que pode acontecer quando uma típica família, ajustada e certinha, tem sua garagem destruída pela nave espacial de um alienígena completamente louco, desleixado, preguiçoso que tem como principal objetivo de vida devorar gatos. Eis uma série que mora no coração de muita gente, o segredo do humor estava na figura do alienígena cujos modos repulsivos eram considerados de boa educação em seu planeta, por exemplo a melhor maneira de elogiar um cozinheiro seria com um arroto bem grande. O seriado marcou os anos 1980 com humor ingênuo e finais edificantes, mas sempre com um tempero politicamente incorreto.

The Big Bang Theory
O que aconteceria se quatro nerds tivessem que conviver com uma loira linda, meiga e um pouco burrinha? De que forma os dois universos iriam colidir e se acomodar? Desta ideia genial surgiu o que é hoje uma das melhores séries cômicas da atualidade (se não a melhor) é impossível não rir ao ver a tentativa dos quatro cientistas de adaptarem suas teorias ao cotidiano. Permeado por dezenas de referências a cultura pop o seriado tem em seu nome um trocadilho Big Bang é a teoria que deu início ao universo, mas pode ser entendido como “a grande ereção”.

GTO
Imagine um professor sem instrução, ignorante, impulsivo e rude “perdido” em um colégio de elite, Onizuka é tudo isso, um professor novato contratado por uma diretora (ainda mais louca do que ele) por sua sinceridade, o coitado cai na pior classe do colégio, com o passar do tempo Onizuka percebe que cada aluno passa por um drama pessoal, o que falta em instrução sobra em humanidade para este professor diferente. GTO é um seriado pouco conhecido por aqui, mas sem dúvidas é um dos mais engraçados já feitos, principalmente pela figura do professor mulherengo e abusado.

Mad About You (Louco por Você)
Em uma noite chuvosa Paul, um documentarista, conhece Jamie, uma especialista em relações públicas. É amor à primeira vista, os dois se casam enquanto nós acompanhamos as neuroses do casal que aprende a morar junto. A descrição aparenta uma comédia romântica comum, porém o seriado não tinha nada de comum situações absurdas como Jamie guardando suas calcinhas no freezer o Paul entrevistando uma sobrevivente do Titanic que nunca esteve abordo do navio. Só para constar o seriado “os Normais” plagiou muitas situações e episódios de “Mad About You”.

Um Maluco no Pedaço
Will (Will Smith) é um adolescente da Filadélfia (um estado pobre e violento) que é enviado por sua mãe para morar com sua tia em Bel Air, porém o jovem Will sofre dificuldades em se adaptar a vida regrada da alta sociedade, que o rejeita antes mesmo de conhecê-lo, Will também não faz muita força para se adequar. Logicamente ele vai enfrentar muitas confusões com seu tio Phil, um juiz, e seu primo Carlton, um mauricinho com zero de malícia, nada que o amor familiar não resolva. O seriado acompanhou Will e seu primo desde o colegial até a faculdade Um maluco no pedaço revelou Will Smith e de quebra consegue arrancar risadas até hoje.

Married With Children
Al Bundy é um vendedor de sapatos frustrado, machista que é pisoteado pela esposa, explorado pelos filhos, humilhado pelos vizinhos, sem perspectiva e com vinte anos de experiência trabalha por um salário mínimo. É com este cenário que uma das séries de maior repercussão de todos os tempos satirizava o casamento, enquanto todas a séries mostravam uma família feliz e ajustada “Married With Children” mostrava o casamento como um pesadelo seus filho – um fracassado e a puta da escola mostravam que a família Bundy estava destinada ao desastre. O mau humor de Al era o ponto principal da série, enquanto sua vida desmoronava ele soltava suas pérolas: “Um homem é um homem por toda sua vida, uma mulher só é sexy até que se torne sua esposa” e “Se eu quisesse que você soubesse o que eu estou pensando eu falaria com você”.

The Nany
O que pode acontecer quando um produtor da Broadway viúvo e boa pinta contrata uma ex-cabelereira judia de classe média baixa para cuidar de seus filhos? Diferente de outros seriados semelhantes à figura da “discórdia” vem de uma mulher moderna e honesta com as crianças, incluindo conselhos sexuais para a filha adolescente, para o desespero de seu patrão, como não poderia deixar de ser patrão e Nany apaixonam-se, um relacionamento que leva anos para engrenar.

Sai de Baixo
Vavá tinha a vida que ele sempre quis solteiro, dono de um grande apartamento, empresário de uma empresa de turismo (a vavátour) até que a eleição de FHC provocou uma mudança no cenário político e o corrupto Caco Antibes perdeu tudo ele, sua esposa com QI de ostra Mágda e sua sogra Cassandra, irmã de Vavá, vão morar com o coitado e arruinar sua vida. Sai de baixo foi, e ainda é a melhor série cômica da televisão brasileira principalmente por seu elenco estrelado – Miguel Falabella, Marisa Orth, Araci Balabanian e Luiz Gustavo que inseriam improvisos e brincadeiras particulares no meio de texto.   

Seinfeld
Também conhecido como “a série sobre o nada” Seinfeld é um comediante stund up que criou uma série sobre sua vida mostrando seu cotidiano, ao lado de seus amigos desajustados, a série não tinha nenhum objetivo todas as personagens tocam sua vida permeada por situações hilárias. Seinfeld ainda é um dos seriados mais engraçados de todos os tempos, vindo de uma época onde séries de humos dominavam a televisão, não é pouca coisa.

Two and a Half Men
Finalmente a série que inspirou esse TOP 10 eis uma produção onde tudo se encaixa todas as personagens foram bem criadas e convivam em harmonia desarmônica (quem viu a série vai entender) porém é impossível afirmar que o sucesso do seriado se deve a outro fator senão: “Charlie Sheen interpretando Charlie Sheen” – um solteirão que passa seus dias bebendo e transando com prostitutas, morando em Malibu sem trabalhar (ele é compositor de jingles e trabalha duas vezes por ano) até que seu irmão certinho e trabalhador (mais ou menos) muda para sua casa com seu sobrinho burro. Embora seu último episódio tenha ido ao ar neste mês o seriado acabou quatro anos atrás quando Charlie saiu da série.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Sete Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...