quarta-feira, 29 de abril de 2015

Marta Suplicy Deixa o PT: “O PT se distanciou dos seus princípios éticos, das suas bases e de seus ideais.”.


A ex-prefeita de São Paulo e atual senadora anunciou seu afastamento do partido que ajudou a fundar dizendo-se traída pelos rumos que o PT tomou e por sua crise ética. Em entrevista para a revista veja marta afirma que não reconhece mais no PT a ideologia fundadora do partido e que o único objetivo do PT de hoje é manter-se no poder. Leia abaixo a entrevista de marta para Revista Veja:

A senhora saiu do PT ou o PT a deixou antes? Tenho muito orgulho de ter ajudado a fundar o PT. Acreditei, me envolvi, trabalhei décadas, com dedicação total. Saio do PT porque, simplesmente, não é o partido que ajudei a criar. O PT se distanciou dos seus princípios éticos, das suas bases e de seus ideais. Dessa forma traiu milhões de eleitores e simpatizantes. Eu sou mais uma entre as pessoas que se decepcionaram com o PT e não enxergam a possibilidade de o partido retomar sua essência. Respondendo a sua pergunta, estou segura de que meus princípios nunca mudaram, são os mesmos da fundação do PT, os mesmos com os quais criei os meus três filhos. Agora tenho um desafio, o desafio do novo. Quero ter um projeto para o meu país. Um projeto em que acredite. É isso que eu vou buscar.

O que mais pesou na sua decisão? O componente ético é muito forte. A decepção foi tremenda. Não foi fácil ver os integrantes da cúpula do partido na prisão. Discordo da maneira pública pela qual eles foram julgados e sentenciados. O processo judicial pode ter sido perfeito, mas a humilhação pública que eles sofreram não se justifica. Por essa razão eu não me manifestei durante o julgamento do mensalão. Mas senti que havia um profundo distanciamento do que nós, petistas, queríamos para o Brasil. Reconheço o muito que já se fez em termos de diminuição da pobreza e do aumento da mobilidade social. Mas eu percebo também que a cúpula se fechou e, cercada por interesses corporativistas de certos movimentos sociais e sindicalistas, trabalha apenas para se manter no poder. O PT não tem mais projeto para o Brasil. Se não recuperar seus princípios éticos, da fundação, não voltar às suas bases, se ficar só no corporativismo, o PT vai virar uma pequena agremiação. Teria chance se fosse no caminho oposto, mantendo sua base social, mas incorporando uma classe média que ele mesmo ajudou a criar. Mas, se você perguntar se o PT fará o que é preciso para se salvar, minha é resposta é não.

Houve uma gota d'água? A escolha do Fernando Haddad para ser candidato à prefeitura de São Paulo, em 2012, foi muito difícil para mim. Mas respirei fundo e fiz campanha para ele. Sei que minha participação foi fundamental para a vitória do Haddad. Antes já tinha sido praticamente abandonada na minha eleição para o Senado. Ganhei com enorme dificuldade. O PT fez campanha muito mais forte para o candidato Netinho do que para mim. Então comecei a pensar no que estava fazendo no PT. Em 2014, meu nome nem foi cogitado para a corrida ao governo de São Paulo, embora eu tivesse 30% das intenções de voto. Aí vem essa avalanche de corrupção. Engoli muita coisa na política. Mas, quando vi que estava em um partido que não tem mais nada a ver comigo, que não luta pelas bandeiras pelas quais eu me bati e que ainda me tolhe as possibilidades - e eu sei que sou boa -, a decisão de sair ficou fácil.
A senhora não viu os sinais da "avalanche de corrupção" no PT? Não, porque eu nunca participei disso. Não tinha a mais leve ideia. Como a maioria dos petistas não tinha também. Se você não estava ali naquela meia dúzia, você não sabia
Quando ficou evidente sua saída, a máquina de destruição de reputações do partido começou a agir com a acusação de que a senhora, uma aristocrata, nunca foi realmente do PT. Isso magoa?Essas pessoas nunca estiveram na minha pele. Dei ao PT uma cara de classe média palatável. Isso abriu outro horizonte, com a adesão de uma classe média que não se identificava com o sindicalismo. Se não posso dizer que a inventei, tenho certeza de que contribuí muito para a modernidade do PT. Esse tipo de crítica não me afeta.


A senhora teve um papel de destaque no "Volta, Lula", movimento para afastar Dilma e lançar como candidato o ex-presidente. Por quê? Eu tinha certeza de que, se a Dilma vencesse, teria um segundo mandato muito difícil, como está sendo efetivamente. Achava que com o Lula teríamos condição de rever com clareza os erros cometidos e, assim, reunir força política para tirar o Brasil daquela situação. A maioria dos deputados e dos senadores preferia a candidatura do Lula pelas mesmas razões que as minhas. Eles só foram mais cuidadosos.

sábado, 25 de abril de 2015

Boa Noite Princesa... Artista promove o encontro das princesas com os monstros dos filmes de terror

O artista contemporâneo Rodolfo Loaiza Ontiveros imaginou o encontro das princesas da Disney com os vilões do cinema, a ideia é ao mesmo tempo simples e brilhante, o que sairá do choque desses dois mundos? Veja abaixo:







quarta-feira, 22 de abril de 2015

3D Sex Villa: O Jogo do Sexo

Jogos eróticos não são exatamente uma novidade o Atari, lá nos anos 1980, já possuía alguns títulos eróticos – seus 2 bits exigiam muita imaginação por parte do jogador. Com o passar do tempo chegamos ao jogo Sex Villa 2 o melhor simulador de sexo já feito.
Basicamente o jogo promete uma relação sexual, igual a qualquer filme, com gráficos em 3D, com o diferencial das personagens podendo ser editados, praticamente qualquer pessoa ou personagem já inventados podem ser editados. Sabe aquela gostosa que nunca aceitou ficar nua? Sex Villa resolve esse problema.
A qualidade é impecável desde a textura da pele, cabelo, emoções no rosto das personagens, tamanho dos seios, quadris, pelos do corpo, anus, vagina e até o suor.
O jogo possui muitas possibilidades incluindo a interação do jogador ou deixar o jogo no automático, a criação de um filme, estilo livre ou com objetivos incluindo os mais variados cenários que vão desde uma praia até ruinas e um castelo.

Fique com algumas fotos para verificar a qualidade do jogo:











sábado, 18 de abril de 2015

Josy Oliveira

Natural de Juiz de Fora esta modelo, modelo e apresentadora conquistou fama após participar do BBB9 desde então Josy vem se dedicando ao projeto musical “No Mínimo 3”  incluindo sucessos da MPB e Pop.
Atualmente Josy comanda o programa “Momento Fitness” na BAND/SP, apresenta-se como DJ em baladas e participa de campanhas publicitárias.
A moça tirou a roupa duas vezes para Playpoy e Paparazzo.
















quarta-feira, 15 de abril de 2015

Números do Datafolha – rejeição a Dilma se mantém em 60% e maioria é a favor do impeachment

Neste domingo, 12 de Abril, tivemos a segunda manifestação contra Dilma, o PT e as esquerdas com número menor que a do dia 15 de março, o marco inaugural que superou todas as expectativas.
O planalto e petistas em geral estão aliviados, o que é muito bom para nós. A primeira manifestação foi catártica, a população tinha um grito preso na garganta e o soltou, desta vez os manifestantes estavam mais focados, muitos já se mostraram indignados e não foram – o que não muda sua opinião.
O planalto está aliviado com a diminuição do número. A primeira manifestação superou todas as expectativas, em eventos como esse, onde marcam um por mês, é natural que o número diminua o que não expressa mudança de opinião. Também é natural que as manifestações se diluam. A primeira foi concentrada nas capitais, esta se espalhou pelas cidades periféricas. Em que me baseio? Na pesquisa Datafolha publicada um dia antes das manifestações:



A boa noticia para a presidente sua rejeição caiu, a má notícia a queda ficou dentro da margem de erro – Em março 62% consideravam seu governo ruim ou péssimo hoje o número é de 60%; em Março 24% consideravam seu governo regular contra 27% em Abril; já aqueles que consideram seu governo bom/ótimo se manteve nos 13%.
Nesta primeira análise percebemos que não houve grandes alterações neste mês: o governo não emplacou seu discurso “quem saiu as ruas foi a elite branca” e as manifestações convocadas por Lula junto a CUT e os supostos “movimentos sociais” não tem mudado a opinião da população, muito menos confundir a população – na sexta-feira Lula convocou o braço mais a esquerda do PT a sair as ruas em todo o país contra o PL da terceirização e falhou miseravelmente.
 Grande parte dos manifestantes pedem o impeachment de Dilma, que os parlamentares insistem em não manifestarem-se favoravelmente, segundo o Datafolha – 63% da população é a favor do Impeachment contra 33% que colocam-se contra e 4% que não sabem.
Segundo estes números até quem considera o governo Dilma Regular é a favor de chuta-la para fora – destes 42% sabem o que acontece se Dilma cair; 29% dizem que quem assume é seu vice (sem informar o nome) e 13% afirmam que Michel Temer irá assumir. Um número grande levando em consideração a complexidade da lei do impeachment.
A pesquisa indica que a maioria da população acredita que Dilma tem alguma relação com a corrupção, caso contrário não haveria a necessidade de pedirem seu impedimento; algo diferente do que aconteceu com o mensalão onde Lula conseguiu descolar seu nome da corrupção, de Zé Dirceu e até mesmo do PT.


Eis que temos a terceira via de pesquisa do Ibope. Se as eleições fossem hoje Aécio Neves venceria Lula com 33% contra 29% dos votos - diferença pequena, é verdade, mas significativa por ser algo inimaginável quatro anos atrás – quando o nome de Aécio surgiu nas primeiras pesquisas presidenciais sofria para se manter nos dois dígitos enquanto Lula era idolatrado.
A mesma pesquisa mostra Marina Silva com 14% e Joaquim Barbosa com 13% - Vemos aqui uma migração do eleitorado de Marina para Aécio (Marina sempre apareceu com 22% de intenções de voto) e Joaquim Barbosa não dá indícios de se candidatar, os votos em Joaquim são votos de pessoas indignadas com a corrupção e dificilmente irão para algum candidato do PT e podem ser muito bem um voto contra o candidato do PT, seja ele quem for.
Vemos aqui um movimento contrario ao ocorrido no Mensalão Lula não consegue desvencilhar seu nome do de Dilma, em duas eleições ele fez muita força para não permitir essa dissociação; o ex-presidente vem perdendo popularidade e, aos poucos, vê Aécio assumir o papel que outrora foi seu o de representante da esperança e da limpeza, sem a rejeição que seu nome tinha antes do século XXI. 

sábado, 11 de abril de 2015

Emergence – Chiaki Kuriyama lança um novo Photobook

Chiaki Kuriyama é uma artista de multitalentos modelo: atriz, cantora e modelo - sempre aclamada e premiada. O que torno o lançamento de seu novo Photobook um evento interessante, dando fim a um hiato de 10 anos.
Explicando: o mercado japonês possui diferenças do brasileiro aqui é muito comum artistas e modelos posarem nuas ou em ensaios sensuais em periódicos que vão desde a VIP até a Playboy; no Japão a coisa funciona um pouco diferente modelos e atrizes posam para fotos de revistas visando a promoção de um trabalho, por sua vez, o aspecto erótico/sensual fica por conta dos Photobooks.
Kuriyama começou sua carreira como modelo, timidamente tornou-se atriz até ser descoberta por Quentin Tarantino no filme “Batalha real” que a escalou em Kill Bill. Sua carreira não foi a mesma, alguns anos atrás ela lançou seu primeiro e até agora único CD “Circus” e agora, aos 30 anos a moça lança um novo livro de fotos.

Quem se lembra dela por “Kill Bill” ou “Azumi 2” pode se surpreender fisicamente ela não está muito diferente porém há uma maturidade em sua face, nas poses e nos novos trabalhos da Chiaki. Fique com algumas fotos de seu novo trabalho:









quarta-feira, 8 de abril de 2015

Aécio Neves se posiciona contra a violação dos direitos humanos na Venezuela

O Senador Aécio Neves, presidente do PSDB, e representante do povo brasileiro participou do “Seminário internacional da América Latina: Desafios e Oportunidades”, realizado em Lima, no Peru, onde apoiou as críticas as violações dos direitos humanos na Venezuela.
O atual presidente venezuelano, Nicolas Maduro, vem prendendo membros da oposição, políticos e cidadãos, incitando seu exército, a frente bolivariana, contra a população e os jovens oprimidos pela situação de pobreza do país – os venezuelanos possuem dinheiro, mas não encontram produtos para comprar devido as políticas de maduro. El presidente afirma estar protegendo seu país e seu povo contra golpistas e imperialistas americanos!
Aécio reuniu-se com Mitzy Capriles Ledezma, esposa do prefeito eleito de Caracas Antonio Ledezma, preso político acusado de conspirar contra o governo de Maduro. Antonio Ledezma foi arrancado de seu gabinete e arrastado pelas ruas pela milícia bolivariana de Maduro – Mitzy foi clara sobre as prisões: “quem se omite é cumplice!”.
Único representante brasileiro no Seminário Aécio ressaltou a importância da pressão internacional para liberação dos presos políticos – abrangem nomes da oposição e estudantes insatisfeitos com seu governo.
A posição do PSDB contra o bolivarianismo torna-se importante pelos movimentos da América Latina onde partidos integrantes do Fórum de São Paulo governam e levam seus países para o buraco com ideias populistas e muita corrupção. Um dos clamores das ruas é o combate ao bolivarianismo que se alastra pelo Brasil.

O senador Aloysio Nunes (PSDB de São Paulo) propôs que a embaixadora brasileira em Caracas Maria - Lourdes Urbaneja fosse convocada para explicar sua omissão diplomática as violações dos direitos humanos. O planalto não levou a ideia para frente, e provavelmente não irá uma vez que o PT é aliado político de Maduro. O importante é que a oposição começa a agir como aposição.

sábado, 4 de abril de 2015

Enquete: Qual o melhor presidente da Nova República?

Nova república é o nome do período demarcado pelo fim do governo militar, marcado pela ampla democratização do Brasil, cujo inicio deu-se com a disputa presidencial entre Paulo Maluf (ARENA) e Tancredo Neves (MDB) – disputa vencida por Tancredo que faleceu pouco depois de tomar posse.

Nesta enquete, primeira do gênero aqui no Blog, você pode votar naquele que considera o melhor presidente na nova república:

José sarney



Fernando Collor de Mello






Itamar Franco





Fernando Henrique Cardoso



luiz inácio lula da silva





Dilma Rousseff

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Nathalia Matos

Até os cruzeirenses vão gritar Galo!!!

A Nathalia apareceu aqui no Blog no post “Duelo Mineiro” como musa do galo, digladiando com a musa do cruzeiro, porém a beleza da moça é tão hipnotizante que seria praticamente impossível esquece-la em um post do blog, ela merece o destaque, por isso ei-la como gata do mês de Abril.
Natural de Minas Gerais Nathalia foi musa do galo no concurso de beleza “Belas da Torcida”, participou de campanhas publicitárias, fez ensaios e disputou outro concurso de beleza o “Miss Bumbum Brasil”, recebendo o título honorário de injustiçada após não ter vencido o concurso. Estamos aqui para reparar essa injustiça e apresenta-la para você, leitor.
No momento a bela trabalha realizando ensaios e eventos, mas também cursa a faculdade de direito, a qual ela define como seu maior desafio. A moça afirma detestar injustiça, e afirma que seu maior sonho é “ser realizada profissionalmente”.
Nathalia afirma que entre quatro paredes vale tudo, mas é reservada quanto a suas preferências, mesmo assim nós mostramos os caminhos das pedras. Ao ser questionada sobre o que um homem precisa fazer para conquista-la Nathalia responde: “Ter atitude, ser extrovertido, ter pegada, estar ao meu lado em todos os momentos e me ajudar”; ela complementa sobre o seu tipo de homem preferido: “alto e forte, homem tem que me proteger”.























Perfil:
Altura: 168 cm
Busto: 96 cm
Cintura: 69 cm
Quadril: 106 cm



"Os Deuses Mortos" Sete Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...