sábado, 18 de julho de 2015

MM!

Não, este anime não é sobre uma marca de chocolates, mas sim uma das produções mais divertidas dos últimos anos cujo mérito consiste em equilibrar clichês e situações inusitadas na medida certa regado com muito humor. Começando pelo nome “MM” refere ao masoquismo da personagem principal.
Tudo começa quando Sado Taro (uma clara referência ao Marquês de Sade) apaixona-se por uma meiga garota, determinado a revelar seu amor ele esbarra em um problema. Sado é masoquista, ele se excita sempre que apanha de uma garota bonita, ficando fora de controle egritando frases como “pise em mim” ou “bata mais” quando percebe que todos estão olhando sofrer com a vergonha.
Aconselhado por um amigo Taro procura o “Segundo Clube Voluntariado” onde sua presidenta a loirinha Isurugi Mio se gaba por realizar qualquer desejo. Longe de ser uma candura de menina Mio é raivosa, grosseira e violenta. A moça não pensa duas vezes antes de descontar sua raiva em Taro (sempre trajando cosplays sexys) um casal perfeito não?
Yuno Arashiko
O clube ainda é composto por Yuno Arashiko, uma menina meiga e tímida com enormes seios, um clichê dos animes que funciona muito bem – eventualmente a moça se permite se divertir e ser imperfeita, diferente das moças de porcelana tão comuns em animes. Yuno tem medo de homens e bate em qualquer um que se aproxime dela. Já deu para imaginar o que acontece, não?
Por falar nisso alguns anos atrás Taro aproximou-se de Yuna, que, assustada bateu nela, o garoto ficou louco implorando para apanhar mais! Foi assim que toda a escola soube de seu segredo. Nos dias de hoje a menina consegue aproximar-se graças a um acordo ela o trata como um cachorro.
O plano de cura da loirinha consiste em espanca-lo até sua vida correr risco, assim seu instinto de sobrevivência iria se sobrepor. Não é necessário dizer que essas sãos as melhores piadas do anime.
Se os protagonistas trazem em si clichês bem claros, possuem características próprias. Comédias românticas apresentam um protagonista meio tarado que apanha de meninas indignadas – Sado Taro não é nada disso, ele não é tarado, não fica procurando garotas para baterem nele, quando acontece ele gosta, diferente de outros protagonistas.
Isurugi Mio é a loira nervosa que esconde sua
Isurugi Mio
“macheza” por detrás de um rosto angelical, porém neste anime a moça é protagonista, diferente de outras produções onde esse tipo de personagem é coadjuvante ou uma personagem de terceiro escalão. Outra característica são suas formas retas, para não dizer peito pequeno, um motivo a mais para a moça descer a lenha em quem repare.
Yuno Arashiko – aparentemente mais um clichê dos animes: a menina meiga e tímida de rosto angelical e peituda. Diferente do que estamos acostumados Yuno não é perfeita, ela é quieta por ter medo de homens, ela não é perfeita, com o tempo ela vai se soltando e protagoniza alguns dos momentos mais dramáticos do anime.
MM! Começou como Light Novel publicado entre Fevereiro de 2007 a Abril de 2011; foi transformado em Mangá no ano de 2008 publicado pela Monthly Comic Alive em quatro volumes; o mangá foi produzido pela Xebec, exibido na televisão japonesa entre 02 de Outubro de 2010 a 18 de Dezembro de 2010 somando 12 episódios.
Gostou da resenha? Quer assistir “MM!” veja no animetube aqui



Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Sete Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...