sábado, 8 de agosto de 2015

“Lula é minha anta”



 Antes que alguém relinche de raiva o título entre aspas deste post remete ao livro de mesmo nome publicado por Diogo Mainardi em 2007 pouco depois da reeleição de Lula e o escândalo de mensalão.
A anta do titulo refere-se ao animal e não ao adjetivo pejorativo – a anta é um bicho muito difícil de ser capturado o que comprovou-se com o mensalão, Zé Dirceu entrou para a história como o mentor do esquema de corrupção e Lula como um pobre coitado enganado por quem confiava.
Nesta semana nosso amigo Zé Dirceu foi preso novamente, desta vez pela nova fase da Operação lava a jato intitulada “Pixuleco” – pala usada por Dirceu para representar o pagamento de propina.
O motivo da prisão: Fernando Moura era o operador de Dirceu dentro do Petrobras, o que significa dizer que recolhia propina em nome do ex-ministro, em delação premiada Moura assumiu receber 5.3 milhões de reais em propina o dinheiro foi lavado com um contrato de consultoria.
Quando Dirceu teve seus direitos políticos caçados o mesmo tornou-se consultor dando palestras e intermediando negócios entre órgãos públicos e empresários. Quando foi preso Dirceu recebeu auxílio de militantes anônimos e famosos como: José de Abreu (ator); Luis Carlos Barreto (diretor de Lula o Filho do Brasil); José Roberto Batochio (ex-presidente da OAB) e Fernando Morais (escritor) juntos arrecadaram a bagatela de R$ 971.128 exigidos pela justiça como multa por seus crimes. Nenhum deles sabia que Dirceu estava milionário com as propinas da Petrobrás.
Zé Dirceu sendo preso
Dirceu almejava a presidência da república, toda sua carreira política foi voltada para este objetivo, como ministro da fazendo de Lula Dirceu esperava, realizava acordos e pagava o mensalão na esperança de ser o escolhido. O escândalo acabou com suas chances e sua carreira. Dirceu era o paladino da justiça, como deputado federal lutava contra a corrupção, como político era o guerreiro do povo brasileiro. Hoje é um presidiário.
Em sua primeira prisão Dirceu ficou calado, após meses recluso na papuda, imaginando recobrar o prestígio partidário ou encontrar a gratidão de companheiros pelos serviços prestados Dirceu assumiu o discurso de que o mensalão nunca existiu e ele era um preso político. Ao sair da cadeia Dirceu conheceu o isolamento, são cada vez mais raras as visitas e seu prestígio se foi.
É muito provável que Dirceu receba uma proposta de delação premiada, como vem acontecendo com os presos, o que tira o sono de Lula, como Dirceu ocupava um cargo alto na época que recebeu a propina da Petrobras restam poucas pessoas a serem delatadas, na época do governo acima dele só Lula.
Dirceu não é mais réu primário e tem uma filha de quatro anos o que pode favorecer uma delação, por sua vez “delatar” não condiz com sua personalidade e é nisso que o PT aposta, recentemente o partido jogou seu fundador aos leões não emitindo uma única nota em solidariedade ao companheiro.
Outra armadilha para antas armada pelos investigadores da lava jato são os empreiteiros presos, a revista Veja de 29 de Julho de 2015 trouxe na matéria de capa a confidência de Lula a seus amigos próximos de que: “julgava impossível a prisão de Marcelo Oderbrecht. Ela ocorreu. Achava altamente improvável que Ricardo Pessoa, dono da UTC, recorresse à delação premiada. Pessoa virou delator”. O próximo a falar deve ser Léo Pinheiro operador da empreiteira OAS e amigo de Lula.
Assustado com as prisões de seus colegas empreiteiros, vendo que o Planalto não consegue barrar as investigações, nem livrar os executivos da cadeia Leo Pinheiro pondera aceitar o acordo de delação, mais uma vez citando a Veja: “Leo Pinheiro autorizou seus advogados a negociar com o Ministério Público Federal um acordo de colaboração. As conversas estão em curso e o cardápio sobre a mesa. Com medo de voltar à cadeia, depois de passar seis meses preso em Curitiba, Pinheiro prometeu fornecer provas de que Lula patrocinou o esquema de corrupção na Petrobras, exatamente como afirma o doleiro Alberto Yourssef em depoimento no ano passado”.
Em 23 de Maio este blog noticiou que Lula estava preocupado com o acordo de delação premiada assinada por Ricardo Pessoa, um dos principais empreiteiros do esquema, que fora ameaçado na cadeia por cartas de teor infantil.
Em 24 de Junho noticiamos que a prisão de Marcelo Oderbrecht aproximava a investigação de Lula e envolvia Zé Dirceu no esquema, este foi preso essa semana. E agora Leo Pinheiro fará o acordo e entregará seu amigo? Zé Dirceu repetirá o silêncio de sua ultima prisão? Marcelo Oderbrecht vai ficar em silêncio?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Sete Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...