VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

sábado, 12 de setembro de 2015

Elizabeth Kaitan em Três Filmes



Não é a primeira vez que falamos de Elizabeth Kaitan aqui no Blog uma das atrizes mais lindas da indústria B.Quem ia as locadoras nos anos 1980 e 1990 se deparava com a moça em produções de terror ou na série de filmes “Loucademia de Mulheres”. Aqui no Blog ela foi destaque no marcador “Screan Queens”.
Esse post é para comentar três de seus filmes menos conhecidos são produções que vieram diretamente para o mercado de VHS ou foram exibidas no finado “Cine Band Privé” que agora você vai ter a chance de (re)ver.
Mas antes um pouco sobre nossa musa natural da Hungria Elizabeth migrou para Manhattan aos oito anos junto com sua mãe onde criou-se com o sonho de ser atriz, na adolescência e aos 18 participou de sua primeira audição com a ambição de se tornar atriz.
Sua beleza não passou despercebida e a moça tornou-se modelo em Nova Iorque enquanto estudava para ser atriz posteriormente tornaria uma das grandes musas do terror oitentista.

Slave Girls from Beyond Infinity (1987)


Lançado em VHS como “Rebelião das Galáxias” Elizabeth vive Daria prisioneira de um planeta escravagista que consegue escapar juntamente a uma companheira. Durante a fuga sua nave cai em um planeta desconhecido.
Agora livres as duas garotas preparam-se para uma vida boa e justa, ou é o que elas pensam, nesse planeta elas são aprisionadas por Zed cujo passatempo é organizar caçadas humanas. Adivinhou as duas garotas serão caçadas por homens cruéis munidos de armas perigosas e criaturas bizarras.
“Slave Girls from Beyond Infinity” mistura garotas de biquíni, monstros e um vilão sádico. Coisas que só um filme B pode oferecer.


 Petticoat Planet (1996)


Lançado em VHS como “Rápida no Gatilho” essa comédia provavelmente passou despercebida e quem encontrou o VHS ou o filme passando na TV ignorou por completo. Perdeu uma oportunidade de se divertir.
Mais um filme estranho e barato, porém obrigatório: astronauta perde-se no espaço e cai em um planeta idêntico ao velho oeste americano com uma diferença não existem homens nesse mundo. Imagine um Western onde todas as personagens duronas são mulheres.
Sem saber de nada o pobre astronauta é preso, ninguém acredita que ele caiu do céu, no velho oeste não existiam essas tecnologias, certo? – quem irá julgar o destino do rapaz é a prefeita, sim ela mesmo Elizabeth Kaitan, uma mulher puritana que odeia os homens, até ficar sozinha com um deles.
A cidade possui dois poderes a prefeita e a xerife duas grandes amigas (a as vezes amantes), por isso mesmo um local pacífico, pois bem a presença de um homem promove a discórdia entre as duas a xerife questiona se o astronauta é mesmo maléfico entrando em atrito com a personagem de Kaitan.

 
Virtual Encounters (1996)


Esse é o único filme realmente erótico os dois anteriores possuem pitadas de erotismo, Elizabeth interpreta Amy uma garota reprimida que ganha de seu namorado um aparelho de realidade virtual onde a moça pode explorar suas fantasias ocultas e assim ir se liberando (para quem mesmo era o presente?).
Quanto mais Amy usa seu aparelho mais ela percebe que tem leão faminto dentro dela e esse leão não come há dias. Repleto de senas de sexo softh-core se você está atrás de um legítimo filme erótico não perca tempo e baixe esse agora se você prefere produções com toques de erotismo então assista todas e divirta-se com essa atriz que foi sinônimo de pipoca nas décadas passadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Oito Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...