Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Impeachment é aceito e Senador Aloysio Nunes Convoca a população para apoiar o afastamento

Eduardo Cunho pegou a todos de surpresa nessa quarta-feira quando aceitou o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff assinado por Hélio Bicudo, fundador do PT, e encaminhado pela oposição no dia 31 de Outubro Cunha vinha enrolando seu parecer.
Num primeiro momento Cunha negaria o pedido, alguém da oposição contestaria abrindo votação para abertura do processo por maioria simples o destino do mesmo seria decidido. Porém liminares conseguidas pelo PT impediram essa manobra deixando a Cunha a responsabilidade pela escolha.
Em tempo recorde o presidente da Câmara foi investigado por corrupção, vendo-se acuado passou a barganhar com oposição e situação: quem lhe oferecesse mais levaria. Irritado o PSDB afastou-se de Cunha informando que votaria pelo seu afastamento. Tucanos recusaram participar do joguete político, vendo apenas o bem do Brasil eles fizeram oposição a Cunha.
Enquanto isso o Planalto ensaiou um acordo de apoio multo (link aqui), a esperança desaparecia aos poucos. Até hoje o comitê de ética votou hoje pelo afastamento de Cunha, os três petistas votaram contra ele, em resposta Cunha aprovou o pedido de impedimento. Não se enganem Cunha agiu em defesa própria, mas não foi o único motivo.
Semana passada pesquisa Datafolha trouxe que 47% da população não votaria em Lula, o desgaste do ex-presidente do PT foi fundamental. Explico: com Dilma enfraquecida politica e popularmente restava a Lula segurar o rojão, seu plano era voltar vitorioso em 2018, com direito até a um vídeo na academia com trilha sonora de Chico Buarque, escândalos sucessivos e tamanha rejeição enfraqueceram ainda mais o PT.
Os números do Datafolha mostram de o outrora poderoso Lula não passa de uma sombra gravada em uma caverna, ela é apenas uma caricatura. Vejam as tr~es simulações de segundo turno:

Aécio (PSDB) 51%
Lula (PT) 32%
Cenário 2:
Alckmin 45%
Lula 34%
Cenário 3:
Marina (REDE) 52%
Lula (PT) 31%

Se voltarmos mais uma semana no tempo chegamos a convenção do PMDB, onde o partido apresentou uma proposta de governo em oposição as medidas petistas. Embora importante, o PMDB sinalizou que tem um nome e uma proposta de governo para suceder Dilma. Michel Temer.
Segundo a revista Veja de 18/11/15 o vice presidente esperava que o mandato de Dilma seja caçado pelo TSE link, em jantar com o ministro do supremo Gilmar Mendes, Temer ouviu que as provas contra a presidente são muito sólidas e numerosas e seria muito absolve-la, nesse senário a chapa seria caçada. O vice preparou sua defesa consistindo em separar as contas de sua campanha como vice da de Dilma para assim assumir a presidência.
Como disse todos fomos pegos de surpresa, inclusive PT, PMDB e PSDB Michel Temer deve estar aliviado será mais fácil receber a faixa pelo impedimento do que TSE, o PT vem com a mesma ladainha de sempre falando em golpe e elite manipuladora. Evitem entrar em confronto pelo facebook com militantes, é isso que eles querem!
Já o PSDB mostrou-se mais organizado os senadores Aécio Neves e Aloysio Nunes deram ótimos pronunciamentos o primeiro zelando pela
democracia. Alguns podem achar suas palavras suaves demais, porém é importante lembrar que ele é um senador da república e deve agir como tal:
"O  presidente da Câmara dos Deputados tomou uma decisão que lhe cabia. Uma decisão ancorada naquilo que prevê a Constituição. A peça produzida pelos juristas Miguel Reale e Hélio Bicudo é extremamente consistente. Para nós da oposição, qualquer saída para este impasse em que a irresponsabilidade do governo do PT mergulhou o país se dará dentro daquilo que a Constituição determina".
O processo de impeachment é lendo e Dilma deve ter seu direito a defesa preservado, caso contrário nós brasileiros seremos golpistas. Mais uma vez não caiam em provocações petistas. O PT que começou 2015 enfraquecido perde ainda mais, Dilma, Lula e os demais começarão 2016 mais fragilizados é hora de ter paciência e não de sair chutando tudo o poderemos colocar todo o trabalho a perder.
Por fim tivemos a declaração de Aloysio nunes mais firme e pontual, falando direto ao povo brasileiro: “As razões jurídicas são muito fortes, ela
cometeu crime de responsabilidade, atentou contra responsabilidade fiscal e na raiz desse desbarato financeiro está a crise que vivemos hoje: desemprego, inflação, desesperança. Por isso mesmo as razões políticas também estão presentes! A constituição prescreve um remédio. Você vai ver os petistas vão dizer que é golpe. Golpe foi aquele que ela aplicou contra o nosso povo!  Ela e seu antecessor o ex-presidente Lula. A questão vai ser decidida pela câmara dos deputados, sem duvida nenhuma, mas eu não tenho dúvida que é preciso que a pressão das ruas se acentue. Nós não teríamos chegado ao dia de hoje se não tivessem havido as manifestações fantásticas de cidadania que moveram o Brasil. Por isso, meus amigos, não podemos nesse momento esmorecer, pelo contrário é preciso acentuar a pressão para que os deputados federais que vão nesse primeiro momento decidir sobre o impeachment se sintonizem com o sentimento da imensa maioria do povo brasileiro pelo impeachment do povo brasileiro”.

O que vai acontecer: Em até 10 dias será formada uma comissão com representantes de todas as bancadas da câmara para avaliar o processo; abre-se um prazo de 20 dias para a presidente se defender. Ao ouvir a defesa o processo será julgado pela câmara.
A câmara não vota o impeachment e sim o senado, os deputados votarão se o senado pode ou não impedir a presidente, para isso será necessário dois terços dos votos da câmara a favor (342 de 513).
Dila está sendo acusada de crime de responsabilidade, cabe ao senado julga-la (se fosse por crime comum caberia ao supremo tribunal). Chegando no senado Dilma será afastada enquanto o processo for julgado.
No senado Dilma terá direito a defesa, caberá aos senadores impedi-la ou absolve-la no para isso precisaremos que dois terços dos senadores (54 de 81) votem pelo bem do Brasil. Se absolvida Dilma volta ao cargo imediatamente, se condenada Michel Temer assume o país.

Uma vez entendido o processo fica claro nossa função pressionar os políticos, mas da maneira certa, pacificamente e sem ofensas pessoais ou criticas descabidas como pedido de intervenção militar ou tortura para petistas. Temos que fazer valer a democracia.  

   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...