Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Akeno Himejima

Dentro do universo de “DxD” temos um típico colégio japonês sendo utilizado como base de operações para os demônios do clã Gremory a fim de manter esse disfarce os mesmos se disfarçam como alunos. Os humanos não percebem, pelo contrário admiram os capetas.
As duas garotas mais populares e desejadas do anime são Rias Gremory e Akeno Himejima, existindo muita discussão dentre os alunos sobre qual é a número 1! O mesmo ocorre entre os fãs do anime resultando na alta popularidade da Akeno. Esse post é dedicado a ela.
A primeira temporada é injusta com a musa desse tópico, Akeno é apresentada como a rainha de Rias – cada demônio deve criar um pequeno exército atribuindo a cada novo demônio uma peça do xadrez – ficamos sabendo apenas que ela é muito poderosa e muito sádica. Por isso vamos pular diretamente para outras duas temporadas “New” e “Born” a partir do próximo parágrafo o post contará com alguns spoilers, nada que estrague sua diversão.

Antes de tornar-se um demônio Akena foi um híbrido – sua mãe, uma sacerdotisa, que encontrou um homem muito ferido e cuidou dele, Barakiel, um anjo caído, os dois apaixonam-se e dessa relação proibida nasce Akeno.
Anjos caídos são anjos que se revoltaram contra deus, uma sacerdotisa é uma mulher que devota sua vida a religião xintoísta, como se não bastasse Akeno nasceu fora do casamento – seu pai passava longos períodos fora, mas compensava sua ausência com muito amor.
Akeno e sua mãe sofriam com a perseguição de ignorantes, pessoas que não aceitavam essa relação em uma dessas perseguições sua mãe acabou morta. Barakiel estava em uma missão de anjo caído e não pode ajuda-la, Akeno (uma criança) jamais o perdoou, ela abandonou o sobrenome do pai e
Akeno mostra suas asas mestiças
escondeu suas asas da vista de todas.
Como se pode imaginar uma criança sem lar, sem família e odiada por todos não teve vida longa. As vésperas de sua morte ela foi encontrada por Rias Gremory, também uma criança, essa lhe ofereceu um acordo: Akeno tornar-se-ia um demônio e viveria por ela ou morreria na neve. Para nossa felicidade ela disse sim.
Akeno e Rias crescem como irmãs, durante a primeira temporada, quando Rias é prometida a Phoenix, Akeno foi a única a perceber a tristeza de sua amiga. Sua mestra não permite uma aproximação maior, mesmo assim chama Akeno de “minha melhor amiga” todos nós sabemos que Rias Gremory faz de tudo para não preocupar seus servos.
Quando Rias começou a se apaixonar por Issei quem foi a primeira pessoa a perceber? Bingo! A princesa carmesim abraça o garoto e Akeno percebe que aquele abraço era diferente. Mais ninguém notou, mesmos os espectadores, muitos só sacaram pela reação de Akeno, as duas são quase irmãs o que permite algumas liberdades e confidências. Falaremos mais para frente.
Quando Asia Argento foi sequestrada por anjos caído Issei disse odiá-los, foi uma anja caída que o seduziu e matou, no mesmo episódio outro anjo caído tentou mata-lo, e ainda um grupo de anjos caídos renegados mataram Asia, a garota que ele jurou proteger, dá para entender porque ele os odeia.
Ao final da primeira temporada Akeno começa a reconhecer Issei como um homem de valor, o garoto simplesmente invade o inferno e desafia um demônio para sair na mão, ele merece tanta atenção. A façanha custou caro Issei vendeu seu braço direito ao dragão que vive nele em troca de poder. Quem foi designada para ajuda-lo?
O braço direito de Issei pertence a um dragão, mudando sua aparência, Akeno absorve todo o poder excessivo do dragão devolvendo a aparência normal ao rapaz. Estamos falando de uma mulher sensual e sádica. Para tanto ela fica seminua e chupa o dedo de Issei, muito para deixa-lo envergonhado.
Com o desenrolar da trama Akeno percebe que Issei é um homem de valor, apesar de ser um tarado e meio idiota o rapaz é integro e confiável. Além disso ele defende todas as mulheres do grupo da mesma maneira. Lentamente ela se apaixona. A primeira pessoa a perceber é Rias, claro.
Akeno encontrou-se com dois problemas: o homem que ela ama é amado por sua melhor amiga e superior e o mesmo odeia anjos caídos. Durante uma batalha um inimigo diz conhecer o pai dela, Akeno fica furiosa “não me confunda com ele” percebemos muito rancor e dor em sua voz, Issei a defendeu, mesmo sem saber do que se tratava.
Após a batalha Issei pergunta a Akeno, o humor habitual dela muda seu sorriso constante e ar malicioso transforma-se em vergonha, ela conta sua história afirmando que aceitou ser um demônio para não ostentar mais asas negras de anjo. Então ela revela o resultado de sua conversão mesmo como demônio ela segue sendo um híbrido ostentando asas de demônios e anjos, perguntado se agora que sabe a verdade Issei a odeia por ser um anjo caído.   
O rapaz afirma odiar anjos caídos, o que entristece Akeno, mas é incapaz de odiá-la, pelo contrário ele gosta muito dela, independente de quem seja seu pai. Um dos problemas estava resolvido, faltava o outro. As suspeitas de Rias crescem e Akeno tem uma ideia brilhante propõe a Isei serem amantes, Rias nunca pode saber, infelizmente seus planos são arruinados quando a princesa carmesim os pega em flagrante.
Tendo seu plano descoberto Akeno parte para o ataque direto seduzindo o “pobre” Isei a todo o momento, na frente de Rias pedindo o garoto “emprestado” – aprenderam né? Se estiverem de olho no(a) namorado(a) de seu(sua) amigo(a) nada de fazer escondido seduza na cara dura pelo menos você nunca será acusado de ser sínico(a).
Como boa sádica Akeno diverte-se com as brigas contra Rias, a capeta de cabelo vermelho fica furiosa, já Akeno adora irrita-la e muitas vezes dá em cima de Issei apenas para provocar sua amiga. As duas são como irmãs e fica claro que Akeno nunca faria nada para magoar Rias.
A coisa muda de figura em um episódio quando Akeno pede Issei emprestado, Rias percebe que sua amiga falara sério e permite que os dois se encontrem. Nesse dias vemos outra faceta da garota. Meiga e delicada, Issei fica balançado. O encontro foi motivado por uma briga entre Akeno e seu pai e a rainha estava confusa.
A melhor maneira de terminar um encontro é na cama e Akeno, que não é virgem e nem boba, leva Issei para o quarto, esse percebe que havia algo de errado. Ela tenta resolver suas mágoas com o sexo e Issei tenta consola-la. A afeição e carinho do rapaz despertam memórias de Akeno:
Ela lembra-se de como seu pai brincava com ela e como ele e como amava sua mãe. Percebendo que o assassinato de sua mãe não foi culpa de seu pai, mesmo sabendo ela nunca conseguiu admitir. Não até aquele momento.
Depois do falecimento de sua mãe Akeno nunca se deu bem com seu pai, no ultimo encontro ela afirmou que suas roupas de sacerdotisa significavam que ela não tinha pai e o expulsou de sua frente. Barakiel não disse nada, apenas levantou-se em silêncio, engolindo sua tristeza.
Após sua epifania Akeno leva um bento (a marmita japonesa) para Barakiel dizendo que fez para ele comer na viajem de volta. E despede-se com um sorriso no rosto. No caminho o anjo descobre que Akeno preparou um bento idêntico ao que sua mãe fazia. Ficou claro que ela estava arrependida e tentava uma conciliação, a qual fez seu pai ficar muito feliz.

A personalidade de Akeno

Akeno possui muitas facetas, assim como qualquer pessoa essas facetas diferentes compõe sua
personalidade. Ela é uma japonesa tradicional é elegante delicada no andar, sutil e discreta, adora cozinhar e alimenta todos do grupo. Quando não está de uniforme ela veste sua roupa de sacerdotisa e nas festas usa quimono e não vestidos longos.
Por detrás de sua aparência existe uma sádica, o sorriso gentil que ostenta publicamente é substituído pelo libidinoso. Lutar a excita e derrotar um oponente é como ter um orgasmo. Vocês já perceberam como ela lambe os dedos ao término de um ataque?
Sua sexualização esconde uma garota frágil e machucada, seu passado e identidade mestiça não são aceitas e ela os encobre. Tudo aquilo que é oculto uma hora volta e mais forte, é a gentileza de Issei e o acolhimento de Rias que a fazem se lembrar do carinho e amor de seu pai.
Como eu disse cada facete é um pedaço de sua personalidade, ela não é sádica por ter um passado triste ela é sádica e possui marcas do passado. Uma de suas diversões é seduzir e provocar seus amigos com comentários ou ações, não de forma maldosa, pelo contrário a garota ama muito seus companheiros os considerando parte de sua família e mesmo tendo muito tesão por Issei nunca o roubaria de Rias, pois sabe que ele ficaria muito triste. Agora se o rapaz decidir por vontade própria ela não tem nada a ver com isso. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...