Oito Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

K-On



K-On significa música leve e “leve” é a melhor palavra para descrever esse anime: cinco amigas reúnem-se todos os dias na sala de música para tomar chá, conversar, se divertir e as vezes ensaiar. Divertido e simpático é simplesmente impossível não gostar de K-On.

Como um bom grupo cada membro tem sua importância e suas características, no caso de k-On os instrumentos ajudam a demonstrar a personalidade de cada integrante. Baseado em mangá homônimo conta com duas temporadas: “K-On” com 12 episódios e um extra; “K-On!!” com 26 episódios e um filme exibido nos cinemas japoneses.

A história começa com as amigas Ritsu Tainaka e Mio Akiyama a primeira convence sua amiga a criar uma banda de música pop/rock e vê no colegial sua chance – no Japão as escolas possuem clubes dos mais diversos timos e Ritsu, sabendo da existência de um clube de música, convence sua amiga a se inscrever. Porém o clube estava desativado por falta de membros.

Os últimos membros do clube se formaram, sem ninguém para dar continuidade. Ritsu anima-se essa era sua chance de montar a banda e ser a presidente do clube de uma só tacada. Só depois ela ficou sabendo que clubes com menos de quatro membros são desativados. Correndo contra o tempo ela precisa de mais duas integrantes.

É nesse momento que surge Tsumugi Kotobuki, simplesmente Mugi, a loirinha herdeira de milionários é gentil e meiga, ao conhecer Mio e Ritsu ela anima-se com as brigas dela e diverte-se indo a lanchonete ou fazer compras em lojas de conveniências – coisas normais mas que ela nunca tinha feito antes.

Sem que elas soubessem Yui Hirasawa, outra menina meiga e bonitinha, porém desastrada, avoada e por que não burrinha? A menina se preocupa em encontrar um sentido para sua vida – até então ela limitou-se a dormir e comer. Yui entra no K-On por dois motivos: 1) para tomar chá e comer bolo; 2) ela achou que música leve seria música fácil de tocar (ela pensou em assobiar). Deu para entender sua personalidade?

Mio e Ritsu
Uma vez formada a banda o que elas fazem? Ensaiar? Não se divertir. Essa é a temática do anime a vida deve ser divertida e vivida com os amigos, as quatro passam suas tardes bebendo chá e comendo bolo, todos trazidos pela Mugi, futuramente ela revela que seu jogo de chá pertenceu à família real da Bélgica.

Claro que um anime protagonizado por uma banda tem música, mesmo elas não ensaiando, tem como ponto auto a música, algumas ganhando clipes musicais. Você se sente como se tivesse vendo uma banda de verdade e não um anime. As garotas se juntam para comprar instrumentos, tocam nos festivais escolares e momento especiais, saem em viagens de férias, fazem guerra de travesseiros. A maioria dos episódios mostra seu cotidiano como viagens e conversas.

Com o passar dos episódios vemos é Yui aprendendo a tocar guitarra, mesmo sem saber os comandos básicos ou nome dos movimento, Mio tentando por ordem na casa e sendo constantemente atormentada por Ritsu, que adora assustar sua amiga de infância, e Mugi vivendo no mundo da lua aproveitando a amizade de suas amigas. Uma das imagens mais clássica é um sofá onde as meninas colocam suas mochilas, uma do lado da outra, representando a amizade delas.

Na metade da primeira temporada começa um novo ano escolar e Azusa Nakano entra no colégio, filha de músicos profissionais a menina é uma expert e encanta-se ao ouvir as meninas tocando na cerimônia de abertura das aulas e entra para o clube, mas decepciona-se ao ver que elas ficam mais tempo comendo bolo do que ensaiando. Dona de personalidade forte ela não admite a situação, com o tempo entende que K-On é sobre amizade a música, mesmo sendo importante, está em segundo plano. Com o tempo ela se solta e acaba virando a mascote do grupo.

Um membro importante do grupo é a professora de música Sawako linda, gentil e admirada pelas alunas ela torna-se responsável pelas alunas após ser chantageada por Ritsu. No passado foi membro do K-On que tinha uma banda de Black Metal, tudo para conquistar um garoto que admira mulheres selvagens, porém ela exagerou. Uma vez relaxada Sawako se revela desleixada e manipuladora. Seu hobbie é fazer roupas para as apresentações, com um prazer especial em constranger Mio – a menina se diz torturada por sua professora e amigas.

Temos em K-On a maior concentração de meninas fofas por metro quadrado dos animes, se prestarem atenção vão perceber que não existem homens no anime, os poucos são coadjuvantes e raramente dão as caras, isso porque as protagonistas foram pensadas para serem meninas perfeitas (meigas e delicadas) sem namorados ou interesses amorosos sua amizade pode ser explorada a fundo. Em nenhum momento vemos elas competindo ou seduzindo. O que não impediu fãs japoneses de namorarem as protagonistas passeando pelas ruas de Tóquio com réplicas das garotas.

K-on relata o universo feminino e foi feito pensando nas garotas, porém a maioria dos fãs são homens. Em suma K-On é recomendado para todos os gêneros e todas as idades. Como eu disse impossível não gostar.



A Banda

 

"Don´t say ‘Lazy’"
Se o clube é feito no improviso a banda não poderia ser diferente, as vésperas da primeira apresentação as meninas (ainda sem Azusa) se dão conta de que não tem uma vocalista, aliás sua música não tem letra!

Mio escreve as pressas uma letra bonitinha que Yui se prontifica a cantar, temos ai um problema a menina não consegue tocar guitarra e cantar ao mesmo temo (falei que o miolinho dela não funciona) ela se dedica, ensaia a exaustão e... fica rouca, não podendo cantar.

Sem escolha Mio torna-se a vocalista, a menina é super tímida, detesta chamar a atenção, chega ao ponto de tocar baixo por ser um instrumento discreto. Ela é obrigada a cantar, futuramente Yui torna-se a vocalista, cantando os temas de encerramento.

No final da temporada as meninas preparam-se para outra apresentação quando descobrem que sua banda não possui nome!! Elas não se preocupam com detalhes. Após discussão Sawako batiza o grupo como “Hora do Chá Depois da Escola” abreviado em HTT (Ho-Kago Tea Time) tudo haver com elas.

O mais legal é que a banda existe as dubladoras se reúnem para fazer shows e lançarem singles e CDs. As duas músicas da primeira temporada: “Cagayake! Girls” tema de abertura cantado por Yui e “Don´t say ‘Lazy’” encerramento cantada por Mio foram lançadas comercialmente a primeira canção foi a quarta música mais tocada no Japão enquanto o encerramento ficou em segundo lugar. O próximo lançamento foi “Fuwa fuwa Time” alcançando a terceira colocação mas mais tocadas.

Com as cinco integrantes o grupo lançou seu primeiro CD “Ho-Kago Tea Time” alcançando o primeiro lugar nas vendas – HTT foi a primeira banda de animes a atingir esse feito. Fora a venda dos CDs duas músicas atingiram o primeiro lugar no país “No, Thank you” e “Utauyo!! Miracle”.



Personagens



Yui

Primeira guitarra e Vocalista

Não existe uma protagonista em K-On, mas Yui se destaca como líder da banda devido ao seu entusiasmo, é difícil descreve-la preguiçosa, distraída, atrapalhada a menina consegue esquecer os acordes que acabou de aprender, tem dificuldades em tocar e cantar ao mesmo tempo, isso quando não esquece a letra e/ou o acorde, ao mesmo tempo é muito talentosa e dedicada, enquanto todos estão dormindo ela ensaia. Um pouco infantil ela batiza sua guitarra de “Guita” dormindo com a guitarra e a vestindo com suas roupas! Ela canta os temos de abertura.

A guitarra é um instrumento estridente e chamativo, assim como Yui que se destaca no palco e no cotidiano, animada ela dá o algo a amais ao anime.



Mio

Baixio e vocal

Em um anime repleto de meninas meigas Mio se destaca sendo a mais fofinha delas séria cobra mais ensaios de suas colegas, enquanto todas tomam chá ela compõe músicas. Mio é tímida e medrosa, ela tem medo de quase tudo histórias assustadoras, músicas pesadas, coisas feias e estranhas, ela chega a ter medo de lagosta e cracas! Como não poderia deixar de ser ela é constantemente atormentada por Ritsu que lhe contas histórias assustadoras e por sua professora que adora vesti-la como empregada e outros fetiches. Mio possui seu próprio fã clube.

O baixo é um som constante que faz o fundo musical é um instrumento discreto tal qual Mio que tenta ficar invisível, K-On não seria o mesmo sem ela, a personagem preferida da maioria dos fãs.



Ritsu

Bateria

O HTT não existira sem ela, foi a garota quem teve a ideia de criar a banda e reabriu o clube de música. Deixando isso de lado Ritsu é hiperativa, desleixada, irresponsável, ciumenta e chantagista. Ela não hesita em manipular as pessoas além de ser um desastre como presidente do clube sempre se esquecendo de reservar o auditório e fugindo dos ensaios. Amiga de infância de Mio se diverte atormentando a garota e quase sempre apanha para entrar na linha. Na verdade ela ama sua amiga e sente muito ciúmes dela.

A bateria dá o ritmo à música, assim como Ritsu agitada ela é espivetada dando ritmo aos episódios sempre com alguma ideia. Discrição não faz parte de seu vocabulário.



Mugi

Teclado

Uma verdadeira princesa, delicada, adora cozinhar e preparar chás, filha de um rico empresário a garota sempre viveu em um mundo aparte, protegida pelos pais ela nunca fez coisas comuns a todos como ir ao Mc Donald´s! Inicialmente Mugi se juntaria ao coral da escola, mas ao ver Mio e Ritsu discutindo ela se divertiu e percebeu que estava perdendo uma parte importante da vida. Um dos seus maiores prazeres no K-On foi poder pechinchar pela primeira vez. Ela não consegue entender a relação que suas amigas tem com o dinheiro.

O teclado é um instrumento sutil e versátil assim como Mugi a menina será a perfeita esposa, uma dona de casa meiga e bonitinha, ao tempo que aprende o prazer de fazer bagunça irresponsável. Aprendido com Yui e Ritsu.



Azusa

Segunda Guitarra

O membro mais novo do HTT ela foi adotada como mascote das meninas, Sawako a faz usar orelhas de gato e Yui a apelida de Azu-Nyan (algo como Azu-Miau) sofrendo como as demonstrações de carinho de Yui. Inicialmente fica decepcionada com a atitude das meninas, em especial com o total desconhecimento da teoria musical por parte de Yui ela quase abandona o grupo, mas ao ver como as meninas eram amigas e reparar nas mochilas delas, uma do lado da outra sobre o sofá, Azusa decide entrar no grupo e relaxar um pouco.

A segunda guitarra aparece menos do que a primeira, Azusa é a melhor música das cinco, mas aceita ficar atrás de Yui devido a hierarquia pela idade, a estridência do instrumento pode ser vista em sua personalidade forte. Com o tempo ela se solta e mesmo sem admitir é a que mais se diverte cabulando os ensaios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Oito Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...