sábado, 12 de março de 2016

Piece

No post dedicado a atriz japonesa Tsubasa Honda resumi três trabalhos feitos por ela para a televisão, um desses era o drama “Piece” tema desse post – uma produção difícil de se definir por transitar entre gêneros alternando entre o drama, romance e mistério. Um verdadeiro quebra-cabeças que se convida a ser solucionado.
Vamos por partes, para aqueles que não estão acostumados, “Drama” (você também pode encontrar como J-Drama ou Dorama) são produções em live action para a televisão japonesa – a televisão japonesa se organiza por estações a cada três meses eles anunciam um pacote de programas. Dessa forma os dramas são seriados curtos, em geral com 9 a 13 episódios com uma história fechada. Alguns geram continuações e/ou filmes para a televisão com histórias extras. Alguns chamam os dramas de “novelas japonesas” – no geral são muitos populares e estrelados por atores e atrizes do primeiro escalão japonês e/ou estrelas de outras mídias em transição. “Piece” abrange os dois casos.
Tsubasa Honda
Baseado em um mangá pouco conhecido por aqui “Piece” é protagonizado por Suga Mizuho personagem de Tsubasa Honda, uma estrela nipônica em ascensão – jovem, bonita e talentosa a moça ainda vai ser muito vista. O drama começa com sua personagem descobrindo a traição de seu namorado. Ao contrário do que poderíamos imaginar ela não fica abalada, apenas vai embora triste, é claro, mas longe de estar arrasada. Como desgraça pouca é bobagem na mesma noite ela descobre que uma de suas colegas de classe morreu.
É ai que o drama (literalmente falando) começa no velório de Origuchi Haruka, lá Suga revê rostos conhecidos, uma antiga paixão e a mãe da menina morta que pede para Suga falar de sua filha. Aparentemente Haruka disse para essa que suga era sua melhor amiga, quando, na realidade, nem se falavam. Aliás Suga sempre viveu fechada em si mesma, descrita como uma “beleza fria” sem conseguir se envolver.
Esse é um dos primeiros sentidos do nome do drama “Piece” ou peça refere-se a uma peça de quebra cabeças que deve ser montado. Como um bom quebra cabeça de mil peças ele possui cenários individuais que se somam num todo. Temos o mistério da morte de Haruka; o porque sua mentira e um relacionamento misterioso; do outro lado temos Suga entendendo o seu passado e sua personalidade; tentando entender a cabeça de Narumi Hikaru (rapaz complicado por quem ela é apaixonada); temos o passado misterioso que Narumi oculta. Outra interpretação complementar: uma analogia aos relacionamentos – estamos sempre em busca de uma peça que se encaixe conosco e num nível mais superficial a estrutura narrativa de “Piece” repleta de idas e vindas no tempo onde o espectador vai encaixando a história ou se perdendo nela. Ufa!
Suga e Narumi
A série é composta de três arcos o primeiro e mais comentado por fãs começa no funeral de Haruka sem a envolver diretamente ambientado mais no passado de Suga (sua época de colégio) uma aluna exemplar que passa os dias com suas amigas, percebemos uma visão romântica da puberdade. Sem se dar conta ela não se encaixa nesse lirismo, embora participe. Suas atenções são atraídas por Narumi o pegador da escola. 
Narumi é difícil de descrever o cara coleciona corações partidos, literalmente passa o rodo nas meninas e logo após transar com elas as dispensa sem dó, questionado sob seus métodos responde: “nunca prometi que seríamos namorados”.  Logo de cara você não vai gostar dele. Com o passar dos episódios acabamos por compreender o rapaz e ficamos ao seu lado.
Suga fica interessada nele, o que a preocupa, ela sabe que sairá machucada, ela sabe que ele não é um homem para se namorar, sabe que não deve se apaixonar por ele e mais. Se tiverem qualquer relação ela será superficial e física. Lógico que ela se apaixona, o que Suga demora para perceber.
Logo na primeira investida Narumi tenta transar com nossa protagonista, que resiste, deixando o rapaz furioso, nesse momento os dois sentem algo que não sabem descrever, não posso dizer que eles se amam ou se apaixonaram pois não seria verdade o que surge é um sentimento verdadeiro e forte, registrado com muita beleza e suavidade. Quanto mais os dois se aproximam mais percebem seus conflitos internos.
Suga sempre foi “a garota certinha”, preocupada com sua imagem e em ser correta, aproximar-se de um cara desses vai contra todas as certezas que ela tem de si mesma, demora, mas ela conclui que está vendo a vida passar por ela. Já Narumi é mais complicado seu passado é um mistério, sua mãe é uma geladeira, quem cuida dele é uma empregada e quanto mais Suga se aproxima mais ele se defende. No que isso vai dar? Assista o drama.
Estamos nos dias atuais, essa viagem ao passado fez com que Suga refletisse ao ponto de concluir que seu namorado a traiu por ela ser fria e distante. Seus momentos juntos nunca foram felizes ou espontâneos. Decidida a mudar e viver a vida a moça volta à casa de Haruka falando com sua mãe decide investigar sua morte - Haruka teve um namorado secreto que sua mãe deseja saber quem é.
Conhecemos Yanai Takashi que fora apaixonado por Haruka sem nunca ter se declarado, ele era o garoto mais popular do colégio, ela sofria bullying diariamente, esse não era o verdadeiro motivo de sua distância, Takashi nunca se importou com frivolidades. Um dia ele ouviu Haruka falando ao telefone com seu namorado e desistiu de corteja-la. Escolha da qual se arrepende até hoje.
Sua paixão, ainda latente, faz com que Takashi ajude Suga a descobrir o namorado secreto de Haruka.
Também conhecemos Setouchi Madoka a aluna mais bonita e, logo, mais popular da escola que namora o melhor amigo de Takashi um cara absolutamente normal. Uma relação que decepcionou muita gente. Ela linda e maravilhosa, ele um qualquer, porém corajoso o suficiente para se declarar. O que seu melhor amigo nunca fez.
Logo após começar seu namoro Madoka passou a receber bilhetes ameaçadores, acreditando que a pessoa que os enviou tenha relação com a morte de Haruka Madoka, Suga e Takashi vão investigar.
Também descobrimos que essa tinha uma relação secreta com um dos professores. Cada pista, por
Muito mistério em torno da morte de Haruka
melhor que seja, leva a outras pistas. Durante a investigação Madoka, Takashi e Suga tornam-se grandes amigos, algo que nossa protagonista nunca teve por se proteger da vida.
Chegamos ao terceiro e ultimo ato, uma pista (que pode ou não ser verdadeira) aponta para Narumi e Suga precisa decidir o que fazer com o que sente por ele, isso envolve aproximar-se e remexer no passado doloroso do rapaz - para se ter uma ideia a mãe de Narumi é psicóloga e usou seu filho em um experimento. O rapaz nunca soube o que é ser amado. Suga começa a entender que pode estar amando ele, mas antes precisa chegar ao fundo do mistério. Não, eu não vou falar qual é.
“Piece” é um excelente drama com bons personagens, todos demasiadamente humanos, com situações bastante reais. A fantasia dá pouco às caras.

Piece foi exibido no Japão nas madrugadas o que lhe garante duas peculiaridades sua longa duração, são treze episódios curtos, com exceção do primeiro cada capítulo tem 25 minutos em média, esse é o maior defeito do drama quando o episódio vai te envolvendo ele acaba, sua duração é muito curta. Recomendo que você o assista aos poucos (no máximo um capítulo ao dia ou um por semana) dessa forma a apreciação da série será melhor, mantendo aquela inquietação gostosa “o que vai acontecer”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Sete Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...