Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Animes são machistas?

Recentemente essa pergunta vem tomando forma em debates feitos na rede. Os fãs de animação japonesa embarcam nessa discussão ainda longe de seu fim. Não pude ficar de fora do debate e vim aqui jogar uma luz sobre a questão.
Primeiro de tudo o que é machismo? Segundo o dicionário machismo é 1. Qualidade, ação ou modos de macho (ser humano ou valentão), macheza; 2. Exagerado senso de orgulho masculino, virilidade agressiva, macheza.
As definições acima não nos levam longe, tentaremos por outro lado, pelo senso comum o que é um machista? Em poucas palavras um homem fraco, que abusa de mulheres para sentir-se mais poderoso, alguém que pratica e defende o abuso contra mulheres e homens considerados frágeis defendendo que estes são seres inferiores.
A grosso modo podemos considerar o machismo como uma lógica - uma defesa via opressão. Muito bem se prestamos atenção na lógica de funcionamento do machismo existe um abuso ou uma agressão verbal/física; a essência dessa lógica encontra-se na fraqueza do homem que para sentir-se viril necessita diminuir e humilhar outras pessoas.
Tendo essa definição podemos perguntar: Os animes são machistas? Algumas pessoas vem defendendo que sim, elas responde olhando para a estética do anime, peguem os animes ecchis por exemplos, aqueles em que personagens femininas ficam sem roupa ou são “bolinadas” pelos homens. Em uma visão superficial sim, esses animes são machistas.
Quem está acostumado aos textos desse blog sabe que eu não me contento com respostas simplórias ou pela metade. O machismo é mais do que uma estética, ele é uma lógica de funcionamento pautada no abuso. Em muitos animes as personagens “abusadas” ou mostradas em situações comprometedoras estão gostando, elas sentem prazer ao explorarem sua sexualidade de maneira peculiar.
Alguns exemplos escolhidos pela inquisição progressista: Highschool of The Dead – um dos animes mais populares do começo do século: alguns alegam que as mulheres são tratadas como objeto. Essas pessoas provavelmente não assistiram ao anime (ou não tiveram a capacidade de aprofundar-se) as mesmas mulheres ditas “objetos” são fortes, muitas vezes mais do que os homens. Elas podem ser fortes e
Highschool of The Dead 
femininas.

são as mulheres que garantem a continuidade do enredo, elas cuidam e protegem os homens, que apaixonados entram na luta contra os zumbis.
Outro caso recente que pode ser citado é DxD onde Rias Gremory e companhia se derretem pelo Issei. O único abuso no anime acontece por parte dos vilões, mostrados como homens e mulheres desprezíveis que sentem prazer em atacar suas vítimas indefesas. Na primeira temporada Asia Argento e o próprio Issei são agredidos pelos vilões (quanto machismo). Alguém pode questionar “as mulheres ficam se jogando em cima do rapaz” sim, porque elas querem. Rias ama Issei e tenta seduzi-lo, o mesmo acontece com Akeno. Elas ficam nuas pois esse é tom do anime o erotismo, todas as mulheres de DxD exploram sua feminilidade sem precisarem sair gritando peladas pela rua.
Outro exemplo em DxD: Rias está prometida ao Fênix, sem poder dizer não ela guarda essa mágoa em seu coração. Issei desafia o demônio para sua amada, com o apoio secreto do irmão de Rias. Mais do que o salvamento o anime trás em seu subtexto a mensagem do direito de escolha. Porém certas pessoas só conseguem ficar na análise superficial, por serem superficiais?
Eu sei que dois exemplos não são suficientes para comprovar ou derrubar uma tese, mas temos que lidar com o espaço do blog que impossibilita a análise de todos os animes. O que posso fazer é voltar ao tema em outro momento. Porém antes de ir precisamos saber quem acusa os animes de serem machistas e por que.
As maioria dos(as) inquisidores(as) são os(as) feministas. mas o que é uma feminista? Partindo da lógica é o oposto de um machista, sabemos (ou deveríamos saber) que os opostos são idênticos, ao avesso, o que isso quer dizer?
Superficialmente machista defende a opressão da mulher, enquanto a feminista defende a liberdade e os direitos da mulher (algo impossível de ser contra). Aprofundando nessa correlação o machista é um fraco, sentindo-se um homem inferior, oprimido pela sua sexualidade, ele se assusta, não sabe o que fazer com seus desejos, como resultado joga a culpa nas mulheres. Quantas belas damas não foram queimadas vivas na idade média acusadas de serem bruxas?
E as feministas? A mesma coisa, sentem-se incomodadas com sua sexualidade, não aceitam sua condição de mulher, sua feminilidade, algumas se odeiam enquanto mulheres, vide como certas femininas se masculinizam (não estou falando de opção sexual). Assustadas e sem saber o que fazer com o fato de serem desejadas, jogam a culpa e a raiva nos homens, aqueles que as desejam.
Essa falsa polêmica envolvendo os animes provém da dificuldade de certas mulheres de lidarem com sua sexualidade como “mulheres desejadas”, elas precisam assumir o comando, colocar-se no lugar ativo (o másculo, segundo a lógica machista) se transformando naquilo que mais odeiam, parafraseando Freud, o desbravador do inconsciente, odiamos as pessoas por mostrarem o que odiamos em nós mesmos. A partir dai enxergam abuso sexual em tudo que existe, inventam uma cultura do estupro, levantam bandeiras e lutam em batalhas inexistentes.

Vou ficando por aqui na esperança de ter esclarecido as ideias de fãs de animação e das pessoas em geral que por ventura lerem meu texto. Deixo um ultimo recado aos leitores: não se sintam intimidados por essas pessoas só porque elas gritam alto. Nos animes existe uma ideologia de prazer, onde as personagens tentam ser felizes e se aceitam como são. Algo que a cegueira ideológica não permite.  

Um comentário:

  1. Ola,
    Sinceramente eu não vejo um caráter machista nos animes, inclusive muitas mulheres bem resolvidas e esclarecidas são mulheres! Inclusive nos próprios animes, como você bem lembrou no texto, várias mulheres são personagens centrais, protagonistas e a questão que envolve a sexualidade já é uma "tendência" que as pessoas que curtem anime já entendem bem. Ou seja, a meu ver a crítica nesse sentido não é fundamentada, apenas realizada por feministas que observam apenas uma cena ou uma fala e já julgam toda obra!

    Abraço.

    Flavio Ribeiro
    www.reusaleatorios.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...