sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Alckmin vai Privatizar as Linhas do Metrô

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin pretende privatizar as linhas 5-Lilás do Metrô e 17-Ouro do Monotrilho, o único comentário a ser feito é "deveria ter privatizado antes". Quem conhece as linhas de metrô de São Paulo percebem as diferenças gritantes dentre a linha 4-Amarela (única privatizada) e todas as outras que vão desde o conforto até a funcionalidade.
A privatização trás muitos ganhos para o público: Qualidade do atendimento, trens dentro do horário, organização interna e, principalmente a linha privatizada é a única que não para em dia de greve, a artimanha mais covarde e suja que uma pessoa pode tomar, usar os populares (pessoas que dependem do transporte para trabalho e cuidados médicos) como reféns.
Existem muitas mentiras a cerca da privatização, a maior delas seria: "a privatização tira o poder do povo", a privatização dá ao usuário o poder via capital, obriga a empresa a lhe promover o melhor serviço. Em outras palavras as leis do mercado impõe a obrigação nas mãos da empresa e o poder nas mão dos usuários.
Mas quem é contra a privatização? Sindicalistas, que desejam manter seus inúmeros direitos e poucas responsabilidades práticas. Algumas perguntas a serem respondidas pelos usuários:
No horário de pico quantos funcionários do metrô estão ajudando a controlar o embarque e desembarque, presando assim pela segurança dos horários?
É proibido vender produtos no metrô quantos funcionários das linhas públicas TRABALHAM monitorando e prevenindo essa prática que incomoda e atrapalha o passageiro?
Na linha amarela não temos esse problema.
Governador de São Paulo Geraldo Alckmin

Alckmin é tão correto que planeja criar um órgão para regulamentar as privatizações, garantindo a melhor transição para funcionários e usuários; também é uma maneira de proteger a população de novas ações dos sindicalistas que podem se valer das greves para manter suas vantagens. Se os trabalhadores quiserem manter seus empregos eles que trabalhem e se dediquem, assim como todos nós, eles não merecem privilégios, apenas a mais justa avaliação. Fonte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Sete Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...