Oito Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Eleições Municipais: O derretimento do PT e a renovação do PSDB ou quem saiu vitorioso?

Por todo o país candidatos do PT amargaram os últimos lugares, o mesmo aconteceu com antigos petistas - como Marta Suplicy, que foi para o PMDB e candidatos que fizeram alianças com o partido da estrela vermelha, o atual prefeito de Curitiba Gustavo Fruet do PDT, que apoiou Dilma e Lula publicamente.
O PT perdeu a prefeitura de São Bernardo do Campo, interior de São Paulo, berço do partido, foi nessa cidade que o partido nasceu e historicamente vem vencendo; o mesmo deu-se em Porto Alegre, reduto tradicionalmente petista.
Indo mais a fundo o PT não teve nenhuma vitória significativa no interior ou periferia da grande São Paulo, pior, viu seu grande rival, o PSDB indo para o segundo turno (em primeiro lugar) em sua casa, o ABC paulista.
Podemos fazer duas avaliações o movimento antipetista e uma vergonha na cara de esquerdistas - o primeiro grupo composto por pessoas enganadas pela propaganda do partido, o segundo grupo por esquerdista que se sentem traídos e procuraram por outros partidos mais a esquerda.
O PMDB também sofreu, partido tradicionalmente cindido, sofre o peso da não aprovação do governo Temer. O partido sofre com seu apoio ao governo petista nos últimos anos e pelos ataques ao governo temer.
Em São Paulo Marta Suplicy não se descolou do PT e foi colada a Temer; já no Rio, onde o PMDB carioca foi a única ala que manteve-se fiel a Dilma - resultado? Não conseguiu emplacar seu candidato.
A esquerda tenta se reorganizar
Enquanto o PT derrete demais partidos, adeptos ao vermelho, tentam ser a nova cara da esquerda, PSOL; PCdoB e REDE tentam ocupar esse lugar. Nessas eleições o partido do Sol conseguiu se destacar.
Sua principal conquista foi a ida ao segundo turno no Rio de janeiro, com chances reais para se eleger o PCdoB ameaçou em Porto Alegre e Rio de Janeiro; por sua vez a REDE de Marina Silva não emplacou.
Esses três partidos estão de olho em 2018 Marina é o principal nome esquerdista para a presidência, mas sem tempo de TV e sem força ela estará muito só,
sua herança petista poderá ser um problema as suas retenções.
Dos esquerdistas Marcelo Freixo deve ser o nome mais fortalecido: Luciana Genro, candidata a presidência pelo PSOL em 2014, largou na frente em Porto Alegre, mas caiu vertiginosamente; o mesmo pode ser dito de Luisa Erundina em São Paulo.No PCdoB Jandir Freghali ou Jandirão, um dos principais nomes pró-Dilma amargou derrota humilhante.
Um minuto de justiça poética Jandira ficou muito atrás de Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro,  grande desafeto de Jandira.
João Dória e a renovação Tucana
O PSDB nasceu de corrente centro esquerda, com o tempo foi apresentando nomes mais "direitos" dentre eles o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, que bancou a candidatura de Dória eleito no primeiro turno.
Por sua vez Aécio vem inovando já a algum tempo, o senador Anastasia e o candidato a prefeito  João Leite são suas "criações", diferente dos postes petistas (Haddad e Dilma) demonstram competência.
Tucanos conseguiram importantes  resultados em Porto Alegre com Nelson Marchezan Jr.; Zenaldo Coutinho em Belém e Firmino Filho de Teresina. 
De todas as mudanças, a mais perigosa, fica com conta do PRB partido da Igreja Universal com fortes nomes em São Paulo e Rio de Janeiro - Russomano confirmou o apelido de Cavalo paraguaio, começa bem e cai na metade; Crivella deveria ganhar ainda no primeiro turno, segundo pesquisas, foi para um segundo turno complicado.
Se o PT veio de uma forte ideologia, a qual tenta impor a força aos brasileiros, a bancada evangélica não é diferente, fazendo leis que favorecem suas igrejas e impondo uma ideologia restrita e perigosa.
Quem saiu ganhando?
Individualmente o grande vencedor dessas eleições foi o Governador de São Paulo Geraldo Alckmin, que de nome descartado vira alternativa para a presidência - Há alguns anos relegado a um político regional Alckmin viu Serra e, principalmente Aécio Neves, surgindo como principais nomes para presidência.
Alckmin bancou sozinho a eleição de joão Dória, o governador estruturou aliados, e principalmente, entendeu o momento, se Dória corresponder as expectativas e for um bom prefeito Alckmin será um nome fortíssimo.
Outro nome que merece destaque é Bolsonaro - o polêmico deputado pretendia lançar dois filhos a candidatura: um por São Paulo e outro pelo Rio de Janeiro, restringiu-se aos cariocas.
O que Bolsonaro fez foi um teste de força, até onde seu nome é viável? Flavio Bolsonaro, candidato a prefeito pelo pequeno PSC, ficou em quarto lugar, um resultado digno, a frente de nomes com Indio da Costa, Osório e Jandira; já seu outro filho, Carlos Bolsonaro, foi o vereador mais votado da cidade.
Coletivamente o grande vencedor é o PSDB, o partido conquistou muito mais prefeituras que quatro anos atrás; enquanto PMDB e PT mostram desgaste, outros partidos brigam para crescer e aparecer tucanos se impões como principal alternativa contra a velha política. 
O MBL conseguiu eleger alguns vereadores em cidades importantes: Ramiro Rosário (PSDB/PA); Marschelo Meche (PSDB/Americana) e Fernando Holiday (DEM/SP) vitórias importantes para uma primeira investida, destaque para Holiday, uma das principais vozes do Fora Dilma!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Oito Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...