Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

TOP 10 Filmes de Terror Para o Halloween

Estamos em outubro, mês das bruxas, o Halloween aproxima-se e Os Deuses Mortos segue com sua tradição de posts temáticos. Alguns anos atrás foi feita uma lista com dez sujestões de filmes de terror, chegou a hora de uma nova. 
Critérios: Não é uma lista com os dez melhores filmes de terror de todos os tempos, uma dessas daria muito mais trabalho; os filmes ficaram restrutos a um de cada diretor e estão em ordem alfabética. Divirtam-se:


A Casa do Cemitério 
Lucio Fulci é considerado um dos grandes mestres do terror italiano (portanto mundial), dos italianos o mais sanguinolento. Nesse, que considero seu melhor filme, o diretor dá vida aos pavores infantis. Velhas casas, cemitérios abandonados e uma família de mudança, nunca antes e nunca depois esses ingredientes foram tão bem usados. O enredo é simples após o suicídio de um amigo pai de família muda-se para a casa onde o fato ocorreu a fim de terminar o trabalho de seu finado colega e descobrir a verdade do ocorrido. 


Círculo do Pavor
Mario Bava é um dos maiores nomes do gênero, o pai do Gialo (o suspense italiano) aqui ele une características do terror inglês - uma vila afastada de tudo, pessoas supersticiosas e uma ameaça no ar; com o surrealismo e belas imagens do terror italiano, que o próprio ajudou a fundar. No enredo médico vai a uma vila afastada realizar uma autópsia, uma vez lá encontra um clima de terror no ar. Logo ele descobre uma velha maldição oriunda de  um antigo casarão abandonado ou quase. Obra elogiada por Federico Fellini.


O Exorcista
Nenhuma lista estaria completa sem O Exorcista, obra-prima do gênero dirigida por Wiliam Friebkin. Passível de várias interpretações a fita mostra uma adolescente ser possuída pelo demônio; ainda hoje as conotações sexuais - protagonista pré-púbere; a ausência do pai ou de um referencial masculino forte; Regan ser salva por dois homens; a masturbação com o crucifixo, aliado a crescente loucura da garota endemoniada tornam a primeira parte do filme mais assustadora que seu final traçado pela batalha entre bem e mal.


A Hora do Pesadelo
Uma denúncia aos excessos de uma época, um alerta que as futuras gerações pagam pelos pecados dos pais, um filme te terror que literalmente tira o sono e um dos vilões mais terríveis dos filmes de terror! Wes Craven fez tudo isso e muito mais em sua obra-prima! Uma série de mortes estranhas, terríveis pesadelos e uma protagonista assustada com medo de enlouquecer que acaba por descobrir algo muito pior, seus pesadelos podem mata-la. Fiquem atentos a construção da narrativa que vai trazendo a verdade sobre Freddy Kruegger.


O Iluminado
Stanley Kubrick foi um dos melhores diretores de todos os tempos, sendo assim seu único filme de terror tem que figurar dentre os melhores do gênero. Obra polêmica por afastar-se do livro que o inspira divide opiniões sobre qual é melhor: película ou publicação. O que ninguém discute é a genialidade do diretor. Na década de 1980 os filmes de terror eram repletos de simbolismos sexuais e imposições civilizatórias; Kubrick esvaziou sua obra de sentido retratando a psicose em sua forma mais crua e angustiante.


O Massacre da Serra Elétrica
O pai dos filmes de maniaco, por isso uma dos filmes de terror mais importantes já feitos nos EUA, Tobe Hooper em início de carreira transformou um enrredo simples - grupo de amigos vai acampar e acabam mortos por um psicopata mascarado. Aqui o maníaco como representação do pai severo e castrador; o uso do meio Oeste americano preconceituoso e arcaico, os adolescentes em seu florescer sexual reprimidos por uma sociedade patriarcal formam o pano de fundo para uma família disfuncional massacra quem tiver o azar de cruzar seu caminho.


Os Meninos
Um casal em segunda lua de mel opta por estender o passeio para uma pequena ilha isolada que sobrevive do turismo, ao chegarem lá encontram um lugar deserto com os poucos adultos sobreviventes fugindo aterrorizados. O diretor espanhol Narciso Ibáñez Serrador usa a  inocência infantil (uma invenção dos adultos) para criar o terror. O título original Quem pode matar uma criança? (em tradução literal) diz o que esperar, mesmo aterrorizados e sabendo o que precisam fazer para sobreviver os pais são incapazes de se defender e atacar seus filhos. O final é aterrador e tenso.


A Noite do Terror Cego
Essa produção lusoespanhola trás zumbis das cruzadas excomungados por buscarem a vida eterna em rituais profanos, ainda vivos porem completamente insanos, os farrapos humanos seguem em sua busca por sangue lhe garantindo a vida eterna. O diretor Amando de Ossorio realiza um filme tenso onde o terror vai crescendo e envolvendo o espectador em um labirinto de horror. Esse é um daqueles filmes que você vai gritar com os atores mandando eles tomarem cuidado.


Phenomena
Dario Argento, conhecido como "Il Maestro", realiza aqui o que considero seu melhor horror. Adolescente (Jennifer Connely em início de carreira) vai estudar em um internato, onde um assassino espreita os estudantes, um zoológo (Donald Pleasence) é o único que se solidariza-se com a garota, descobrindo nela a capacidade inata de interagir com os insetos. O cientista auxilia na descoberta da identidade de um assassino que ronda o internato. Argento usa os insetos como metáfora para uma sexualidade até a pouco latente, que se manifesta. Obra prima do terror.


Ring - O Chamado
Não poderia termina essa lista sem um terror japonês, país que possui sólida e macabra escola do gênero, Ring - O Chamado ou Ringu (seu título original) é seguramente um dos filmes mais aterrorizantes dos anos 1990, mesmo tendo chego tardiamente ao ocidente. Hideo Nakata fez seu melhor filme ao explorar uma maldição oculta em uma fita de VHS, premissa simples que vai se desdobrando em uma trama sinistra. Esqueça sua verssão americana, que apesar de boa é infinitamente inferior ao original.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...