Oito Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Manami Anzai de Life

Dentre as vilãs apresentadas aqui poucas são tão cruéis quanto Manami, a menina não tem nenhum trauma do passado, não almeja dominar o mundo, não pratica a vilania por dinheiro. Ela simplesmente quer se divertir, julgando as pessoas a sua volta como brinquedos.



Um pouco da História de Life

Life conta a luta de Ayumu contra o bullying, no processo ela cresce como ser humano e se transforma em alguém mais confiante. A garota começa a série sofrendo, sua melhor amiga tenta suicídio e a culpa.
Ayumu sempre foi tímida, insegura e uma aluna ruim, sua amiga a usava para se sentir melhor. Após entrar em uma das melhores escolas da cidade sua "amiga" fica com raiva, sente-se um fracasso (pois não entrou) e tenta cometer suicídio.
Uma vez na nova escola Manami se aproxima de Ayumu, seu objetivo? Ter mais alguém para lhe idolatrar e puxar o saco. Manami é a patricinha do colégio, seu pai é rico e poderoso, um dos maiores doadores de dinheiro para o colégio e amigo íntimo do diretor. A moça é intocável.
Anzai começa a mostrar quem é quando Hiro, uma amiga, sai em uma revista e torna-se mais popular, Manami começa um movimento para ignora-la e
falsas amizades
espalha boatos sobre a garota, dizendo que ela procura parceiros sexuais.

Suas amizades são superficiais, as pessoas a sua volta existem para lhe agradar e elogiar. Mana (seu apelido) tem um namorado, filho de um empresário que depende de seu pai para os negócios, logo o rapaz é obrigado a namorar Manami.
Se quiser saber mais sobre Life clique aqui.

Toda ilusão se quebra

Já deu para entender que Manami vive em um universo de cristal criado por ela, quando seu mundo ameaça rachar ela se revela. Ayumu é falsamente acusada de transar com seu namorado, é o suficiente. 
Mana não parte para cima da amiga, ao contrário fica triste dizendo que a perdoa, com seu discurso ela torna-se vítima, uma pessoa doce e gentil apunhalada pelas costas. Incitando o ódio contra Ayumu.
Do outro lado seu namorado é espancado pelo pai,
seu namoro garante os negócios da família, Mana faz de tudo para manter seu mundinho. assim o rapaz culpa publicamente Ayumu e pede desculpas a Manami, dizendo que a ama. Ela, como uma boa garota, o perdoa.
Assim começa o bullying contra Ayumu, no começo Manami só observa, dizendo não querer participar. A pressão popular é para que ela participe, afinal Manami foi traída e merece se vingar.
Finalmente, com a autorização de seus colegas, Manami começa a agredir diretamente "sua amiga" e revela todo seu sadismo.

As maldades

Entre as maldade cometidas por nossa adorável vilã estão: tentar fazer Ayumu engolir agulhas, jogar pela janela sua carteira, espanca-la no banheiro e "limpa-la" com o esfregão, forjar uma cola para a garota ser expulsa do colégio, tentar levar Ayumu ao suicídio.
Mana chega ao ponto de seduzir e ir para cama com um trombadinha para ele sequestrar Ayumu e sua melhor amiga (a única aluna que a defendeu) estupra-las e depois mata-las. Tudo isso enquanto desfruta de um jantar com seu pai.
Ayumu não foi sua única vítima, lembram-se de Hiro, a menina da revista? Ela descobriu que foi Mana
quem espalhou os boatos e descobre a verdadeira face da "amiga", Mana não perdoa quem quebra sua ilusão e inicia uma perseguição direta.
Manami afunda a cabeça de sua amiga na pia do banheiro, a ameaça diretamente dizendo que ela sofreria o mesmo, a espreita ameaçadoramente, leva a garota a se jogar do telhado da escola e faz uma vizita no hospital a obrigando a assumir a responsabilidade pelo Bullying.
Seu namorado está apaixonado por uma professora, Manami descobre, humilha o rapaz, termina com ele e convence seu pai a falir sua família; quanto a professora passa a chantageá-la: ou ela forja uma trapaça de Ayumu nas provas ou será denunciada a polícia.
Por que tudo isso? Quando perguntada Ayumu é direta: "as pessoas são meus brinquedos" segundo a psicanálise ela é o que pode ser chamada de perversa, não reconhece seus colegas como iguais, as pessoas existem para diverti-la, são inferiores e devem ser usados, não importa como: para sustentar seu status ou para diverti-la.


Uma hora a máscara cai ou A vingança é um prato que se come cru

Conforme os episódios vão passando os colegas começam a questionar a personalidade de Ayumu e Manami. suas amigas mais próximas vão se afastando, sentindo medo dela.
Manami fica sozinha, mas ela não se importa, é popular, quando Hiro assume a culpa pelo bullying seus colegas de classe estranham, não é assim que eles se lembram, quando Ayumu é "pega" colando os ânimos explodem.
A Casa Caiu

Ayumu se preparava para mais uma difícil batalha quando os colegas de classe começam a gritar que a trapaceira á Manami, pedem para ela confessar, assustada Mana sai correndo, os demais colegas correm atrás dela, logo todos os alunos do colégio perseguem Anzai, que tropeça no meio do pátio exigindo que ela se desculpe.
Assim o jogo vira, toda a escola passa a persegui-la, a maltratam no banheiro, jogam fora seu almoço e material escolar, ela faz um rápido exame de consciência e assume o bullying contra Ayumu, mas não muda sua postura.
Segundo Manami ela está enfraquecida e os demais tem o direito de agredi-la, ela continua acreditando que foi traída, não por seu namorado, mas por ter sido "abandonada" por Ayumu, que não a idolatra mais. 
E é assim, sem um final definido que Life acaba, com Ayumu se recusando a praticar o bullying, por saber o que se sente, Manami é agredida, mas não se arrepender e seus colegas se divertindo.    

Saki Fukuda


Manami foi brilhantemente interpretada pela atriz Saki Fukuda, a moça conseguiu passar toda a periculosidade de Mana com um olhar. 
Ela é uma atriz de primeira que possui 19 dramas e 14 filmes na carreira, em 2008 ganhou o prêmio de revelação do ano no pelo Japan Academy Prize - Life é de 2007, o que influenciou na escolha e quem assistiu sabe que é válido, a moça roubou a cena.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Oito Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...