VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Desrespeito?

Algum tempo atrás um amigo postou a imagem ao lado no Facebook, como consequência foi bombardeado por críticas, perdeu amizades e foi acusado de ser desrespeitoso. É ai que fiquei pensando, a imagem é desrespeitosa?
Começando do começo: respeito vem do latim respectus significando ação ou efeito de respeitar, apreço, consideração, referência. Sua origem no latim pode significar: aquilo que merece um segundo olhar no sentido de merecer uma atenção maior, uma reverência (reverenciar é se dobrar sobre e não adorar). Respeito é pensar profundamente sobre.
Bom a bíblia sagrada merece ser reverenciada? Se você for cristão vai responder que sim, nem vai pestanejar. Não vou entrar nos méritos, prefiro aprofundar a questão. Por que os cristão veneram a bíblia? Porque é a palavra de deus, segundo sua visão, e quem é deus? Segundo sua mitologia o pai celestial, criador do céu e da terra que exige er reverenciado.
Indo além deus é uma crença, a crença em si merece respeito. Vivemos numa democracia e cada um pode acreditar no que quiser, então a imagem é desrespeitosa? Continuemos na bíblia, esse é o livro no qual a fé cristã se baseia, para quem não segue essa fé ele não merece respeito.
Se no lugar da bíblia tivesse uma obra de Poe, Dostoyevisky, Freud, Stoker, Kafka ou algum grande nome da literatura, seria um desrespeito? Você pode dizer esses livros não trazem um sistema de fé. Concordo, mas o que falar sobre "chuta que é macumba"? Não é um desrespeito com a fé alheia? Quando celebridades evangélicas se recusam a frequentar casas de caridade espíritas estão sendo desrespeitosos?
Vamos lá respeito é aquilo que merece um pensamento aprofundado. A religião merece uma atenção nas duas vias: exigir um respeito pela sua fé e respeitar. A crença das pessoas deve ser respeitada como qualquer outra coisa, sem um peso especial.
Richard Dawkins diz em seu livro Deus, um Delírio que a crença de uma pessoa em um deus deve receber o mesmo respeito na crença de um pai que seus filhos são os mais bonitos e inteligentes. 
A segunda olhada pode estar na reação: exigir que alguém trate suas coisas sagradas como você é um desrespeito, não existe um segundo olhar por parte de quem crê, apenas o dogmatismo impensado é que exige uma postura igual a sua. Isso não é respeitoso, é intolerância.
O desrespeito reina nos dias de hoje: fãs de determinado artista; petistas indignados; progressistas raivosos; religiosos donos da razão; feministas. Até leitores de quadrinho ficam babando de raiva na luta Marvel Vs. DC - vivemos num mundo onde cada um pode ter sua opinião, desde que seja igual a que você concorda.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Contos de Terror do Japão

Estamos em um colégio japonês, duas alunas estão dentro do banheiro feminino localizado no terceiro andar. olham assustadas para uma porta fechada, que começa a abrir lentamente. As meninas saem correndo e gritando.
Chiaki, a professora responsável pela sala de aula das duas, aplica uma bronca nelas:
- Quantos anos vocês pensam que tem? Que negócio é esse de sair correndo e gritando pela escola?
- É que... - uma das alunas começa a falar, mas fica com medo.
- O que foi?
- Nada.
- Não, vocês iam dizer alguma coisa e não vão sair dessa sala até falarem.
- Vimos a Hanako-San
- O que? - Chiaki fica incrédula - Hanako-san? O fantasma da menina que habita o banheiro?
- Sim - as duas falam em uníssono.
- Vocês querem que eu acredite nessa lenda?
- É verdade professora.
- Parem de falar besteiras, sejam mais corajosas ou nunca se tornarão adultas respeitáveis que contribuem para com a sociedade.
- A senhorita é uma adulta responsável que contribui com a sociedade?
- Que tipo de pergunta é essa? - Chiaki estava furiosa - Sou sua professora, estou perdendo um tempo precioso para convence-las que fantasmas não existem.
- Então por que não invoca a Hanako-san? Se sabe que ela não existe, se não tem porque tremendo, se é uma adulta responsável por que não?
- Vão embora, o mau comportamento de vocês duas será havaliado mais tarde.
Naquela final de tarde Chiaki ficou na sala dos professores terminando seu relatório sobre as garotas e corrigindo provas. Começa a chover forte, ela desanima percebendo que ficará mais tempo do que gostaria.
Chiaki levanta-se e vai ao banheiro mais próximo, após o devido uso ela lava as mãos, ao olhar-se no espelho lembra-se da provocação de sua aluna: "Então por que não invoca a Hanako-san? Se sabe que ela não existe, se não tem porque tremendo, se é uma adulta responsável por que não?".
A professora respira fundo, vira-se para uma das cabines do banheiro, muda sua expressão para uma amigável e sorrindo realiza o ritual que aprendera na infância: bate palmas e fala cantando: "Hanako-San, vamos brincar?".
O som de uma dobradiça enferrujada toma o ambiente, como se uma porta muito antiga fosse aberta, Chiaki dá um passo para trás, a porta de uma das cabines do banheiro está semi aberta. A professora percebe um olho a espiando pela fresta, assustada sai correndo.
Correndo no corredor Chiaki tropeça no salto de sua bota, ela ouve uma risada infantil. "Vamos brincar" gritando ela se arraste, fica de pé e corre o mas rápido que pode até a sala dos professores.
Uma vez no local que julga protegido a jovem professora bebe um pouco de chá, já meio frio, tentando se acalmar, qual seu susto ao ver uma marca de mão na janela. O som de passos no corredor - passos de uma criança correndo. Risos infantis.
- Desculpe! - Chiaki grita, ela desliga seu computador, joga suas coisas dentro da mala apressadamente para ir embora, quando sente uma mão segurando sua perna.
Chiaki está paralisada de medo, ao tomar coragem olha para baixo vê uma menina de roupa vermelha e cabelos curtos segurando sua perna, olhando para ela. Chiaki grita de novo e cai no chão desmaiando.
Hanako aproxima-se da professora desacordada, agacha-se de cócoras e observa seu lindo rosto, afasta os longos cabelos negros da face dela. A expressão de Hanako é neutra, não existe a alegria ou o sorriso maroto das crianças, tampouco qualquer outra emoção.
Minutos se passam e Chiaki acorda dolorida. Ela ainda está confusa, teria sido tudo um sonho? A chuva passou, ainda cambaleante ela vai para seu carro disposta a ir para casa e esquecer aquela noite. 
Hanako está sentada no banco de trás.
Fim
Gostou? Quer conhecer os outros contos? Clique aqui ou aqui

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Monique Gabrielle

Monique Gabrielle possui um daqueles corpos que a natureza deveria ser proibida de estragar com a ação do tempo, assim como muitas das atrizes desse marcador ela possui uma combinação perfeita - corpo perfeito e uma ótima garganta.
Sua carreira começou um pouco longe das telas, mais especificamente nas páginas da revista Penthouse (obrigado "Pentê"!) o sucesso foi tanto que não tardaram convites, como a moça jamais ganharia um óscar os filmes de terror e produções B foram a alternativa.
Eu desafio a qualquer um assistir sua filmografia e não se divertir (e não ficar apaixonado). Como muitos atores e atrizes ela começou em pontas, em seu caso fazendo comédias - sendo a mais famosa Apertem os Cintos, o piloto sumiu 2 e Flashdance - ela estava nos filmes certos, mas no papeis errados.
Seu primeiro papel importante em um filme veio em Correntes do Inferno de 1983 - um filme sobre uma prisão feminina protagonizado por Linda Blair, na
a ultima festa de solteiro
sequencia duas comédias oitentistas: A Ultima Festa de Solteiro e Loucuras num hotel de praia, ambos de 1984.

Entre papéis pequenos e filmes obscuros podemos destacar Hot Movies (1985) e Screen Test (1985) aqui ela começava a flertar com o terror - nessa comédia um grupo de atrizes gostosas fazem testes para um filme de terror.
O sucesso estava longe, mas sua beleza (e sua disponibilidade em tirar a roupa) lhe garantiam papéis e sua agenda vivia cheia. Foi no final dos anos oitenta que ela entrou com os dois pés no cinema erótico com: Bad Girls IV (1986), Amazon Women on the Moon (1987) e viveu o papel título em Emmanuelle 5 (1987) - seu maior sucesso, foi ai que começa segunda fase de sua carreira.



Scream Queen e Musa B


Deathstalker 2
Sua primeira grande personagem no cinema B veio em Deathstalker 2 - Duelo de Titãs, produzido pelo rei do trash Roger Corman - aqui Monique vive a princesa Evie - a missão do protagonista, um guerreiro bárbaro é resgata-la e protege-la(nessa época o cinema bárbaro estava em alta, sempre com lutas sanguinárias, heróis musculosos e mulheres gostosas).
Na sequencia veio seu primeiro terror (ou algo do gênero) mistura de horror com SCI-FI Vampiro das Estrelas foi o primeiro filme convencional da estrela pornô Traci Lords, remake de um filme de Corman, produzindo pelo mesmo. Aqui uma enfermeira (Lordis) é contratada por um alienígena disfarçado, que planeja uma invasão - um daqueles filmes que é impossível não se divertir - Monique é uma das aliens cuja missão é seduzir os pobres humanos.
Vieram outras fitas como A Volta do Monstro do Pântano (1989), Perseguição Demoníaca (1991), o protagonismo de Silk 2 (1989), viveu a si mesma no Scream Queen Hot Tub Party (1991) em filme que conta com Linnea Quigley, Michelle Bauer e Melissa Anne Moore.
Evil toons

Imersa no Trash em 1992 ela fez um dos mais divertidos e nonsenses filmes de sua longa carreira Evil Toons com o brilhante título em português - Magias do Mal... O verdadeiro Humorror (momento vergonha alheia) aqui quatro gostosas são contratadas para limpar uma antiga mansão, sem saber que esta contém um livro de magia, lógico que o mesmo é aberto e as beldades invocam um demônio feito em desenho animado.
O filme tentou pegar carona no sucesso de Uma Cilada para Roger Rabbit ao misturar atrizes com desenho animado, porém com pouca verba o encapetado toon aparece pouco, vale apena conhecer essa pérola do trash.
Instinto Mortal
Em 1993 ela desfilou toda sua beleza em Instinto Mortal, um Thriler com fortes doses de erotismo, que inclui cenas de lesbianismo e incesto - Monique vive uma ninfeta que seduz seu padrasto, para isso não poupa esforços seja matando sua mãe e seduzindo a namorada de seu padrasto. Não perca esse filme. Junto a sua carreira cinematográfica ela sempre encontrou tempo para os vídeos da Penthouse - envolvendo sexo simulado e streaptease.
Atualmente Monique está aposentada e continua muito bonita, ela é cultuada como uma das musas do cinema B e merece todo o apreço de suas fãs.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Tassiana Dunamis

A primeira gata do amo a aparecer no "buraco da fechadura" tinha que ser uma daquelas mulheres de fazer o queixo cair, nada mais justo que escolher a Tassiana.
Essa paulistana cresceu fazendo exercícios físicos e dança diz que não gosta de ficar parada (o que ajuda a moldar seu belo corpo). Mas cuidado, ela não é chegada em gracinhas, ao ser questionada sobre beijos roubados na balada Tassiana é direta: "Ninguém é louco!!... só se não tiver amor aos dentes".
Gostou? Para a moça o que não pode faltar em um homem é: "cultura, bom humor e caráter", se você tem esses requisitos e não foge de uma mulher forte vá atrás dela. 








segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

O Live Action Blade of the Immortal volta a unir Takashi Miike e Chiaki Kuriyama

Chiaki Kuriyama
O que acontece quando um grande diretor se une a uma grande atriz para contar uma história conhecida e adorada por fãs? É o que está acontecendo no novo projeto de Takashi Miike, diretor de Ichi the Killer, Audition entre outros. Considerado como um dos melhores diretores de sua geração o cara passeou por quase todos os gêneros indo do gore ao infantil com a
Takashi Miike 
naturalidade de alguém que entra na cozinha de casa.

Do outro lado temos Chiaki Kuryama, conhecida mundialmente por seu papel em Kill Bill, desde então a moça constituiu sólida carreira, ano passado ela recebeu no Rise Star of Asia Award uma premiação especial, como maior estrela do cinema asiático. Esse é um de muitos dessa talentosa atriz.
Os dois trabalharam juntos em A Grande Batalha Yokai de 2005, lançado em DVD no Brasil. Baseado no mangá de Samura Hiroaki Blade of the Immortal conta a história de Manji, um samurai amaldiçoado com um corpo imortal, ele acaba ajudando uma jovem em busca de vingança (fonte site The Doramas).
Blade of the Immortal é um mangá violento e adulto, diferente dos mangás e animes voltados ao público adolescente (Dragon Ball ou Cavaleiros do Zodíaco) aqui o buraco é mais embaixo, paralelo a sanguinolenta trama temos o desespero de um homem que não pode morrer, aprisionado em um corpo marcado pelo tempo, que o impede de esquecer.
Plot
Erika Toda
Durante o Japão feudal Manji é contratado por um senhor feudal para matar sonegadores de impostos, durante sua missão o ronin (samurai sem mestre) percebe que estava matando inocentes, indignado por ter sido usado ele mata seu contratante e todos os 99 guarda-costas. Muito ferido é tratado por uma monja que lhe concede um elixir da imortalidade. Ele nunca desejou ser incapaz de morrer e busca readquirir o direito a mortalidade.
O mangé foi parcialment e publicado no Brasil pela finada enditora Conrad com o título de Blade - A Lâmina do Imortal. Atualmente ele vem sendo publicado pela editora JBC com peridiocidade bimestral e está no sétimo volume (ao total são 15). 
O filme ainda conta com Erika Toda (a Misa Misa dos dois filmes de Death Note), Hana Sugisaki e Takuya Himura (do live action de Patrulha Estrelar) vivendo Manji.
Poster do Filme



quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Foi anunciado o ultimo filme de Evangelion

Em 2007 Hideaki Anno deu início a mais ousada empreitada de sua carreira: recriar Evangelion - simplesmente o melhor anime de todos os tempos! Como sempre essas ideias não passam em vão, mundo afora fãs ficaram divididos entre pavor e felicidade. Com o lançamento a opinião foi unanime: todos gostaram.
Ao londo das três obras: Rebuild of Evanelion 1.0: You are (not) Alone (2007); Rebuild of Evanelion 2.0: You Can (not) Advance (2009) e Rebuild of Evanelion 3.0: You can (not) Redo (2012) os rumos da tama fora lenta e gradativamente sendo alteradas, em comparação a obra clássica. 
Enquanto que o primeiro revelou informações subentendidas no anime o segundo apresentou Mari Makinami e modificou um pouco a cronologia o terceiro virou tudo de ponta cabeça, pegando todos de surpresa. Cinco anos se passaram e agora teremos o final da reinvenção de Evangelion.
Anno deixou a direção de EVA de lado, assumindo outros projetos, mas está de volta - segundo o diretor sua equipe esteve trabalhanto todo o tempo na animação. Por isso ele se desculpa (o filme estava agendado para 2015) e pede calma aos fãs afirmando que a quarta parte será a ultima parte, fechando com chave de ouro a franquia nos cinemas. A fonte da informação é o canal Notícias Anime United (link).
Com isso teremos a quarta versão do Final de Evangelion: tivemos o final do anime; do filme End of Evangelion; do Mangá e agora esse - basicamente os três primeiros foram o mesmo final mostrados sob pontos de vistas diferentes. O terceiro filme torna qualquer previsão impossível, o que aconteceu depois da instrumentalização? Teremos que esperar, mas é oficial o ultimo filme está agendado.


Existe uma data

Embora tenha uma data preliminar eu não coloco tanta fé, Anno anunciou seu filme para a primavera de 2017 (O nosso outono) com o título de Rebuild of Evangelion 3.0 + 1.0 título que, mais uma vez, impede qualquer previsão. Aguardemos.
Já falei de Evangelion outras vezes, quem quiser saber os principais são Explicando o final de Evangelion  e a análise de Evangelion.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Vampire Heaven

Vampiros existem e eles vivem isolados da humanidade, sua sociedade parou no século IX com uma hierarquia rígida e incontestável. A monarquia vampiresca reina e os súditos devem obedecer. É nesse cenário que começa nossa história:
Sakurako (Oomasa Aya) e Komachi (Tsubasa Honda) são duas vampirinhas amigas desde sempre que estão prestes a se separar. Acontece que o conde (um dos vampiros mais afetados que já se teve notícia) quer se casar com Sakurako - se casar é modo de dizer o vampiro quer mordiscar a garota por algum tempo (uns quinhentos anos) já Sakurako sonha em se entregar para um verdadeiro amor.
No dia marcado a obediente serva apresenta-se ao seu senhor, pronta para se entregar. o vampiro chefe (que reluta em sair do armário) demonstra não ter sentimentos, ele goza com o poder. Sua vontade é lei e ele adora. Assim Sakurako sabe que ela é apenas mais um capricho do conde e nunca viverá uma história de amor com ele.
Nesse momento eis que Komachi invade o castelo do conde, resgata sua amiga e foge com ela do reino dos vampiros. Após algum tempo de fuga, sabendo que não podem voltar as duas chegam ao mundo dos humanos (também conhecido como Tóquio), onde estranham e se maravilham com a modernidade.
É nesse ritmo de aventura e romance que começa um dos doramas mais tresloucados dos últimos anos - as duas vampiresas nunca viram um carro, estranham a luz elétrica, ficam impressionadas com aquelas pessoas pequenininhas que vivem na televisão e por ai vai, entre outros clichês de viajem no tempo e realidades alternativas. O que diferencia é a simpatia das duas atrizes que esbanjam fofura.


Triangulo Amoroso


Estranhas em um lugar estranhos as duas amigas inicialmente são perseguidas pelos asseclas do conde, naturalmente elas escapam, mas sem ter aonde ir acabam dormindo na rua. Perto dali a dona de um bar as encontra e as recolhe.
Esse é só o primeiro capítulo de Vampire Heaven com as duas garotas vampiro aprendendo os costumes humanos, fascinadas por uma sociedade de consumo, elas são contratadas pela dona do bar, que vê na beleza e na ingenuidade delas uma chance de ganhar dinheiro. E dá certo as duas chamam público.
As duas garotas são bem diferentes: Sakurako é amigável, sonhadora e romântica, seu desejo é apaixonar-se, enquanto Komachi é bravinha, vive emburrada e não dá muito espaço para as pessoas se aproximarem. Tudo ia bem até que Sakurako coloca seus olhos em Hayato.
Hayato é um músico socioprofissional que toca no bar, ele fica de namorico com uma das clientes cujo pai é dono de uma gravadora, esperta (ou muito burra) a garota usa essa carta na manga para segura-lo. Hayato não esconde de ninguém, ele usa a garota para assinar um contrato.
Algo começa a acontecer entre Hayato e Sakurako - os dois se olham diferente, seus corações batem mais forte (o coração de um vampiro bate?) o que parece uma história de amor toma outros rumos.
De cara temos dois problemas: fica claro que
O beijo do vampiro: Sakurako e Hayato
Komachi sente alo a mais do que só amizade por sua amiga, Sakurako por sua vez não cute muito a ideia de colar velcro. Surge um triangulo amoroso ao melhor estilo comédia pastelão - Sakurako sai com seu amor toda encapoada e vestida de preto - vampiros morrem ao serem expostos ao sol - Komachi segue os dois sem descrição nenhuma.

Outro ponto trágico: Vampiros se alimentam de humanos, sua sede de sangue está diretamente ligada a sexualidade. É meus amigos, quanto mais um vampiro sente atração por alguém, mais ele tem vontade de beber seu sangue. Dá para imaginar onde isso vai dar.
Outro ponto tragicômico (e previsível) Komachi apaixona-se por Hayato, nada como a convivência e ser salva de um vampirão para amolecer o coração de uma garota.


Vampiros Japoneses

Mesmo sendo uma comédia escrachada é
interessante ver um vampiro japonês, essas criaturas são tipicamente ocidentais e alguns de seus comportamentos só fazem sentido sob uma cultura cristã. Por que vampiros são repelidos pela cruz? A relação dia-noite também é uma referência a mitologia religiosa - e deus criou a luz, subentende-se que aqueles que vagam pela noite são servos do tinhoso.
Vampire Heaven mantém a maioria das lendas - vampiros não refletem no espelho, morrem ao serem expostos a luz solar e ao serem atravessados por uma estaca de madeira, dormem em caixões e bebem sangue.
Porém estamos falando do Japão e as nossas duas vampirinhas mostram que a sociedade dos dentuços tem rígidas semelhante ao do país do sol nascente. Existem várias regras que um vampiro deve seguir, a mais importante é não revelar sua identidade aos humanos. Como boas nipônicas elas seguem as regras a risca, sem questiona-las.
Durante a série as duas garotas quebram a terceira parede e falam diretamente com o público, explicando as regras vampiras, sempre como uma proibição, o que revela-se uma narrativa bem divertida (isso antes de Deadpool).
Assim de forma descontraída as garotas vão tentando adaptar-se ao mundo humano, lidando com seus sentimentos e tentando equilibrar-se entre as regras dos dois mundos, ao tempo em que o conde afetado observa tudo a distância, se ele não fosse tão afetado seria uma ameaça interessante.
Em suma Vampire Heaven é uma série descontraída ao estilo fast food com censura livre e totalmente descompromissada. As duas vampirinhas tresloucadas vão vivendo suas aventuras em episódios de 26 minutos, o que ajuda - episódios curtos contribuem para o ritmo rápido e divertido, diferente de dramas que precisam de um tom mais lento e sóbrio.
Tsubasa Honda
Outro bom motivo para assistir ao drama é a bela e talentosa Tsubasa Honda (a Winnie do live action de Fullmetal Alchemist) que mostra ter uma ótima veia cômica - lançada em GTO de 2012 na pele de Kanzaki Urumi aqui ela revive esse estilo "rabugenta" e perigosa. Para quem quiser saber um pouquinho mais dela tem um post antigo sobre a moça, que pode ser visto aqui.    
Não preciso dizer que recomendo Vampire Heaven, divirtam-se e cuido com o pescoço ou não, vai que você encontra uma vampirinha linda pela frente.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Sérgio Moro será Ministro da Justiça de Aécio Neves


Ainda temos um ano pela frente ou só temos um ano pela frente. A frase pode depender conforme a situação, enquanto pesquisas enlouquecem a cabeça dos eleitores e a crise política nos deixa atordoados os brasileiros não sabem mais em quem confiar, ou melhor até sabem.
O Juiz Sérgio Moro virou símbolo da justiça e da ética, em meio a muitas especulações existe uma notícia verdadeira, e ela veio de dentro da equipe de Aécio Neves, presidente do PSDB e principal pré-candidato da legenda as eleições de 2018. Moro será ministro da justiça de Aécio.
Quais as reais ossibilidades? Moro descartou sair candidato a presidência (e olha que ele vem sendo assediado por partidos políticos) seu sonho é ser desembargador. O jovem e corajoso juizestaria no caminho certo.
As duas imagens com legenda desse post trazem a leitura labial da conversa entre ambos - Aécio fez o convite e Moro aceitou, para o desespero dos petralhas, que tentam diminuir todos ao seu nível.  
Moro e Aécio saindo de uma
churrascaria em 2013
Moro e Aécio são amigos de longa data, a foto abaixo é de 2013 onde os dois saiam de uma churrascaria. Moro estaria sendo parcial, como gritam os petistas? Longe disso, a possível parceria apenas comprova o óbvio - políticos não são todos iguais e é necessário separar o joio do trigo.

domingo, 1 de janeiro de 2017

Tahlia Paris

A gata desse mês é uma loira capaz de fazer qualquer marmanjo sair correndo para tomar aulas de inglês. Natural de Santa Bárbara, Califórnia, ela se define como uma típica californiana: "meu cabelo loiro e meus olhos verdes fazem o tipo Cali Girl (garota da Califórnia)".
Além da miscigenação (ela é descendente de franceses e africanos)Tahlia mantém a forma surfando e andando de Bike, segundo ela o passatempo preferido dos californianos, mas não abre mão de jogar vídeo game. Junto com a prática de esportes ela usa a dança para manter as curvas, ai vale tudo do Hip Hope ao Balet.
A moça começou cedo na carreira, aos seis anos estampou sua primeira capa de revista, desde então ela segue encantando até a maior idade, onde foi coelhinha da Playboy, em janeiro de 2016 foi eleita a playmate do mês.
Aos 21 anos Tahlia vem formando sua carreira em fotos e vídeos sensuais. Que escolha difícil! Nós agradecemos a bondade da moça, que decidiu dividir sua beleza com a humanidade.













Perfil
Altura: 1.62 cm
Busto: 95 cm
Cintura: 63 cm
Quadril 91 cm

"Os Deuses Mortos" Oito Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...