segunda-feira, 27 de março de 2017

Ed e Lorraine Warren: Desvendando a Fraude

"Anote tudo o que você achar interessante, seja verdade ou não, e invente o resto, desde que a história fique assustadora" (Ed Warren).

A frase acima foi dita pelo investigador paranormal para um escritor contratado com o objetivo de retratar o caso da família Campbell. Esse é apenas um exemplo de como os Warren fizeram seu nome em cima de casos supostamente sobrenaturais, mas estou me adiantando. Vamos por partes, se você quer saber o contexto da frase e a investigação realizada clique aqui e assista ao vídeo. 


A Origem 

A carreira de Ed e seu envolvimento com a mídia começa ainda na adolescência quando trabalhava em um cinema, o Colonial Theatre de Connecticut, de tanto assistir filmes o molecote aprendeu como iludir e fascinar. Muitos cineastas surgiram das salas de cinema e usaram seus conhecimentos para fascinar as pessoas, Ed preferiu a fraude.
Trabalhando nesse cinema ele conhece uma mocinha, muito bonitinha, chamada Lorraine, a qual ele começa a cortejar. Oa dois namoraram até os 16 anos, quando Ed precisa se afastar e servir na Marinha, quatro meses depois ele regressou após um aciente (seu navio afundou) os dois se casaram.
Casado aos 16 anos o casal se separou novamente, Ed foi lutar na segunda guerra mundial, após o conflito os dois juntaram-se novamente e ficaram assim por anos. Ambos tiveram uma filha e Ed iniciou sua carreira, inscreveu-se em uma escola de arte.
Ed Warren tinha muitos talentos, a pintura era um deles, tão telentoso que o rapaz percebeu que era mais talentoso que seus professores acabou abandonou a escola - temos aqui outro talento de Ed, ele sempre foi um grande empreendedor e dono de grande coragem.
Sem ter onde cair morto o jovem pintor comprou um carro por US$ 15.00 em três parcelas de cinco dólares e saiu pela cidade vendendo seus quadros na rua. O que deu muito certo. 

A Primeira Fraude

Ed sempre gostou do sobrenatural e queria ingressar nessa carreira, mas ninguém lhe dava bola, mesmo quando se oferecia gratuitamente as pessoas o recusavam. Foi ai que sua carreira de vigarices começou.
Quando Ed queria entrar em alguma casa ele pintava essa residência e em uma das janelas desenhava um fantasma, Lorraine batia na porta dizendo: "Olha o que pintamos para você". Assustado o proprietário, iludido e enganado, abria as portas.
Como escrito acima Ed trabalhou em um cinema e
Cena do filme Horror em Amityville
percebeu o quanto que o terror dava dinheiro e como as pessoas pagavam para serem assustados, em 1952 os Warren fundaram a N.E.S.P.R fundação dedicada a investigação do paranormal.

O casal afirma que no começo eles apenas investigavam nenhum deles tinha poderes paranormais.
Lorraine, uma médium poderosa ainda não tinha desenvolvido seus poderes - olhem que interessante subitamente a mulher que abriu uma empresa de investigação paranormal adquiriu a capacidade de falar com os mortos, muito conveniente.


Fama 

Em um dos casos, ocorrido em Connecticut, uma mulher e seu filho foram expulsos de sua casa por um "fantasma", o corretor os processou em dois mil dólares em danos - a mulher não pagou a casa e ainda sujou o nome do imóvel, afastando possíveis compradores.
A mulher e o filho chamaram os Warren que investigaram e convenceram um juiz a dar ganho de causa para a família, provando que a ignorância está em toda as áreas e classes sociais.
O caso que fez o nome do casal foi Amityville, um dos casos mais estranhos, a casa era abitada pela família Defoe cujo filho mais velho, viciado em drogas, matou a família. Tempos depois os Lutz, uma família quebrada financeiramente, compraram a casa por uma pechincha.
Como o assassinato dos Defoe era conhecido por todos a casa de Amityville estava com um preço muito baixo, vinte oito dias depois a família Lutz fugiu, os Warren escreveram um livro que vendeu milhões e deixou os Lutz ricos, não só com os direitos autorais, mas com entrevistas e palestras.
Livro que deu origem ao filme Evocando Espíritos,
onde Ed manda o autor inventar a história
O mesmo aconteceu com os casos Anabelle e Evocando Espíritos - caso da frase que dá origem ao texto, Ed manda o escritor contratado anotar tudo e inventar o resto, se você olhar bem vai perceber que todos os casos são iguais: uma família atormentada por algum tipo de vilão sobrenatural (esse é inventado) a fórmula estava pronta, só faltava a grana.
Se quiserem conferir a fonte basta clicar aqui e assistir ao vídeo.


A Arte imita a Vida

É curioso como as coisas acontecem, em 2016 foi lançado o ótimo Invocação do Mal 2, dando sequencia ao primeiro filme que introduziu o casal ao público mundial, temos vários problemas nesse caso (Link aqui):
Para começar os Warren nunca o investigaram esse caso, o casal já era famoso e passou dois dias na casa, o caso foi investigado pelo britânico Maurice Grosse, Ed aproximou-se desse cara e disse a seguinte frase; "Podemos ganhar muito dinheiro com esse caso", Grosse expulsou os Warren;
O segundo fator, sabe aquela freira? Ela nunca existiu em nenhum relato, foi inventada por Hollywood;
Mais uma fraude: Janet nunca flutuou
Maurrice afirma ter uma gama de provas desse caso, porém sua fé o traiu. As duas garotas Margeret e Janet começaram a ser atormentadas por espíritos, uma delas flutuou, os vizinhos foram envolvidos,

tudo documentado, inclusive a confissão das garotas de terem inventado tudo: Jannet mostrou na televisão como fez a voz da entidade que a "possuída", uma das filmagens oficiais mostra Margaret fazendo força para segurar o riso enquanto sua irmã está possessa por um espírito;
A foto da suposta flutuação
A ultima fraude é uma das imagens mais famosas é da Jannet flutuando (que está no filme) a foto foi forjada pelo fotógrafo ele viu a menina brincando de pular na cama e fotografou a sequencia, ele tirou a imagem da sequencia e publicou como um episódio sobrenatural.

Explorando pessoas doentes

Na sua grande maioria os atormentados nas investigações dos Warren não são farsantes, mas pessoas doentes, hoje sabe-se que quadros psiquiátricos são responsáveis por quadros de possessão demoníaca.
Jean-Martin Charcot, médico francês que viveu entre 1825 e 1893 foi um dos pioneiros no tratamento da histeria, doença de fundo emocional, cuja aparência lembra a de possessão demoníaca.
Seguindo os passos de Charcot Sigmund Freud desenvolveu o termo histeria de conversão, quadro
foto de Charcot registrando uma histérica e um enfermeiro
onde ocorrem paralisias corporais, cegueiras, tremedeiras, alteração na voz e contorções estranhas no corpo - segundo descobertas do pai da psicanálise a histeria deriva de uma forte repressão sexual.

Quem assistiu o filme O Enigma do Mal deve saber que esse baseia-se no caso de Carla Moran, uma histérica, sua doença desencadeou alucinações de estar sendo estuprada; outra histérica famosa que ganhou filme foi Emily Rose, suas convulsões são idênticas as registradas por Charcot e Freud, a forte repressão sexual provocava enorme culpa na garota por seus desejos sexuais desencadearam o sintoma. Pura e casta a menina não suportou os desejos carnais que contrariavam sua vocação religiosa.
Filmes como Um Método Perigoso e 14 Estações mostram situações semelhantes, porém sem floreios sobrenaturais, em ambas vemos duas histéricas onde a primeira, Sabina que virou uma notória psicanalista, se trata com Jung e depois com Freud fica curada, já no segundo caso a repressão religiosa fala mais alto e o final não é bonito.  
Mais uma histérica registrada por Charcot



Não existem provas

Você deve estar pensando: mas os Warren tem muitas provas de atividades paranormais, existências de demônios, eles possuem um museu, documentos e dão aulas. É... mais ou menos.
Em 1964 o mágico James Randi ofereceu um milhão de dólares para quem provar a existência de um fenômeno pranormal e/ou um milagre, qualquer coisa oculta ou estranha (link). Muitos já tentaram e ninguém conseguiu levar o prêmio. Como mágico Randi sabe desvendar fraudes.
Com tantas "provas" que os Warren conseguiram como eles não levaram o prêmio? Uma coisa que todos concordam é que Ed sabia fazer marketing e levar esse prêmio seria a consagração, uma prova definitiva, porém o casal nunca conseguiu uma prova, no máximo indícios que são derrubados com certa facilidade.
Atualmente Lorrane segue tirando dinheiro de trouxas que visitam seu museu do oculto e vive dos direits autorais dos livros e dos filmes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Os Deuses Mortos" Sete Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...