Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Diabolik Lovers

Cansado de vampiros veganos que brilham no sol? Ou de seres das trevas alçados a heróis? E se eu dissesse que existe um anime que mistura vampiros verdadeiros com uma obra poética repleta de erotismo regada a um clima sombrio? Ficou interessado? Vai lendo.
Diabolik Lovers surgiu como Visual Novel que tornou-se um game para PS Vita e um excelente anime com duas temporadas. Logo de cara vemos o tom gótico da obra registrada na heroína, sua pele branquinha e olhos expressivos.
A aparência frágil dos seis vampiros contrasta com sua crueldade e clima claustrofóbico, nos levando para as produções inglesas da década de 1960.


O Enredo

A história de Diabolik Lovers é aparentemente simples, parece um enredo de filme de terror sádico, ao passar dos episódios ela vai se aprofundando em especial na psique das personagens.
Tudo começa quando Yui muda de escola, aconselhada por seu pai (o padre de uma igreja) ela vai para um novo dormitório, chegando lá qual sua surpresa ao se deparar com seis belos rapazes e nenhuma garota. Para complicar nenhum sabia de sua chegada, rapidamente começam a discutir como mata-la!

Após essa recepção calorosa o mais velho de todos lembra-se de um telefonema, dado pelo padre, informando sobre a chegada de Yui, o clérigo deixou duas instruções: 1) trate-a bem; 2) Não a mate. Os vampiros decidem obedecer a segunda.
Os seis vampiros, de aparência afeminada, escondem ocultam em sua beleza instintos psicopatas, eles se divertem torturando a garota e revezam quem vai beber seu sangue, alguns a tratam com uma cruel indiferença, já outros lhe dão apelidos como: "panqueca" ou  "Bitch-chan" (algo como cadelinha ou putinha).
A medida que os irmãos vão se servindo vamos conhecendo mais sobre eles, suas personalidades e sua história. Todos filhos do mesmo pai, mas de mães diferentes eles se odeiam, vivem em um clima tenso, faltando pouco para se matarem.
Yui começa a desconfiar de sua presença naquela mansão, ela é uma espécie de sacrifício, mas porque seu pai a enviou? Logo nos primeiros episódios descobrimos que a igreja conhece a existência dos vampiros e sede presas para eles!
Esse é um anime psicológico, sem grandes batalhas, que prende pela tensão e pela história que se revela, tudo regado a fortes doses de erotismo, seja na caracterização das personagens ou nas sessões de mordidos.


Vampiros

Fazia tempo que eu não via vampiros de verdade, esqueça de bobagens como Crepúsculo ou Drácula A História Nunca Contada ou da excelente série Blood,
aqui os vampiros aproximam-se do Drácula de Bram Stoker e das criaturas de Anne Rice.
Sim, eu sei que existem outros animes com a mesma proposta, Blood é um ótimo exemplo a história de Saya contada no primeiro filme e nas duas ótimas séries animadas; ou a excepcional Miyu, que já falei aqui, mas há uma diferença, a ação. Enquanto Blood e seus derivados tem grandes cenas de ação e Miyu termina seus episódios com uma luta Diabolik Lovers foca no mais puro terror.
Aqui os vampiros não se transformam, no máximo vemos caninos discretos, eles não lutam, suas perseguições são mais perversas, sua aparência delicada os aproximam das primeiras romantizações das crianças da noite.
A Carmilla de Sheridan le Fanu (aqui), o Drácula de Bela Lugosi ou o eterno Christopher Lee que escondem sua bestialidade por detrás da beleza física e gestos de refinada educação, o vampiro mais assustador não é aquele que o persegue, mas o que você deseja se entregar.
Logo nos primeiros capítulos um dos irmãos oferece uma caixa de suco para Yui, que agradece, a inocente garota não se deu conta que aquilo não foi um agrado, o vampiro logo explica - "esse suco fará com que seu sangue fique mais saboroso".
Os vampiros simplesmente a tomam, inadvertidamente e nos momentos mais imprevisíveis Yui está parada e lá vem um deles, ela está tendo um diálogo que dá pistas sobre o passado dos irmãos e um deles a toma para si.
Assim como nas obras clássicas a mordida do vampiro é uma metáfora para o ato sexual, Yui protesta, el não deseja, mas cede e sente prazer na defloração oral. Em uma das melhores cenas Ayato deita Yui sobre o altar da igreja e bebe sangue dentre suas pernas, ela suplica "não faça isso dentro de uma igreja" e o vampiro responde "foi sua amada igreja quem a mandou para nós".
Não é raro vermos dois ou tês vampiros se servindo ao mesmo tempo, conforme se relacionam vai sugindo um sentimento, expresso a sua maneira, delicadeza e sofrimento; prazer e dor. Esse é o amor diabólico dos vampiros.


Polêmica

Balzac já nos dizia: "Crie seja perseguido como um criminoso, copie e viva feliz como um idiota" a dissecação do erotismo visto em Diabolik Lovers não passou impune, um grupo em particular isolou todo seu simbolismo deixando apenas a suposta violência contra Yui, claro que estou falando das feministas.
Feministas são seres que enxergam os crimes do patriarcado em um pão de queijo e protestam contra a inexistente cultura do estupro defecando peladas na rua, sendo absolutamente incapazes de pensar fora de uma fórmula pronta.
Diaboik Lovers não é sobre violência contra a mulher, aliás não existe violência contra a mulher uma vez que a própria Yui se fascina e gosta do universo
vampiresco, existem muitas maneiras de se relacionar afetivamente, algumas impressionam e assustam a primeira vista, basta um pouco de boa vontade e certa inteligência para perceber.
Anime recomendado
Então deixe o pensamento pronto de lado e deleite-se em uma bela obra dividida em duas temporadas de 12 episódios cada, sendo que os episódios contem 14 minutos, o que cabe perfeitamente na proposta lenda dos episódios - os seis primeiros mostram yui sendo mordida, não é preciso 24 minutos para isso, a curta duração dos episódios impede que a obra fique arrastada, ao contrário torna os episódios dinâmicos.
Em suma Diabolik Lovers é uma ótima pedida para quem deseja algo mais adulto, que exija certa maturidade ou quem deseja uma produção clássica de vampiros, não tem erro. Divirta-se.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...