IX Anos de Os Deuses Mortos

Os Deuses Mortos Nove Anos

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

TOP 10 Cinema Brucutu

O Top 10 de hoje está um pouco diferente, está exalando testosterona. Chegou a vez do cinema de macho, tão comum nas décadas de 80 e 90 onde um brucutu destruía tudo que via pela frente. São filmes divertidos, barulhentos, onde as leis da física e da lógica são descartadas.


Braddock (1988)
"As pessoas tem medo do escuro, o escuro tem medo de Chuck Norris". Começando a lista o homem, a lenda, Chuck Norris como Braddock, um sobrevivente da guerra do Vietnam que não consegue superar os traumas da guerra, uma de suas lutas pessoais é fazer com que o exército volte aquele país e resgate os prisioneiros de guerra, que o governo nega existir.
Por que está aqui: É a personagem de cinema mais famosa de Chuck Norris, no filme ele invade o Vietnã sozinho, resgata os prisioneiros e invade o congresso americano com eles. Tudo ao melhor estilo exército de um homem só.


Comando para Matar (1985)
Arnold Schwarzenegger é o ícone do cinema brucutu e sem somobras de dúvidas aquele com carreira mais brilhante. Nessa pérola o governador da Califórnia vive John Matrix, um coronel aposentado que mora com sua filha nas montanhas, até que um grupo paramilitar sequestra a garota e obriga Matrix a matar um presidente de Val Verde (país fictício da América Central)
Porque está na lista: Esse é o filme mais ignorante do Schwarzenegger, na primeira cena ele aparece carregando uma árvore no ombro, Matrix vira um carro no muque, tem uma das contagens de corpos mais altas do cinema e é desse filme a frase: "Gostei de você, vou te matar por último".


Conan O Bárbaro (1982)
Outro filme do Arnold, mais do que isso um clássico do cinema, uma das melhores adaptações de um personagem de quadrinhos, ainda é o filme que revelou o austríaco. Conan conta a história de um garoto sobrevivente a um massacre, que vira escravo, ladrão e rei. Tudo isso enquanto busca por vingança.
Porque está na lista: Primeiro que o filme é bem violento e fantasioso, ao mesmo tempo: Conan é pegador, decapita seus inimigos e combate feiticeiras e cobras gigantes com a mesma naturalidade; nesse filme Schwarzenegger está gigantesco, reza a lenda que ele precisou perder alguns músculos das costas pois não conseguia sacar sua espada.


A Fúria do Dragão (1972)
Chen Chen (Bruce Lee) volta para casa e descobre que seu mestre fora assassinado, os responsáveis são alguns japoneses que invadiram a China durante a guerra e tentam implantar seu governo, matando todos que se opuserem. Um dos primeiros filmes de Bruce Lee, ainda na China, e um dos melhores, onde o astro parte em busca de vingança.
Porque está na lista: Em uma cena Bruce Lee quer entrar em um parque, em uma placa está escrito: "proibida a entrada de chineses e cachorros", um dos japonese diz: "se você ficar de quatro deixaremos que entre", furioso Lee começa a empilhar japoneses com seu kung-fu. Uma cena que vale mais que muitos filmes.


O Grande Dragão Branco (1988)
Quando criança Frank Dux (Van Damme) tentou roubar uma espada de um japonês, pego ele fez um acordo para não ser preso: serviria de sparring para o filho do homem que tentou roubar. Com o tempo Frank provou seu valor e foi treinado. Já adulto e alistado no exército Dux promete ao senhor que o treinou que iria honra-lo no Kumite, um torneio de artes marciais clandestino.
Porque está na lista: São vários os motivos, esse é o primeiro e melhor filme do belga; o conceito de um torneio de Vale tudo funciona perfeitamente; o vilão vivido por outro brucutu Bolo Yeung é emblemático e assustador e claro uma das cenas mais emblemáticas do cinema de ação: Frank utiliza uma técnica desintegrando um tijolo, Yeung olha para ele e diz: "Bom, mas tijolo não revida".


Massacre no Bairro Japonês (1991)
Dolph Lundgren (um policial criado no Japão) e Brandon Lee (um descendente de japoneses que não sabe nada sobre sua cultura) unem forças contra a Yakuza, que tenta dominar Little Tokyo iniciando uma guerra.
Porque está na lista: Do mesmo diretor de Comando para Matar esse é um dos filmes mais absurdos dessa lista usando e abusando de todos os clichês, todas as leis da física são jogadas fora: ninguém escuta os tiros, os heróis saltam sobre carros, saem ilesos de tiroteios, etc... incluindo uma cena onde os heróis transformam um vilão em fogos de artifício. 


Os Mercenários (2010)
Aqui Stallone realizou os sonhos de uma geração ao reunir brucutus dos anos 80 e 90 com os do século XXI e manda-los para um pequeno país "comprado" por um ex-agente da CIA que o utiliza para plantio de drogas. E claro que sobra tempo para salvarem a heroína local (Gisele Itié).
Porque está na lista: Além do elenco Os Mercenários é um ode a década de oitenta, com todos os exageros e heroísmo daquela época, o título em inglês The Expendables (descartáveis) é uma palavra dita pelo Stallone na maioria de seus filmes, sendo dita pela primeira vez em Rambo II.


Operação sol Nascente (2005)
Steven Seagal vive um agente da CIA que não superou a morte de uma criança e encontrou paz no Japão, lá ele ficou conhecido por sua habilidade no kendô (esgrima japonesa), mais especificamente por conseguir decepar o braço de uma pessoa com um só golpe! Tudo ia bem até que a Yakuza e a máfia chinesa unem forças para comandar a distribuição de drogas no mundo. Ai é guerra!
Porque está na lista: E se eu disser que Operação Sol Nascente é o Kill Bill de Steven Seagal? Mesmo fora de forma ele sai massacrando criminosos com sua espada, em uma das cenas o ator corta uma flecha ao meio.


Predador (1997)
E se o Rocky enfrentasse o E.T.? Dessa brincadeira absurda alguns roteiristas juntaram dois dos gêneros mais populares daquela década: o terror e o cinema brucutu. O major Allan Duchs (Schwarzenegger) comanda um esquadrão especializado em resgate, acaba sendo usado para destruir grupo de rebeldes e entra na mira de um alienígena caçador.
Porque está na lista: O filme reúne uma série de brucutus, onde cada um deles tomba perante o alienígena, terminando na luta final onde Schwarzenegger sai na mão com o alienígena. Quer mais? falei do filme no blog, basta clicar aqui para ler.


Stallone Cobra (1986)
Marion Cobretti (Stallone) é um policial determinado a acabar com o crime, mesmo que para isso tenha que matar todos os criminosos do mundo, e é isso que ele tenta fazer. Ingrid é uma modelo que entra na mira de uma seita de criminosos e Cobra é destacado para salvar a garota.
Porque está na lista: Esse é o filme mais incorreto já feito, Cobra compra briga na rua; rasga a roupa de hippie;, corta pizza fria com uma tesoura; pronuncia a célebre frase para um criminoso: "você é a doença, eu sou a cura". Impossível ser mais divertido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...