IX Anos de Os Deuses Mortos

Os Deuses Mortos Nove Anos

sábado, 26 de maio de 2018

Beasts of Burden - Rituais Animais

Sublime! Essa é a melhor palavra para definis a edição de Beasts of Burden - Rituais Animais publicada pela editora Pipoca & Nanquim. Tudo nessa obra nos fazem compreender porquê histórias em quadrinhos são consideradas a nona arte.
O texto de Evan Dorkin nos remete a uma época distante em um passado que nunca aconteceu, mas foi vivido nas brincadeiras infantis, onde cada jogo e cada dia nos aproximava da idade adulta e detalhes não poderiam mais ser ignorados. As referências mais óbvias são Stephen King e Os Goonies.
A arte de Jill Thompson casa perfeitamente com o texto, trazendo um realismo na medida certa retratando as expressões caninas, pequenos detalhes dos pelos ou do contorno da anatomia dos animais contrastando com exageros cômicos cartunescos.
A variação da arte de Thompson reflete o texto de Dorkin que vai do horror ao cômico em segundos, sem perder sua densidade. E "densidade" é uma boa palavra para descrever essa obra.
A histórias são pesadas evocando a apreensão, o horror, a incerteza de um final apaziguador com temas sérios como abandono, solidão, levantando questionamentos "o homem não tem mais tempo para o homem", restando aos animais a missão de resguardar Burden. Ao mesmo tempo esse é um comic muito engraçado, sem o alívio cômico ele seria insuportável.



Era uma vez...

... Burden Hill, uma pacata cidadezinha no interior dos Estados Unidos, onde as pessoas levam suas vidas, a grama é verde, o céu é claro e limpo e os animais investigam fenômenos paranormais.
Cinco cães, que antes de tudo são grandes amigos, passam seus dias se divertindo enquanto seus donos trabalham ou cuidam das casas, quando necessário os animais se ajudam, é o que amigos fazem. 

Essa rotina de paz está para acabar quando um deles se queixa de não conseguir dormir na casinha confortável que seus donos fizeram para ele, o motivo? A casinha é assombrada. Seus amigos convocam um cão sábio, que os ajuda com o inusitado problema.
A partir daí não tem mais volta, os animais percebem que o mundo como conheciam não é exatamente como descrito e o sobrenatural está a margem. os amigos começam a se envolver nesse lado oculto, o motivo? Ninguém mais percebe. Os humanos estão muito ocupados para prestarem atenção ao seu redor.
Logo na primeira história um sexto integrante entra para a equipe, o gato sem lar órfão, de longe o mais malandro e o mais vivido da trupe, que dá pequenas pílulas de realidade amargas. Em uma história os animais se reúnem para enterrarem seus companheiros sem lar que são atropelados em uma rodovia, um dos cães não entendem como os cachorros atravessam sem olhar, Órfão e cru em sua explicação:
"Cê não sabe como é estar sozinho. Nenhum de vocês sabe. Cê fica com fome. Cansado e um pouco abobalhado. Talvez um pouco louco. Só quer chegar logo nun lugar novo que talvez tenha comida e abrigo ou alguém para conversar. As vezes cê nem se importa mais. Só segue em frente e o que acontecer... aconteceu".
Esses momentos pesados são intercalados com sequencias tenras, como quando Jack (o beagle) percebe que Órfão estava sozinho na chuva e o convida para sua casinha, onde dormem a noite.
Beasts of Burden é acima de tudo um trabalho que emociona, o viés paranormal é só um pano de fundo, os animais são um sopro de originalidade e um apelo afetivo (não tem como não torcer por eles e adorar todos) temas como amizade, amor, companheirismo, valentia e superação são trabalhados com a profundidade que só um mestre literato é capaz.
Um bônus fica por conta das referências encontradas no comic: Um Lobisomem Americano em Londres, Poltergeist, Não se Deve Profanar o Sono dos Mortos, IT, Os Goonies, La llorona (a chorona). São muitas e fica difícil nomear todas, nem devo, estragaria a surpresa de quem lê.
Lendo você descobre porquê Beasts of Burden venceu oito prêmios Eisner (o Oscar dos quadrinhos), é uma obra de arte necessária na estante de qualquer pessoa que aprecie uma história bem contada.


Pipoca & Nanquim

Primeiramente minha eterna gratidão por terem
trazido ao Brasil Bests of Burden, se não fosse por essa editora jamais tomaria conhecimento desses seis animaizinhos, mas não para por ai a edição brasileira foi feita com muito esmero.
Quem assiste ao canal do youtube Pipoca & Nanquim dos editores Alexandre Callari, Bruno Zago e Daniel Lopes sabe que esses três são apaixonados pela nona arte. Rituais Animais foi feito com muito amor, basta segurar nas mãos para perceber.
O papel escolhido, os extras, a qualidade a capa dura e da lombada, são pequenos detalhes que fazem toda a diferença, dando a Beasts of Burden a qualidade que a obra merece. 
A publicação ainda está em estoque e pode ser comprada diretamente da loja Pipoca & Nanquim, deixo aqui o link, faça um favor a si mesmo e se dê de presente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...